Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Aura Minerals (AURA33) anuncia conclusão do Estudo de Viabilidade do Projeto Borborema

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Em Fato Relevante divulgado esta semana, a Aura Minerals anunciou ao mercado os resultados do Estudo de Viabilidade do Projeto Borborema, desenvolvido no Rio Grande do Norte. No documento, a companhia informou que a mina de ouro a céu aberto tem produção prevista de 748.000 onças (oz) de ouro, em 11 anos de vida útil, e resulta de um investimento superior a US$ 188 milhões.

No mesmo comunicado, a mineradora destacou também que a Dundee Corporation, por meio da subsidiária da Dundee Resources Limited, decidiu converter a participação acionária de 20% em Borborema em um royalty de 1,50% sobre as primeiras 1.500.000 onças de ouro vendidas e de 1,00% para as 500.000 onças de ouro seguintes. Ao atingir o limite de produção de 2.000.000 onças de ouro, o royalty será encerrado. A decisão faz da Aura única acionista da Borborema Inc., controlando indiretamente 100% das ações e foi celebrada pelo presidente da companhia, Rodrigo Barbosa.

“Agradecemos por todo o suporte técnico da Dundee, que nos trouxe a esses resultados. Nossas equipes trabalharam arduamente e certamente ambas as Companhias serão beneficiadas com os resultados desse trabalho à medida que finalizarmos a construção e iniciarmos a produção no início de 2025”.

Ainda segundo o executivo, o projeto Borborema será importante para a companhia definir novos padrões em ESG no setor.

Leia mais  Aura Minerals: resultado "morno" não impressiona analistas

“Estamos felizes em anunciar um Estudo de Viabilidade de Borborema com retornos atrativos, que poderão ser ainda maiores, com a conversão dos 1,265 milhão de onças dos recursos em reservas após a conclusão da realocação de uma estrada de 5,3 km. Borborema irá contribuir significativamente em nosso perfil de produção, além de estabelecer novos padrões em ESG no setor, tratando águas cinzas da comunidade local, utilizando fontes de energia renováveis e contando com uma robusta força de trabalho local em meio a cultura Aura 360”, comentou.

A Aura Minerals informou também que já deu início aos processos legais para obter as licenças necessárias do projeto.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Aura divulga resultados do primeiro trimestre

Rodrigo Mahbub Santana

Mineração de Bitcoin drena 2% da energia dos EUA

Guia do Investidor

Rússia pretende exportar a mineração de Bitcoin, entenda

Guia do Investidor

Onda de frio afeta hashrate do Bitcoin

Fernando Américo

Hacker sequestra 1 milhão de servidores virtuais e minera criptomoedas

Fernando Américo

Mineração: descubra 3 ações do setor para evitar hoje

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário