Guia do Investidor
RS5PBG3BA5A6BPWOS6FNLGO6XE
Notícias

Bancos anunciam fim das transferências via DOC e TEC até 2024

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Febraban anuncia fim do DOC e TEC até 2024, impulsionado pelo sucesso do PIX como principal meio de transferência.

Bancos associados à Federação Brasileira de Bancos (Febraban) planejam encerrar as operações via Documento de Ordem de Crédito (DOC) e Transferência Especial de Crédito (TEC) para Pessoas Físicas e Jurídicas até 29 de fevereiro de 2024.

A decisão foi tomada devido à crescente popularidade do PIX, lançado em novembro de 2020, como principal meio de transferência. Em 2022, as transações via DOC somaram apenas 3,7% do total de operações feitas no ano, enquanto o PIX atingiu 24 bilhões de operações.

Popularidade do PIX leva bancos a descontinuar DOC e TEC

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) anunciou que seus bancos associados deixarão de oferecer operações via Documento de Ordem de Crédito (DOC) e Transferência Especial de Crédito (TEC) para Pessoas Físicas e Jurídicas até 29 de fevereiro de 2024.

A decisão foi tomada devido à crescente popularidade do PIX como principal meio de transferência, que superou o uso do DOC e do TEC.

Criado em 1985 pelo Banco Central, o DOC perdeu espaço para formas mais rápidas e mais baratas de transferência de recursos.

Com o lançamento do PIX em novembro de 2020, o uso do DOC e do TEC vem diminuindo constantemente. Levantamento feito pela Febraban mostra que as transações via DOC em 2022 somaram 59 milhões de operações, apenas 3,7% do total de 63,071 bilhões de operações feitas no ano. Em contrapartida, o PIX registrou 24 bilhões de operações no mesmo período.

Segundo Isaac Sidney, presidente da Febraban, a instituição e os bancos estão sempre avaliando a modernização e atualização de todos os meios de pagamentos utilizados no país, buscando melhorar a conveniência para os clientes.

Com o surgimento do PIX e a alta movimentação bancária com menores taxas, tanto a TEC quanto o DOC deixaram de ser a primeira opção dos clientes.

Os bancos têm até fevereiro de 2024 para extinguir as operações de DOC e TEC, garantindo que os sistemas de recebimento e processamento dessas modalidades estejam funcionando até a data estipulada.

Com o fim desses meios de pagamento, os clientes deverão optar por outras modalidades de transferência, como o PIX e a TED, que oferecem serviços instantâneos e sem custo para transações de menor valor.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

G20: Brasil destaca tributação de super-ricos e reformas financeiras

Márcia Alves

Nubank registra lucro recorde de US$ 395,8 milhões no 4TRI23

Fernando Américo

Bancos não repassam cortes da Selic e juros seguem estáveis

Guia do Investidor

Agora é possível pagar IPVA, IPTU e multas com Pix

Fernando Américo

“Sem juros” não existe? PGR investiga Bancos Brasileiros

Leonardo Bruno

Uso do Pix para compras dobra em 2023, aponta estudo do Itaú Unibanco

Guia do Investidor

Deixe seu comentário