Guia do Investidor
Bitcoin Ethereum Cripto
Criptomoedas Notícias

Bitcoin supera os US$52.000 impulsionado pelo otimismo do mercado

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O preço do Bitcoin superou os US$52.000, pela primeira vez desde dezembro de 2021, prendendo ainda mais a atenção do mercado financeiro. Aqui no Brasil, o Bitcoin representou 58% das compras de criptomoedas, segundo pesquisa recém publicada pela Bitso, empresa líder da América Latina em serviços financeiros baseados em cripto, que analisou o comportamento de sua base de 8 milhões de usuários durante a segunda metade de 2023.

O comportamento do Bitcoin tem sido motivado por três marcos importantes no mercado cripto:

  • halving 2024: trata-se de um acontecimento pré-programado que ocorre a cada 210.000 blocos minados (aproximadamente a cada quatro anos), que reduz pela metade as recompensas em bitcoins que os mineradores recebem por verificar transações. Essa redução foi desenhada desde a concepção do Bitcoin para proteger seu valor e assegurar sua escassez ao longo do tempo, replicando o suprimento limitado de metais preciosos como o ouro. A expectativa do mercado é que o próximo halving aconteça em abril deste ano.
  • A aprovação do ETF (fundo negociado em bolsa) do Bitcoin: a novidade já injetou entusiasmo no mercado, mas também valida o valor essencial do Bitcoin como um ativo sólido equiparável a prata e ouro. Nesse sentido, a capitalização de mercado do ETF do Bitcoin (mais de US$39 bilhões) já superou o do ETF da prata (aproximadamente, US$12 bilhões) e se encontra abaixo do ETF do ouro (cerca de US$97 milhões). Esse instrumento também oferece uma via tradicional para que investidores institucionais participem do crescimento do Bitcoin e fortaleçam a perspectiva a longo prazo do ativo e das indústrias que o cercam. 
  • Os ciclos de preço do Bitcoin: esses ciclos, que costumam começar com o halving, têm sido consistentes com períodos de crescimento prolongado e têm sido marcados por alcançar sua máxima histórica e depois se estabilizar. O preço mais alto foi de US$68 mil, obtido em novembro de 2021, no mesmo ciclo em que estamos hoje, e que anteriormente se aproximava de US$7 mil.

“Estamos em um momento emocionante na história do Bitcoin com o halving e sua exposição em mercados tradicionais, através dos ETFs. O halving é importante pois os setores se regem pelos comportamentos de oferta e demanda; e o mercado do Bitcoin, assim como o do ouro, está composto por estas forças. Existem dois tipos de oferta: a secundária, composta por BTC comprados e vendidos; e a primária, composta por BTC minados e vendidos, que será reduzida pela metade por volta de 18 de abril de 2024. Além disso, o Bitcoin tem demonstrado sua capacidade como reserva de valor e tecnologia várias vezes ao longo dos últimos anos. Nos últimos meses temos visto mais pessoas e instituições agindo de acordo com esta realidade. Na Bitso, temos orgulho em oferecer a opção mais segura e simples para que milhões de pessoas na América Latina possam adquirir esta e outras criptomoedas”.

comenta Andrés Salcedo, Head de Cripto na Bitso.
Leia mais  Prefeito de Miami exibe estátua de touro com olhos de laser durante Bitcoin 2022
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Halving do Bitcoin é a oportunidade de ‘ouro’ em 2024

Fernando Américo

Bitcoin registra queda após ataques do Oriente Médio

Márcia Alves

Ethereum: por que essa criptomoeda que merece ser observada?

Autor Convidado

Governo Lula quer taxar as criptomoedas: entenda

Márcia Alves

Empresa de Trump tem prejuízo de quase US$ 60 bi em 2023

Rodrigo Mahbub Santana

BTG Pactual rebaixa recomendação da Vale em meio a tumulto

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário