Guia do Investidor
online compras celular
Notícias

Consumo digital: 85% dos brasileiros já realizaram compras online

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Pesquisa revela que 36% dos entrevistados compram mensalmente no e-commerce, devido ao fácil acesso às plataformas.

O número de brasileiros que realizam compras online vem crescendo nos últimos anos. Segundo o estudo do IAB Brasil em parceria com a Offerwise, “Comportamento de compra online”, com 1500 pessoas, 85% dos consumidores já utilizaram o e-commerce. Do total, 48% afirmam adquirir mais itens pela internet do que em lojas físicas e 28% usam ambos canais. 

A pesquisa aponta que 36% dos entrevistados compram mensalmente no digital, devido ao fácil acesso às plataformas, que permitem um maior entendimento sobre os produtos, como preços e promoções. Entre os bens mais adquiridos pelos consumidores estão: vestuário e moda (57%), eletrônicos (45%), cuidados pessoais (42%) e decorações (40%).

Leia mais  Dia das Crianças: veja dicas de investimentos que valem como um presentão para os pequenos

Para o Fernando Lamounier, educador financeiro e diretor de novos negócios da Multimarcas Consórcios, o crescimento das compras no e-commerce é resultado da digitalização e modernização dos serviços financeiros. 

“Os meios de pagamentos digitais oferecem uma maior praticidade ao consumidor brasileiro, que otimizam o seu tempo com compras online. O digital tem sido um grande aliado na busca por melhores preços e oportunidades”, explica.

Os anúncios online são eficazes para os compradores, já que o estudo destaca que 56% dos consumidores clicam neles para conseguirem mais informações do produto e 49% buscam avaliações e opiniões sobre o item. Entre os itens mais atrativos das propagandas estão frete grátis (71%) e promoções (70%).

Lamounier ressalta que compras por impulsos devem ser evitadas: “Este hábito pode ser tentador, mas proporciona consequências negativas às suas finanças pessoais. Antes de fazer uma compra significativa, reflita sobre a necessidade real do item e espere alguns dias para ver se é realmente algo que você precisa”.

Os sites e aplicativos de marketplaces de grandes varejistas lideram na finalização da compra representando 71%, seguido de aplicativos de delivery e plataformas internacionais (35%) e sites de moda e vestuário (33%).

“Fraudes, sites falsos e esquemas de phishing tornaram-se mais recorrentes. É essencial que, ao buscar pelas melhores ofertas, os consumidores estejam preparados para identificar e evitar possíveis golpes, garantindo uma experiência de compra online segura”, alerta o especialista Jonathan Arend, Principal Consultant de Cybersecurity da keeggo, consultoria de tecnologia.

Leia mais  Suas compras na Shopee ficarão mais caras: entenda o porque
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Estados discutem aumentar impostos: Shein, Shopee e AliExpress

Paola Rocha Schwartz

Páscoa 2024 promete ser mais salgada, com Cacau mais caro

Guia do Investidor

“Parcelo Sim!”: Cuidado com a ilusão financeira perigosa

Autor Convidado

Procura por celulares cresce até 37% nos dias seguintes ao carnaval

Guia do Investidor

4 dicas para gastar menos, ou nada, nas compras de material escolar

Guia do Investidor

Natal mais caro: Brasileiros substituem produtos “tradicionais”

Guia do Investidor

Deixe seu comentário