Guia do Investidor
51
Notícias vendas

Dia das Mães: e-commerce deve faturar R$ 7 bi em 2022

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Segundo projeção da Neotrust, o número de compras online deve crescer 11% e alcançar 15,7 milhões de pedidos neste ano 

O e-commerce deve faturar R$ 7 bilhões com o Dia das Mães em 2022, com crescimento de 4% em relação ao ano passado. É o que indica a projeção realizada pela Neotrust, empresa de inteligência que monitora o e-commerce brasileiro e conta com a maior base de dados reais e transacionais do mercado digital no país. O levantamento aponta também um aumento de 11% no número de pedidos neste ano, com expectativa de 15,7 milhões de compras digitais.

Entre as principais categorias que devem se destacar na data em 2022, estão os segmentos de eletroportáteis e o de beleza e perfumaria. Em 2021, as vendas de eletroportáteis cresceram 17% em relação a 2020, que por sua vez foi 152% maior que em 2019. Já os itens de beleza e perfumaria geraram em 2021 faturamento 20% maior que em 2020, que por sua vez foi 151% maior que em 2019.

“Em todos os anos, as compras de eletroportáteis e de itens de beleza e perfumaria se destacam no Dia das Mães — uma das datas mais importantes do calendário do varejo nacional. As pessoas estão cada vez mais aproveitando as facilidades das compras online, especialmente pela possibilidade de pesquisar preços em variadas lojas de forma instantânea, e além disso, dispor da comodidade em receber os produtos em sua residência com rapidez”, destaca Paulina Dias, Head de Inteligência da Neotrust.

Em 2021, mais de 70% dos pedidos destas categorias foram realizados com frete grátis, e a forma de pagamento mais utilizada foi o cartão de crédito. Além disso, mais de 66% das compras online de Dias das Mães nestas categorias são realizadas por mulheres, a maioria entre 26 e 50 anos.

Eletroportáteis 

De 2019 para 2020, primeiro ano da pandemia no Brasil, aumentou em 152% o faturamento do e-commerce com eletroportáteis no Dia das Mães — de R$ 69,7 milhões para R$ 175,8 milhões. De 2020 para 2021, o faturamento aumentou em 17%, atingindo R$ 206,2 milhões.

Em 2021, destacaram-se as vendas de robôs aspiradores, fritadeiras elétricas e panelas elétricas. O ticket médio — valor gasto por pedido de compra — também aumentou nos últimos anos: 3% de 2019 para 2020, passando de R$ 230,90 para R$ 236,80; e 39% de 2020 para 2021, atingindo R$ 330,20.

Beleza e perfumaria 

Nos últimos anos, também vem crescendo o faturamento do e-commerce com itens de beleza e perfumaria no Dia das Mães. De 2019 para 2020, o faturamento cresceu 151%, passando de R$ 67,6 milhões para R$ 170,1 milhões. Em 2021 atingiu R$ 204,9 milhões, com aumento de 20% em relação a 2020.

Entre os mais comprados em 2021, destacam-se produtos de proteção solar, produtos para cabelo, itens de perfumaria e maquiagens. A média de itens comprados por cesta foi de 2,5 e o ticket médio atingiu R$ 190,20, 23% a mais que os R$ 155,20 do ano anterior.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Varejo em crise: o que esperar em 2024

Autor Convidado

Greve pode causar atraso em compras internacionais: entenda

Lara Donnola

O retorno do varejo? Setor tem 1º pregão de recuperação de 2024

Leonardo Bruno

Tendências para o e-commerce em 2024

Autor Convidado

Economia fraca: varejo tem retração de 18% em novembro

Guia do Investidor

Vendas de veículos apresentam crescimento de 4,3% em novembro

Miguel Gonçalves

Deixe seu comentário