Guia do Investidor
dolar 1
Agência Brasil Notícias

Dólar cai para R$ 5,40, mas tem maior alta semanal em um mês

Em um dia de alívio no mercado , o dólar caiu e a bolsa fechou em alta, apesar da forte volatilidade durante a sessão. Apesar da recuperação de hoje, a moeda norte-americana registrou a maior alta semanal em um mês, e a bolsa continua próxima dos níveis de novembro de 2020.

O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (15) vendido a R$ 5,405, com recuo de R$ 0,028 (-0,52%). A cotação iniciou o dia em alta, chegando a subir para R$ 5,45 pouco antes das 11h. Com a diminuição das tensões externas, a divisa chegou a cair para R$ 5,37 por volta das 12h30, mas não conseguiu manter-se abaixo dos R$ 5,40.

A moeda norte-americana encerrou a semana com alta de 2,6%. Essa foi a maior valorização semanal em um mês. O dólar sobe 3,34% em junho, mas acumula queda de 3,01% em 2022.

No mercado de ações, o dia também foi marcado pela volatilidade. O índice Ibovespa, da B3 (B3SA3), fechou aos 96.551 pontos, com alta de 0,45%. O indicador iniciou o dia em baixa, mas recuperou-se ainda no fim da manhã, influenciado pelo mercado norte-americano.

Leia mais  Ações da Cielo e Cogna disparam: o que aconteceu?

Os internacionais continuaram a repercutir declarações de dirigentes do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano) de que os juros básicos dos Estados Unidos subirão 0,75 ponto percentual na próxima reunião, marcada para o fim de julho. Durante a semana, aumentaram as apostas de que o Fed poderia elevar os juros em um ponto percentual porque a inflação norte-americana atingiu 9,1% em junho, o nível mais alto em 41 anos.

Também trouxe alívio aos mercados internacionais pesquisas que mostram que a atividade econômica está enfraquecendo em algumas regiões dos Estados Unidos. Isso reduz as pressões para que o Fed seja mais agressivo nas próximas reuniões. Como resultado, as bolsas norte-americanas subiram hoje, ajudando o mercado global. Juros mais altos em economias avançadas estimulam a fuga de capitais de países emergentes, como o .

No Brasil, os investidores ainda estão repercutindo a promulgação da emenda constitucional que amplia benefícios sociais e cria auxílios para taxistas e caminhoneiros, num total de R$ 41,25 bilhões até o fim do ano. O Nacional entrou em recesso após a promulgação e só retoma as atividades em agosto, o que tirará o foco do mercado das questões políticas internas nas próximas semanas.

Leia mais  Compras com cartões crescem 35% e movimentam R$ 680 bi no 3º trimestre

*Com informações da Reuters.

Fonte: Agência Brasil

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Gastos reais com funcionalismo caem para menor nível desde 2008

Agência Brasil

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Agência Brasil

Dólar cai para R$ 5,07 e fecha no menor nível em dois meses

Agência Brasil

Desemprego registra queda em 22 unidades da federação

Agência Brasil

Pronaf disponibilizará R$ 60 bi para financiar Plano Safra 2022/23

Agência Brasil

Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários com NIS final 4

Agência Brasil

Deixe seu comentário