Guia do Investidor
acoes dezembro GDI 3
Recomendações

Esqueça a blusa verde: Neste fim de ano, se cubra de dividendos para enriquecer em 2024

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Prepare-se para um 2024 próspero, deixando de lado preocupações triviais como a cor da sua blusa. Em vez disso, concentre-se em uma estratégia financeira sólida que o ajudará a se cobrir de dividendos.

O mês de novembro trouxe ventos favoráveis para o mercado financeiro brasileiro, com o Ibovespa (IBOV) registrando o seu melhor desempenho em três anos. Um aumento de aproximadamente 12% levou o índice a fechar em torno dos 127 mil pontos, um feito que não era visto desde 2021. A bolsa de valores estava em festa, e os investidores tiveram motivos para comemorar, especialmente aqueles que apostaram em carteiras de dividendos.

Acompanhando o otimismo do mercado, as carteiras de dividendos também brilharam em novembro, apresentando um impressionante ganho de 13,2%. Esse desempenho sólido surpreendeu até mesmo os investidores mais experientes e mostrou que as estratégias de investimento focadas em dividendos continuam sendo uma escolha inteligente.

“Algumas teses acabam surfando melhorias micro, do próprio setor, ou da própria empresa, ou o resultado do terceiro trimestre que acabou saindo melhor do que o esperado. De maneira geral, todas elas aproveitaram da melhora do ambiente macro”.

disse um analista sobre algumas das ações de maior destaque do universo dos dividendos.

“Mostra que a gente está com uma carteira boa, equilibrada e preparada não só para um mês ruim, mas também para os meses bons, como esse de novembro.”

Vamos dar uma olhada nas principais carteiras de dividendos do mercado, o que elas apresentaram em novembro e quais as perspectivas para o mês de dezembro.

Ranking das Principais Carteiras de Dividendos:

  1. Vale (VALE3) – 12 Indicações
  2. Telefônica (VIVT3) – 8 Indicações
  3. BB Seguridade (BBSE3) – 8 Indicações
  4. Banco do Brasil (BBAS3) – 8 Indicações
  5. Engie (EGIE3) – 7 Indicações
  6. Petrobras (PETR4) – 6 Indicações
  7. Itaú Unibanco (ITUB4) – 6 Indicações
  8. CPFL Energia (CPFE3) – 6 Indicações
  9. Copel (CPLE6) – 6 Indicações
  10. Transmissão Paulista (TRPL4) – 4 Indicações
  11. Tim (TIMS3) – 3 Indicações
  12. Taesa (TAEE11) – 3 Indicações
  13. Itaúsa (ITSA4) – 3 Indicações
  14. Gerdau (GGBR4) – 3 Indicações
  15. Eletrobras (ELET6) – 3 Indicações
  16. CCR Rodovias (CCRO3) – 3 Indicações
  17. Banco ABC (ABCB4) – 3 Indicações
  18. B3 (B3SA3) – 3 Indicações
  19. Suzano (SUZB3) – 2 Indicações
  20. SLC Agrícola (SLCE3) – 2 Indicações
  21. JBS (JBSS3) – 2 Indicações
  22. Cielo (CIEL3) – 2 Indicações
  23. Caixa Seguridade (CXSE3) – 2 Indicações
  24. Auren (AURE3) – 2 Indicações

Cada empresa tem seu peso específico nas diferentes carteiras, refletindo a estratégia e as perspectivas dos analistas.

Principais Carteiras de Dividendos para Dezembro:

  1. Santander:
    • A carteira do Santander valorizou 8,83% em novembro.
    • Destaque para a inclusão do Itaú Unibanco (ITUB4) na carteira.
  2. BTG Pactual:
    • A carteira do BTG Pactual teve um aumento de 11,0% em novembro.
    • Notáveis destaques positivos incluem Vibra (18,0%), Itaú (17,9%) e ELET3 (17,3%).
  3. BB Investimentos:
    • A carteira da BB Investimentos registrou um crescimento de 11,86% em novembro.
    • Destaques positivos foram Itaú (17,86%), Bradespar (16,85%), Cielo (16,39%) e Tim (13,65%).
  4. Banco Inter:
    • A carteira de dividendos do Banco Inter subiu 13,37% em novembro.
    • Ações incluídas: Telefônica (VIVT3).
  5. MyCAP:
    • A carteira de dividendos da MyCAP teve rentabilidade de 6,17% em novembro.
    • Destaques positivos incluem Banco do Brasil (13,75%), Porto Seguro (11,07%) e Kepler Weber (6,32%).
  6. Genial:
    • A carteira Dividendos 5+ da Genial apresentou alta de 8,03% em novembro.
    • Ações incluídas: B3 (B3SA3), CCR Rodovias (CCRO3), Gerdau (GGBR4) e Wiz (WIZC3).
  7. Warren:
    • A carteira de dividendos da Warren subiu 10,82% em novembro.
    • Empresas incluem Engie (EGIE3), Vale (VALE3), Itaú Unibanco (ITUB4), entre outras.
  8. Planner:
    • A carteira de dividendos da Planner subiu 10,77% em novembro.
    • Ações incluídas: Banco do Brasil (BBAS3), Direcional (DIRR3) e Itaú Unibanco (ITUB4).
  9. Órama:
    • A rentabilidade da carteira de dividendos da Órama em novembro foi de 13,14%.
    • Empresas incluem Itaúsa (ITSA4), Telefônica (VIVT3), Bradespar (BRAP4), entre outras.
  10. Safra:
    • A carteira do Safra subiu 12,58% em novembro.
    • Ações incluídas: B3 (B3SA3).

Essas carteiras de dividendos oferecem aos investidores a oportunidade de gerar renda passiva por meio dos proventos distribuídos pelas empresas, além de potencializar os ganhos de capital. Com a perspectiva de um 2024 próspero, investidores estão se preparando para colher os frutos de suas escolhas estratégicas.

O mercado financeiro é dinâmico e sujeito a mudanças, portanto, é importante que os investidores considerem suas metas financeiras e tolerância ao risco ao escolher uma carteira de dividendos. As indicações mencionadas refletem a análise e perspectivas das instituições financeiras, mas os investidores devem sempre realizar sua própria pesquisa e buscar aconselhamento financeiro adequado.

O que são dividendos?

Dividendos são uma parcela do lucro de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas. Eles são uma forma de a empresa recompensar os acionistas pelo investimento feito, e são geralmente pagos em dinheiro, mas também podem ser pagos na forma de mais ações da empresa.

A decisão de quanto do lucro será distribuído como dividendos é geralmente tomada pela diretoria da empresa e deve ser aprovada pelos acionistas em uma reunião anual. A outra parte do lucro é geralmente reinvestida na empresa para financiar o crescimento e a expansão.

O valor do dividendo que um acionista recebe depende do número de ações que ele possui. Por exemplo, se uma empresa paga um dividendo de R$1 por ação e você possui 100 ações, você receberá R$100 em dividendos.

Os dividendos são uma forma importante de retorno para os investidores, especialmente para aqueles que investem a longo prazo. Eles podem ser reinvestidos para comprar mais ações ou podem ser usados como uma fonte de renda.

Dividendos e Juros sobre Capital Próprio (JCP) são duas formas que as empresas têm de distribuir parte de seus lucros aos acionistas, mas eles têm diferenças significativas principalmente no aspecto tributário.

Dividendos: São distribuídos a partir do lucro líquido da empresa, após a dedução de todos os impostos. Portanto, os dividendos são isentos de imposto de renda para os acionistas que os recebem, pois a empresa já pagou todos os impostos devidos.

Juros sobre Capital Próprio (JCP): É uma forma alternativa de distribuição de lucros que tem um benefício fiscal para a empresa. O JCP é tratado como uma despesa operacional para a empresa e, portanto, reduz o lucro tributável da empresa, resultando em menos imposto de renda devido pela empresa. No entanto, ao contrário dos dividendos, o JCP é tributável para os acionistas que o recebem. A alíquota é de 15% e o imposto é retido na fonte.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 5,6 bilhões de dividendos e JCP

Mateus Sousa

Apesar de quedas, Vale segue sendo a “queridinha dos dividendos”

Leonardo Bruno

R$ 1,12 por ação: Itaú divulga dividendos para encher o seu bolso

Leonardo Bruno

Cinco dicas para formar renda passiva com dividendos

Guia do Investidor

Elétricas: o setor para lucrar muito em 2024?

Leonardo Bruno

Dólar a R$ 4,30: ainda dá para sonhar?

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário