Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Joint Venture: Randon vai entrar em locação de caminhões após parceria com a Gerdau

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Mais uma Joint Venture está surgindo no horizonte do mercado de capitais. A Randon (RAPT4) – a fabricante de carretas, freios e suspensões de Caxias do Sul – acaba de anunciar uma joint venture com a Gerdau para entrar no segmento de locação de caminhões e equipamentos, batendo de frente com a Vamos, que hoje domina amplamente esse mercado.

A Gerdau (GGBR4) está investindo por meio da Gerdau Next, seu braço de novos negócios focado em sustentabilidade, construção e mobilidade. A JV – que ainda não tem um nome – vai ser dividida 50/50 entre as duas empresas. Num primeiro momento, as companhias vão investir R$ 250 milhões na nova empresa – e o investimento será faseado em três anos (R$ 100 milhões neste ano, R$ 100 milhões no ano que vem e o restante em 2024).

Leia mais  Vibra cancela ações em tesouraria

A entrada da Randon em locação não é exatamente uma surpresa. Em agosto de 2020, a companhia já havia anunciado estudos preliminares para entrar nesse mercado. Considerando uma estrutura de capital, entre equity e dívida, de 50/50 ou de 70/30, o Bradesco BBI estima que a nova companhia poderia comprar uma frota de entre 1.740 a 2.900 caminhões ao longo dos próximos anos. Para efeito de comparação, a Vamos tem mais de 33 mil ativos (27 mil caminhões e 6,7 mil máquinas e equipamentos).

Os analistas do BTG também notaram que a iniciativa “abre uma nova avenida de crescimento de longo prazo” para a Randon, com uma linha receita “altamente previsível”, endereçando as preocupações com a ciclicidade do negócio.

As ações das companhias operam em sentido opostos no pregão desta segunda-feira:

image 29
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais  Commodities sustentam e mercado pressiona: Confira os destaques da bolsa nesta manhã

Leia mais

Vibra cancela ações em tesouraria

Rodrigo Mahbub Santana

Gerdau (GGBR4) lucra R$ 732 milhões no 4T de 2024

Mateus Sousa

Vai perder o folêgo? Itaú BBA rebaixa Gerdau para 2024

Leonardo Bruno

Fitch mantém classificação da Gerdau em ‘BBB’; Perspectiva Estável

Leonardo Bruno

Gerdau investe em parques de geração solar em Minas

Miguel Gonçalves

Lucro bilionário chegando? Gerdau anuncia CAPEX estratégico e projeção de EBITDA

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário