Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 4,7% em 2021, principalmente no setor de serviços

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O Monitor do PIB-FGV sinaliza que o PIB cresceu 4,7% em 2021. Pela ótica da produção, todos os três grandes setores de atividade (agropecuária, indústria e serviços) cresceram no ano, sendo suas taxas, respectivamente, 0,6%, 4,4% e 4,7%.

A economia brasileira em 2021 compensou a queda de 2020 crescendo 4,7%, graças, principalmente, ao crescimento do setor de serviços em virtude da vacinação.

Todos os componentes, tanto da oferta como da demanda, apresentaram crescimento. Pelo lado da oferta os destaques foram Construção, Transportes, Serviço de Informação e Outros Serviços. Pelo lado da demanda, o destaque foi a Formação Bruta de Capital Fixo, com seus 3 elementos crescendo fortemente, destacando-se máquinas e equipamentos.

O consumo das famílias, componente com maior participação na demanda, apresentou crescimento de 3,4% com destaque para o consumo de bens semiduráveis. A indústria apresentou crescimento de 4,4% em 2021, enquanto no ano anterior havia apresentado queda de 3,4%.

Os principais responsáveis por esse crescimento foram os componentes da construção e transformação que cresceram, respectivamente, 9,0% e 4,6% em 2021.

A despeito do crescimento deste ano, o PIB é inferior ao PIB de 2013. Por sua vez, o PIB per capita de 2021 com valor de R$ 40.712,42 é inferior ao valor de R$ 41.069,01, anterior a pandemia (2019), e inferior ainda ao valor de 2010, de R$ 42.348,22. ”, segundo Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV.”

Leia mais  Redução de 10% no preço da energia elétrica elevaria o PIB em 0,45 ponto percentual

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Análise trimestral e mensal

Na análise trimestral, o PIB apresentou, na série com ajuste sazonal, crescimento de 0,7% no quarto trimestre, em comparação ao terceiro trimestre.

Em relação ao quarto trimestre de 2020, o PIB apresentou crescimento de 1,9%. O Gráfico 2 do Press Release apresenta as evoluções das taxas trimestrais com e sem ajuste sazonal. 

Leia mais  Economistas preveem reduções de inflação e PIB para 2019

Na análise mensal, o PIB apresentou crescimento de 0,8% em dezembro, na comparação com novembro. Na comparação interanual o resultado do PIB de dezembro foi de crescimento de 3,0.

Análise desagregada dos componentes da demanda

A análise gráfica desagregada dos componentes da demanda é usualmente realizada na série trimestral interanual por apresentar menor volatilidade do que as taxas mensais e aquelas ajustadas sazonalmente permitindo melhor compreensão da trajetória de seus componentes.

Nesta edição do Monitor do PIB-FGV essas análises são realizadas na série acumulada em 12 meses, tendo em vista a divulgação do ano.

Consumo das famílias

O consumo das famílias cresceu 3,4% em 2021, em comparação a 2020. A taxa positiva observada se deveu, principalmente, ao crescimento de serviços que voltou a apresentar taxas positivas a partir de agosto desse mesmo ano.

O crescimento do consumo de serviços já era esperado devido à baixa base de comparação causada pela pandemia do covid-19 e o avanço da vacinação.

Exportação

A exportação apresentou crescimento de 5,4% em 2021, em comparação a 2020. Os segmentos exportáveis que apresentaram maior crescimento foram bens de consumo semiduráveis (32,7%), bens de consumo duráveis (31,3%), bens de capital (23,0%) e serviços (16,4).

Os únicos componentes que apontaram retração foram os produtos agropecuários (1,3%) e bens de consumo não duráveis (1,3%). No ano anterior essa atividade havia apresentado retração de 1,8%.

Importação

A importação apresentou crescimento de 6,7% em 2021, em comparação a 2020. O componente de bens intermediários foi o principal responsável pelo crescimento dessa atividade, com elevado crescimento de 19,9% nesse ano.

Leia mais  PIB brasileiro cai 1,5% informou o IBGE

Por outro lado, o componente de serviços contribuiu negativamente para esse setor, apresentando retração de 1,7% em 2021.

Monitor do PIB-FGV em valores

Em termos monetários, estima-se que o PIB de 2021, em valores correntes, alcançou a cifra de 8 trilhões, 684 bilhões e 678 milhões de reais.

O resultado do PIB de 2021 retoma a trajetória de crescimento iniciada em 2017. O PIB de 2021, embora seja um pouco maior que o de 2015, ainda é inferior aos do período 2013 e 2014. A valores de 2021, o PIB per capita equivale a R$ 40.712, valor inferior ao de 2010.

A Formação Bruta de Capital Fixo (investimento) apesar de ter apresentado, em 2021, resultado superior aos apresentados entre 2015-2020, continua sendo inferior aos resultados de 2011-2014. O consumo das famílias também apresentou resultado superior ao de 2020, porém inferior ao de 2019.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa fecha semana em queda de 0,34%

Rodrigo Mahbub Santana

Brasil pode ter PIB negativo no segundo semestre

Rodrigo Mahbub Santana

Caos no RS e leve alta do Dólar: Confira o fechamento do dia

Rodrigo Mahbub Santana

IPC-S atinge 0,32% na 3ª quadrissemana de abril, indica FGV

Paola Rocha Schwartz

FMI Projeta: Déficit Fiscal do Brasil Persistirá Até 2026

Rodrigo Mahbub Santana

Governo entregou LDO de 2025 com previsão de déficit zero

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário