Guia do Investidor
bhia3 GDI 1
Notícias

Nem a dívida presta? S&P Ratings rebaixa classificação de títulos das Casas Bahia (BHIA3)

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Standard & Poor’s (S&P), uma das principais agências de classificação de risco, anunciou nesta sexta-feira (24) um rebaixamento significativo no rating das primeiras, segundas e terceiras séries da vigésima emissão de certificados de recebíveis imobiliários (CRI) da Opea Securitizadora. Esses CRIs estão lastreados na oitava emissão de debêntures da conhecida rede varejista Casas Bahia (BHIA3). A decisão, que alterou a classificação de ‘A-‘ para ‘BBB-‘, implica um novo gatilho que permite aos titulares dos títulos solicitar a antecipação das dívidas.

A alteração no rating reflete preocupações crescentes quanto à saúde financeira da Casas Bahia e sua capacidade de cumprir com suas obrigações de dívida. Isso vem na esteira de um rebaixamento anterior pela mesma agência, que já havia reduzido o rating da Casas Bahia na última quinta-feira (23). Esses movimentos são indicativos de uma percepção de risco aumentado associado aos títulos emitidos, tanto pelos CRIs quanto pelas debêntures.

Como resultado direto do rebaixamento, a Opea Securitizadora está obrigada a convocar, em até dois dias úteis, uma assembleia especial com os titulares dos CRI. Essa reunião deve ser anunciada com pelo menos 15 dias de antecedência. Durante a assembleia, os titulares terão a oportunidade de deliberar sobre a não declaração do vencimento antecipado tanto da oitava emissão de Debêntures quanto dos CRIs.

A decisão sobre o vencimento antecipado depende da presença de pelo menos 25% dos titulares dos CRI em circulação no mercado. Além disso, é necessário que haja aprovação da maioria dos presentes na assembleia. Caso essas condições sejam atendidas, a Securitizadora não declarará o vencimento antecipado das debêntures e dos CRI, o que poderia trazer alguma estabilidade nesse momento de incerteza.

A S&P justifica seu rebaixamento com base em uma análise detalhada da performance financeira da Casas Bahia. Segundo a agência, os resultados acumulados do ano demonstram que o grupo depende fortemente de condições de negócios, financeiras e econômicas favoráveis para retomar sua rentabilidade. Embora a S&P não preveja uma crise iminente de pagamento ou de crédito nos próximos 12 meses, ela destaca a fragilidade na estrutura de capital da empresa.

O cenário desafiador para a Casas Bahia é agravado por um ambiente macroeconômico difícil para o setor varejista. Apesar de haver sinais de progresso no plano de transformação da empresa, com alguns efeitos positivos já observáveis, a agência de rating entende que a recuperação das margens e a desalavancagem financeira serão desafios persistentes ao longo de 2024.

Esse rebaixamento de rating e a subsequente reação do mercado são reflexos da sensibilidade do setor financeiro a mudanças na percepção de risco. Investidores e titulares de dívida estão agora mais atentos às movimentações da Casas Bahia e da Opea Securitizadora, acompanhando de perto as decisões que serão tomadas na assembleia convocada. Os próximos passos dessas empresas serão cruciais para determinar a confiança do mercado em sua solvência e estabilidade financeira a longo prazo.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Após liderar quedas em 2023, BHIA3 deve ter ano ainda pior em 2024

Leonardo Bruno

A luta da Casas Bahia para se manter no Ibovespa

Leonardo Bruno

Casas Bahia volta a valer R$ 0,50 após resultado “desastroso” no 3T23

Leonardo Bruno

MGLU3 ou BHIA3: Qual a pior ação de varejo?

Leonardo Bruno

BHIA3 e MGLU3: As piores ações da Bolsa?

Leonardo Bruno

O último a sair fecha a porta? Casas Bahia (BHIA3) anuncia renúncia de Vice-Presidente Comercial

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário