Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Recomendações

Nem tudo que reluz é ouro: Analistas alertam que queda nas ações da Natura não deixaram as ações baratas

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

As ações da Natura caíram 17,49%, para R$ 12,22, na terça-feira, 14, após a divulgação dos resultados do quarto trimestre de 2022. Embora a receita da Natura tenha crescido +3% em moeda constante no trimestre, a receita em moeda corrente caiu -11% devido à depreciação de algumas moedas em relação ao real. A queda foi mais acentuada para a Avon Internacional (-24%) e The Body Shop (-21%), que mais do que compensaram os números praticamente estáveis da Natura Latam (-3%) e da Aesop (-2%). Como resultado, o EBITDA da Natura foi -29% menor do que no mesmo período do ano anterior, com margem EBITDA de 10,5% (-2,8 p.p.). A empresa também apresentou um prejuízo de R$ 890 milhões no trimestre, revertendo o lucro de R$ 695 milhões apresentado no mesmo período do ano anterior, devido principalmente ao forte aumento em suas despesas financeiras.

Leia mais  Descubra 7 ações para comprar (ou evitar) hoje

O fraco desempenho da Natura no último trimestre de 2022 (e no consolidado do ano) é apenas um reflexo de tudo o que vem acontecendo dentro da empresa. Depois de ter criado o quarto maior grupo mundial no segmento de beleza com a aquisição da Avon, a Natura passou a sofrer com diversas culturas diferentes em suas operações espalhadas pelo mundo. Como resultado, a companhia está focando a maior parte de suas atenções na América Latina e buscando a venda de sua mais promissora subsidiária, a australiana Aesop.

As ações da Natura subiram cerca de +200% entre 2019 e 2021, mas as expectativas acabaram sendo frustradas após os resultados de 2021 e que seguem pressionando as ações desde então. A empresa está sendo negociada a um múltiplo EV/EBITDA considerado alto, de 13 vezes, bem acima da média histórica da bolsa brasileira, que é de cerca de 8 vezes EBITDA. No entanto, não é possível analisar o múltiplo P/L para a Natura, já que a empresa encerrou 2022 com prejuízo acumulado.

Leia mais  As melhores da semana: confira as ações favoritas dos analistas

Os analitas da Nord Research destacam que os motivos citados são mais do que suficientes para se manter longe do papel, e não recomendam a compra do ativo.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Natura, Multiplan, Raia e BMG anunciam pagamentos de JCP

Paola Rocha Schwartz

Os melhores ETFs de Cannabis para 2024

Arthur Piassetta

Natura (NTCO3) faz ajuste no valor de dividendos

Márcia Alves

Petrobras: Santander e Bradesco BBI reduzem recomendações

Guia do Investidor

Carteira EQI: Recomendações de Investimentos da Semana

Mateus Sousa

Usiminas promete reviravolta com melhoria nos custos e produção

Guia do Investidor

Deixe seu comentário