Guia do Investidor
Copia de Capas GDI
Pix

Pix Saque e Troco Como Funciona e onde aceita? Tudo sobre

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

No dia 29 de Novembro de 2021, o Banco Central implementou dois novos produtos da Agenda Evolutiva do Pix. Hoje, entenderemos como funciona o Pix Saque e Troco, e onde aceita. O BC já definira tais modalidades em Agosto do mesmo ano, divulgando, então, em nota, a data de implementação. Como também, as novas funções desse meio de pagamento tão popular.

Os usuários passaram a poder fazer saques em locais como padarias, lojas de departamento e supermercados, não apenas em caixas eletrônicos.

Segundo o Banco Central (BC), a oferta dos dois novos produtos da ferramenta aos usuários é opcional, cabendo a decisão final aos estabelecimentos comerciais, às empresas proprietárias de redes de autoatendimento e às instituições financeiras.

Panorama Geral do Pix

Em geral, é possível observar um crescimento massivo do Pix no Brasil. Antes mesmo de completar seu segundo ano de uso, ele já se tornava o método de pagamento mais popular no país. De acordo com o Banco Central, até metade do ano passado, foram feitas 1,9 bilhões de transações pelo método.

Ainda mais, comparado com os outros métodos de pagamento – como boleto, TED, DOC e Cheque, o Pix se mostrou muito superior, sendo 5 vezes mais usado que o segundo método mais usado, que é o boleto. Veja abaixo o gráfico disponibilizado pelo Banco Central.

pix
Pix Saque e Troco | Como funciona | Onde aceita

Com isso, podemos ver como de repente o Pix se tornou superior a qualquer outro tipo de pagamento, trazendo uma grande revolução. Além disso, a quantidade de transações feitas pelo Pix divulgadas pelo Banco Central com os pagamentos feito com Cartão de Crédito, divulgados pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o Pix movimentou mais de R$ 3 trilhões no primeiro trimestre de 2022. Isso é 4 vezes mais que os valores movimentados com cartão de crédito no Brasil.

Valor movimentado (em R$ milhões)1º Trimestre/2022
Pix2.069.390
Cartão de Crédito478.542

Além disso, até outubro de 2022 foi levantado que cerca de 64% da população do Brasil usa o Pix, o que resulta em mais de 130 milhões de pessoas físicas.

Então, essas novas modalidades que o Banco Central implementou só tornam a revolução ainda maior, trazendo cada vez mais novos adeptos a essa forma de pagamento tão facilitadora e que busca inovar sempre.

Como funciona o Pix Saque e Troco

A princípio, as duas novas modalidades são muito parecidas. Vamos entender cada uma delas.

Pix Saque

O PIX Saque é uma função do sistema PIX que permite o consumidor sacar dinheiro em estabelecimentos comerciais ou então caixas eletrônicos. Assim, não precisa de um cartão de débito ou crédito para realizar a função, apenas o aparelho celular.

Assim, a pessoa vai até a um comércio que permite essa função, faz um PIX do valor que quer sacar e recebe do dono do local o mesmo valor em dinheiro físico.

Cabe lembrar que existe um limite de valor para fazer o saque, inicialmente sendo R$500 de dia e R$100 de noite. Também, os donos dos comércios podem dar um limite dentro desse valor.

Entretanto, a partir de Janeiro 2023, surgiram algumas mudanças no Pix e o limite dessa função aumentou substancialmente. Com isso, passou de R$500 para R$3 mil no período diurno e de R$100 para R$1000 no período noturno.

Ainda, esses comerciantes não são obrigados a aderir ao PIX Saque, mas os que desejarem precisarão trabalhar com QR Code dinâmico e recebem uma remuneração de R$0,25 a R$0,95 do Banco Central.

Essa é uma função muito interessante, pois pode servir como medida emergencial para quem está sem dinheiro físico no momento e não consegue ir até um caixa eletrônico, e do mesmo modo, faz voltar a circulação das cédulas, que diminui com o tempo.

Passo a passo para usar

  1. Vá até um estabelecimento que aceite realizar Pix saque.
  2. Abra o seu app do banco e vá para a área Pix.
  3. Então, abra o leitor de QR Code e aponte sua câmera para o código do estabelecimento, e a leitura será feita.
  4. Combine com o comerciante o valor que deseja sacar, para ele ver se tem disponível.
  5. Insira o valor, transferindo para ele e recebendo em dinheiro físico.
  6. Com a transação feita, ele também irá receber uma remuneração.
pagando qr code
Pix Saque e Troco | Como funciona | Onde aceita

Pix Troco

Enquanto isso, o PIX Troco surge como uma função que permite o consumidor fazer uma compra por PIX e receber o troco em dinheiro físico. Funciona parecido com o PIX Saque: você vai ao estabelecimento e ao comprar um item pagando por PIX, pode solicitar o troco em dinheiro.

Ainda, os limites são os mesmos do saque e os comerciantes também não são obrigados a aderir, mas recebem a remuneração se usarem. Além disso, estimula o dinheiro físico da mesma forma, incentivando a circulação.

Passo a passo para usar

  1. Vá até um estabelecimento que aceite realizar Pix Troco.
  2. Abra o seu app do banco e vá para a área Pix.
  3. Então, abra o leitor de QR Code e aponte sua câmera para o código do estabelecimento, e a leitura será feita.
  4. Por exemplo, caso sua compra tenha sido de R$20, e você queira pagar e ficar com R$30 de dinheiro físico na carteira, coloque o valor de R$50 – mas não esqueça de combinar com o comerciante.
  5. Insira o valor, transferindo para ele e recebendo em dinheiro físico.
  6. Com a transação feita, ele também irá receber uma remuneração.

Benefícios do Pix Saque e Troco

Segundo o Banco Central, o Pix Saque e Troco tem potencial para trazer vários benefícios para a sociedade, em geral, aos cidadãos, pequenos lojistas e estabelecimentos comerciais.

Primeiramente, o cidadão contará com mais funções disponibilizadas pelo Pix e mais formas de ter acesso ao dinheiro físico.

Já os comerciantes também poderão desfrutar, pois cada transação feita com as novas modalidades o fará receber uma tarifa entre  R$ 0,25 a R$ 0,95. Ainda, o estabelecimento pode passar por um “efeito vitrine”, diante da visibilidade que será entregue ao aceitarem essas funções.

Ainda, o Banco Central afirma que “para o Sistema Financeiro Nacional (SFN), as melhorias representam um incentivo constante à digitalização e à redução de custos nas operações, e ainda estimula a competição, ao facilitar a oferta de serviço de saque por fintechs e instituições digitais, nivelando condições concorrenciais.”

Com isso, o que mais se espera é incentivar a digitalização da sociedade entre os sistemas financeiros e de pagamentos, bem como fomentar o fluxo de dinheiro físico, que teve uma boa queda desde a força que o Pix tomou.

É necessário pagar para usar o Pix Saque e Troco?

O uso do Pix Saque e Troco funciona de forma gratuita para os clientes finais que sejam pessoas naturais (pessoas físicas e microempreendedores individuais) por parte da instituição detentora da conta de depósitos ou da conta de pagamento pré-paga para a realização do Pix Saque ou do Pix Troco em até oito transações mensais.

A partir da nona transação realizada por mês, as instituições financeiras ou de pagamentos detentoras da conta do usuário pagador podem cobrar uma tarifa pela transação. O valor da tarifa cobrada é de livre estabelecimento pela instituição e deve ser informado ao usuário pagador antes da etapa de confirmação da transação.

“OS USUÁRIOS NUNCA PODERÃO SER COBRADOS DIRETAMENTE PELOS AGENTES DE SAQUE”, DESTACOU A INSTITUIÇÃO.

O BC explica ainda que os quatro saques tradicionais gratuitos realizados pelo usuário fora do âmbito do Pix Saque e Pix Troco podem ser descontados da franquia de gratuidades (oito por mês). Ou seja, se o usuário realizar um saque da sua conta, sem ser por meio do Pix Saque ou Pix Troco, esse saque poderá ser contabilizado e sua franquia de gratuidades poderá ser reduzida de oito para sete, a critério da instituição.

Já os estabelecimentos podem usar de maneira gratuita – e inclusive, são incentivados monetariamente pelo Banco Central, já que recebem uma taxa deles por transação, que pode variar de R$ 0,25 a R$ 0,95, a depender da negociação com a sua instituição de relacionamento..

Ainda mais, a oferta do Pix Saque e Troco diminui os custos dos comércios com gestão de numerário, como os relacionados á segurança e depósito.

Onde aceita Pix Saque e Troco?

No mais, o Pix Saque e Troco é revolucionário pois as pessoas não vão precisar se deslocar até os caixas eletrônicos para terem dinheiro físico em mãos. Então, os saques ou recebimentos de troco poderão ser feitos em vários locais, como padarias, lojas, supermercados, entre outros.

Atualmente, existem cerca de 15 mil pontos de atendimento que oferecem esse serviço. Entre eles, há comércios, correspondentes bancários e caixas eletrônicos.

Os pontos de atendimentos são disponibilizados pelos próprios lugares em formato de Dados Abertos. Além disso, a Associação Brasileira de Fintechs (ABFintechs) e a Pay Ventures desenvolveram um mapa, onde é possível indicar a sua localização e o mapa irá apresentar locais próximos que oferecem Pix Saque e Troco. É uma ferramenta completamente gratuita e disponível a qualquer momento. Basta clicar aqui para acessar.

Ainda mais, o Mapa do Pix Saque e Troco está em constantes atualizações. Segundo o site, as atualizações são automáticas e acontecem a cada 2h.

Como usar o Mapa do Pix Saque e Troco?

  1. Ao acessar o site, você vê o mapa do Brasil. Note que os pontos vermelhos e rosas mostram a quantidade de estabelecimentos que aceitam Pix Saque e Troco na região em questão. Podemos notar que os rosas indicam mais de mil lugares. Além disso, ao lado esquerdo do mapa, você tem acesso ao nome dos estabelecimentos, endereço, instituição financeira e quais modalidades aceitam. Note que a modalidade aceita fica com uma indicação verde. No caso do print, os dois locais que aparecem aceitam somente o Pix Saque.
pix saque troco 1
Pix Saque e Troco | Como funciona | Onde aceita
  1. Ainda ao lado esquerdo, você pode buscar por uma localização específica. Você pode filtrar pelo nome da cidade ou até mesmo indicar um bairro da cidade em questão. No exemplo abaixo, pesquisamos por Curitiba. Note que na cidade de Curitiba existem 311 locais que aceitam Pix Saque ou Troco.
pix saque troco 2
  1. Se você quiser ir aproximando o mapa na cidade, verá que os pontos começarão a se dispersar. Ao chegar bem perto, você tem os ícones vermelhos com os locais. No exemplo abaixo, um dos ícones indica a Farmácia Preço Popular. Abaixo do nome, há um link que direciona ao Google Maps e você consegue ver como chegar lá.
pix saque troco 3
  1. Por fim, se você selecionar o local na lista à esquerda, receberá mais informações. É possível ter acesso ao horário de funcionamento do estabelecimento em questão bem como ao valor máximo de saque. No exemplo, a Farmácia Preço Popular aceita no máximo R$500 para saque.
pix saque troco 4

Enfim, o mapa é bem prático de usar. Além disso, foi uma ótima criação para sabermos onde aceita Pix Saque e Troco. Assim, poupa os usuários de ficar procurando um lugar às cegas, já entregando uma lista completa e atual.]

Movimentações do Pix Saque e Troco

Com quase um ano de existência, as modalidades Pix Saque e Troco movimentaram um total R$ 240 milhões, divulgou o Banco Central (BC) em outubro de 2022 sobre as transações feitas entre dezembro de 2021 e setembro de 2022. Nesse meio tempo, foram realizadas 1.848.485 transações dessa modalidade.

No ano de 2022, o órgão passou a apresentar estatísticas mensais de uso dessas funcionalidades do Pix após o fim da greve de seus servidores que durou três meses.

A utilização desse meio de pagamento vem aumentando mês a mês, desde o lançamento, no fim de novembro do ano passado. Em dezembro, primeiro mês da série histórica, os correntistas retiraram R$ 442,13 mil por meio do Pix Saque e R$ 26,21 mil por meio do Pix Troco. Em junho, os montantes saltaram para R$ 31,03 milhões pelo Pix Saque e para R$ 321,5 mil pelo Pix Troco.

O aumento também pode ser notado pelo número de transações. Em dezembro de 2021, foram feitas 3.588 retiradas pelo Pix Saque e apenas 293 pelo Pix Troco. Em junho, o número subiu para 223.423 operações pelo Pix Saque e 2.693 pelo Pix Troco.

Já em Setembro desse mesmo ano, houve uma movimentação de R$ 51 milhões no Pix Saque, sendo o mês mais movimentado até então, comprovando esse aumento com o passar dos meses.

Veja abaixo a tabela que demonstra tal crescimento, contando também os outros meses, até Janeiro de 2023.

Uso do Pix Saque e Troco

MêsNúmero de Transações/
Pix Troco
Valor/Pix TrocoNúmero de transações/
Pix Saque
Valor/Pix Saque
dezembro/2021293R$ 26.2153.588R$ 442.129
janeiro/20221.284R$ 145.77466.551R$ 9.677.297
fevereiro/20221.591R$ 189.65291.553R$ 13.031.478
março/20222.077R$ 243.520135.542R$ 19.271.637
abril/20221.952R$ 236.482150.783R$ 21.650.594
maio/20222.216R$ 267.530184.710R$ 25.793.594
junho/20222.693R$ 321.500223.423R$ 31.029.876
julho/20223.147R$ 396.963267.612R$ 37.043.544
agosto/20223.514R$ 430.282310.734R$ 42.365.209
setembro/20224.712R$ 524.577390.510R$ 51.492.032
outubro/20224.620R$545.498394.052R$52.527.944
novembro/20224.448R$566.678426.261R$57.038.551
dezembro/20226.535R$801.769565.313R$74.467.726
janeiro/20235.362R$722.508547.438R$86.688.717
Fonte: Banco Central do Brasil
Pix saque e troco como funciona e onde aceita

Note que nos meses de abril, outubro e novembro, houve uma pequena queda no número de transações e do valor na modalidade do Pix Troco. No mais, o crescimento das duas modalidade se mostra maior com o passar dos meses.

Além disso, é inegável a superioridade do Pix Saque sobre o Pix Troco. Dessa forma, é possível concluir que os usuários preferem a praticidade de pagar direto o valor total do Pix e de fazer o saque direto, do que utilizar o Pix Troco.

Contudo, veja abaixo o gráfico divulgado pelo Banco Central, para compreender tal crescimento visualmente.

Outras modalidades do Pix

Além do Pix Saque e Troco, existem outras modalidades do Pix que valem a pena ser comentadas. Vamos apresentar elas abaixo.

Pix Cobrança

O Pix Cobrança é considerado uma alternativa para os boletos bancários, então, pode ser usado por lojistas, fornecedores, prestadores de serviços e outros usuários. Sua função é gerar um QR Code para pagamentos, que podem ser futuros ou imediatos.

Essa já é uma modalidade bastante utilizada, onde as empresas geram QR Codes para receber os pagamentos, seja físico, em ponto de vendas ou até digital, para e-commerce.

Mas o grande diferencial é que o Pix Cobrança é a possibilidade de por mais informações além do valor. Veja um trecho da nota do Banco Central:

“Neste caso, é possível configurar outras informações além do valor, como juros, multa, descontos. É uma funcionalidade parecida com o que ocorre hoje com o boleto”

Banco Central Pix saque e troco como funciona e onde aceita

Além disso, o QR Code pode ter uma data de vencimento ou uma data limite. Então, se a pessoa pagar após a data apresentada, poderá surgir a cobrança de juros ou multas. Por exemplo, assim funcionará para pagar contas de luz com Pix.

Pix Empréstimo

Já é possível contratar empréstimo por meio do Pix. Para isso, é preciso primeiramente ter uma conta em um banco ou fintech que permite pagamento via Pix. Além disso, é necessário ter uma chave cadastrada, para assim poder receber o dinheiro do empréstimo na conta por meio dessa chave.

Assim, basta entrar em contato com a instituição financeira que oferece esse tipo de serviço para entender os termos e condições de uso para a contratação, e, assim que for contratado, o cliente deve aguardar o recebimento do valor do empréstimo, que chega de forma instantânea na conta. 

Dessa forma, as taxas de juros podem variar de banco pra banco, então é importante saber antes de contratar qualquer serviço. O valor permitido a ser pego depende de alguns fatores, como modalidade de contratação, o saldo disponível, a renda, a margem consignável, entre outros.

As instituições que permitem empréstimo por Pix são:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • SuperSim
  • Crefisa
  • Via Certa
  • Zema Financeira
  • Pix Financeira

Os dois primeiros bancos citados já oferecem linhas de crédito exclusivas para o Empréstimo Pessoal Especial do Pix.

Pix Agendado

Outra função do Pix é a possibilidade de agendar o pagamento. O Banco Central deixou claro que é uma modalidade facultativa, ou seja, os bancos ou fintechs que escolhem se querem ter essa função ou não.

Assim, o Pix Agendado funciona como uma TED, porém sem custos. Dessa forma, o usuário pode agendar um pagamento para um dia específico, mas também tem a possibilidade de cancelar a ação até a data prevista.

Pix Garantido

Essa é uma modalidade que ainda não foi lançada, e a previsão é que seja até a metade do ano de 2023.

O Pix Garantido permitirá agendar e parcelar os valores dos pagamentos mesmo que o pagador não tenha saldo na sua conta. Dessa forma, a instituição financeira que se torna responsável pelo pagamento e, de fato, garantir a quem deve receber o dinheiro, tal como sugere o próprio nome da função.

Então, ao fazer uma compra com o Pix Garantido, automaticamente ocorrerá o agendamento de Pix mensais para cada parcela. Dessa forma, se a pessoa não tiver saldo o suficiente na sua conta para pagar a parcela, o pagamento será feito pela instituição financeira. Assim, ela depois irá cobrar do pagador o valor com juros.

Caso queira saber mais sobre Pix Garantido, clique aqui e veja o guia completo.

Cuidados com segurança

Agora, com as novas mudanças de limites e horários que surgiram em Janeiro de 2023, o Pix entregará uma flexibilidade ainda maior para seus usuários. Entretanto, mesmo com toda essa praticidade, é necessário tomar medidas de segurança.

Isso porque o número de crimes relacionados ao Pix também se mostra crescente, principalmente quando envolve roubo de celulares. O Procon-SP divulgou que teve 8.075 reclamações recebidas com a palavra Pix no ano de 2022, 10,4% a mais que em 2021.

A maioria das reclamações eram sobre devolução de valores pagos, reembolso ou retenção de valores, pois, uma vítima de golpe ou outros crimes envolvendo o Pix, não consegue reaver os valores.

Desse modo, há diversos tipos de golpes que podem ser aplicados, como o roubo de dados por meio de mensagens, perfis falsos no WhatsApp se passando por conhecidos, atendimento bancário falso, QR Codes falsos e o famoso “Bug do Pix”. O “Bug do Pix” é quando os criminosos dizem que há uma falha no sistema em que é possível conseguir o dobro do dinheiro de volta.

Sabendo de todos esses possíveis golpes, veja a seguir algumas dicas de segurança para evitá-los.

Dicas para seguir

  • Verifique a identidade de quem está solicitando o Pix sempre que for fazer uma transferência.
  • Sempre confirme tudo com a pessoa que irá receber o Pix por chamada telefônica ou pessoalmente, pois pode acontecer do WhatsApp dela estar clonado.
  • Confira bem os dados antes de confirmar a transação.
  • Se for enviar pagamento para algum site, veja sempre se o link é seguro e de confiança.
  • Tome cuidado com links enviados por SMS ou e-mail, pois podem ser falsos.
  • Nunca confirme dados pessoais do banco ou fintech por ligações ou links.

Por fim, o Pix é uma ferramenta segura. Basta ter cautela e entender como funcionam os possíveis golpes, já se preparando para evitá-los. Lembre-se do essencial: cuidado com links desconhecidos e confira sempre todos os dados! No mais, aproveite essas funções que o Banco Central entrega, e faça uso do Pix Saque e Troco com todas as precauções.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Agora é possível pagar IPVA, IPTU e multas com Pix

Fernando Américo

Uso do Pix para compras dobra em 2023, aponta estudo do Itaú Unibanco

Guia do Investidor

NOVIDADE: Banco Inter lança pix com cartão de crédito

Lara Donnola

Sem utilidade? Entenda o fim das transferências via DOC

Miguel Gonçalves

Dados do BC indicam ascensão de pagamentos digitais no Brasil

Guia do Investidor

Pix supera R$ 15 trilhões e desafia cartões de crédito em 2024

Miguel Gonçalves

Deixe seu comentário