Guia do Investidor
Quais as empresas de construcao listadas na bolsa
Resultados 1T22

Rossi Residencial (RSID3) tem prejuízo atribuído de R$ 141 milhões no 1T22

Rossi Residencial (RSID3) apurou prejuízo líquido atribuído aos acionistas controladores de R$ 141 milhões no primeiro trimestre. Assim sendo, a performance representa uma piora de 333,13% ante o prejuízo de R$ 32,5 milhões de um ano antes.

Desse modo,  os dados foram divulgados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Nesse sentido, em termos consolidados, a construtora reportou um prejuízo líquido de R$ 156,1 milhões no período, alta de 445,6%.

Na mesma base de comparação a Rossi registrou Ebitda ajustado negativo em R$ 104,3 milhões. Isto é, revertendo resultado positivo de R$ 4,3 milhões de um ano antes.

Desse modo, a receita líquida ficou negativa em R$ 8 milhões, revertendo a receita líquida de R$ 16,2 milhões em igual período do ano anterior. No comparativo entre mesmos trimestres, a geração de caixa caiu de R$ 22,3 milhões para R$ 9,6 milhões.

Ademais, a companhia, no entanto, também obteve uma taxa de eficiência de 93% nas unidades distratadas no período.

Em relação ao custo dos bens e/ou serviços vendidos no primeiro trimestre ficou em R$ 11,882 milhões, queda de 29,6% contra um ano antes.

Leia mais  Paranapanema sai do vermelho no 1T22, mas será que convence?

Portanto, na mensagem do CEO, que acompanha seu informe financeiro, a Rossi afirma que o ano de 2022 marcou o início do processo de reestruturação financeira e operacional, que segue em curso.

“Ao longo deste ano, manteremos nossa disciplina de caixa, implementando as últimas negociações para desalavancagem financeira da companhia”,

afirma João Paulo Franco Rossi
Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as notícias mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Dommo Energia (DMMO3) sai de prejuízo para lucro líquido de R$ 117,6 milhões no primeiro trimestre

Ruan Sousa

Westwing (WEST3) tem prejuízo de R$ 7,1 milhões, queda de 57,5%, após despesas com IPO

Ruan Sousa

Prejuízo da IMC (MEAL3) diminui mas empresa segue no vermelho no 1T22

Leonardo Bruno

Kora Saúde (KRSA3): lucro líquido alcança R$ 47,1 milhões no 1T22

Ruan Sousa

Randon (RAPT4) tem lucro líquido consolidado de R$ 130,1 mi no 1º tri de 2022, queda de 3%

Ruan Sousa

Track & Field (TFCO4) tem lucro líquido de R$ 19,9 milhões no 1º trimestre, alta de 176,4% em base anual

Ruan Sousa

Deixe seu comentário