Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Venda da Oi móvel pode ser suspensa e ações da Oi derretem

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A segunda-feira foi completamente indigesta para os especuladores da “nova Oi”. A companhia, que busca a venda dos seus ativos para reestruturar suas operações, encontrou uma nova barreira. Afina, a Anatel, vai rever seu parecer de aprovação para a venda, feita em 1° de fevereiro, e a negociação não deve acontecer! Confira agora mais detalhes!

O que aconteceu com as ações da Oi?

Assim, as ações ordinárias da Oi (OIBR3) recuaram 10,38% no pregão desta segunda-feira (7), cotadas a R$ 0,95, diante da possibilidade de reversão.

image 35
Fonte: Google Finance

Por parte da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), da aprovação de venda de sua unidade móvel para Tim (TIMS3), Vivo (VIVT3) e Claro.

Segundo reportagem do site do jornal O Globo, citando fontes, a Anatel vai rever sua anuência à venda, aprovada no último dia 1º de fevereiro. Dessa forma, o processo de venda da unidade móvel da Oi, que será dividida entre as três concorrentes, por R$ 16,5 milhões, deverá atrasar.

Ademais, por trás da possível reversão da anuência está um outro interessado no negócio, que é a Copel Telecom, que, segundo O Globo, enviou petição à Anatel pedindo a rejeição da aprovação. Por conta da alegação de que as reuniões da agência teriam sido ilegais.

Além disso, entre os pontos levantados está a marcação de uma reunião, no dia 28 de janeiro. Esta, para tratar do tema, em que o conselheiro Emmanoel Campelo (presidente interino) deveria ter convocado Elisa Leonel, superintendente mais antiga, para presidir a sessão – o que não ocorreu.

Leia mais  Ações da Oi disparam após Justiça dos EUA aprovar nova Recuperação Judicial

Já no dia 31 de janeiro, Campelo deveria ter, conforme O Globo, convocado o conselheiro, Wilson Diniz Wellisch, – o que também não ocorreu. Outra suposta irregularidade estaria na remarcação de uma nova reunião.

Assim, como alega a Copel Telecom, as reuniões não contaram com a presença do conselheiro Wellisch. E que Campelo teria exercido a função de presidente “maculando de ilegalidade irremediavelmente as deliberações e decisões do colegiado nessas ocasiões.”

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Oi suspende novamente Assembleia de Credores

Márcia Alves

Assembleia Geral de Credores da Oi (OIBR3) é homologada

Mateus Sousa

A vitória das sardinhas: Oi dispara 30% nesta 4ªF

Leonardo Bruno

Novo CEO é esperança da Oi para fugir da falência

Leonardo Bruno

Mais uma “furada”: Oi segue no vermelho com prejuízo de R$ 2,8 bilhões no 3T23

Leonardo Bruno

Mais uma “enganação”? “Nova Oi” divulga nova estratégia de reestrutaração vendendo sucata

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário