Guia do Investidor
agro 2024 GDI
Recomendações

Agro será o melhor setor da bolsa em 2024?

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A indústria brasileira de aves e suínos, após um período de alívio nos custos de produção devido à queda das cotações dos grãos em 2023, enfrentará novos desafios em 2024 devido ao clima adverso que atrasou o plantio de soja no Centro-Oeste do país. Essa situação provavelmente impactará os preços das rações e a rentabilidade dos frigoríficos. Embora o horizonte geral para o agronegócio brasileiro seja positivo, a incerteza meteorológica e a falta de chuvas em dezembro geram preocupações significativas, especialmente em regiões-chave como Mato Grosso, líder na colheita de soja e milho.

Segundo Pedro Fernandes, diretor de Agronegócios do Itaú BBA, embora tenha ocorrido um descompasso nos preços dos grãos entre o plantio e a colheita da safra 2022/23, os agricultores conseguiram lidar com isso devido à rentabilidade de ciclos anteriores. Para 2023/24, as expectativas são de margens melhores, principalmente devido à redução nos custos de insumos.

Em relação à soja, apesar do atraso e replantio em algumas áreas, a produção brasileira deve atingir cerca de 158 milhões de toneladas, ainda um recorde e 2% maior que o ciclo anterior. As exportações também devem crescer 2%, atingindo 100 milhões de toneladas. No entanto, as incertezas sobre o milho aumentaram devido aos problemas climáticos no Centro-Oeste. A produção de milho safrinha em 2023/24 é projetada em 93 milhões de toneladas, 10% a menos do que no ciclo anterior, causando preocupações de abastecimento.

Com a possível escassez de milho, a indústria de aves e suínos, que já se recupera de anos de pressão, enfrentará dificuldades na gestão dos custos. Isso ocorre apesar da demanda robusta nos mercados interno e externo. Repassar os custos para os preços no varejo é sempre um desafio, e os limites para esse repasse podem ser testados em 2024.

No segmento de carne bovina, a oferta de gado deve permanecer robusta, mantendo os preços sob controle e beneficiando as margens dos frigoríficos. A virada consistente no ciclo está prevista para 2025. Entretanto, os preços internacionais da carne continuam baixos, com destaque para a China, o principal destino das exportações brasileiras, o que afeta o mercado externo.

Na produção de algodão, o Brasil pode se tornar o terceiro maior exportador mundial em 2023/24, ultrapassando os EUA. Embora a produção possa diminuir ligeiramente, as exportações devem aumentar significativamente, impulsionadas pela demanda internacional.

No entanto, o cenário não é tão otimista para o arroz, com chuvas do El Niño atrapalhando a semeadura no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, o que atrasa o ciclo e reduz a produtividade potencial. Isso ocorre em um momento em que as exportações estão em alta e os preços internacionais estão em níveis recordes.

No setor sucroalcooleiro, a produção de açúcar deve continuar forte em 2024 devido à demanda internacional e aos preços elevados. O El Niño tem sido favorável à produção de cana no Centro-Sul do Brasil. O etanol, embora tenha perdido competitividade, tem uma demanda crescente desde agosto e deve continuar alta na próxima temporada.

Em resumo, a agricultura brasileira enfrenta desafios climáticos que afetam a produção de grãos, principalmente o milho, enquanto outros setores como soja, algodão, carne bovina, açúcar e etanol apresentam oportunidades de crescimento e exportação. O próximo ano será um teste para a capacidade do país de gerenciar sua oferta de grãos e manter o setor de proteínas animais competitivo, ao mesmo tempo em que amplia seu alcance nos mercados globais.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Charles River Capital detém agora 10,01% da BrasilAgro

Leticia Izabel

Agrogalaxy (AGXY3) é a ação agro para comprar em Fevereiro?

Leonardo Bruno

Elétricas: o setor para lucrar muito em 2024?

Leonardo Bruno

Dólar a R$ 4,30: ainda dá para sonhar?

Leonardo Bruno

Volume de negociação da B3 despenca em Janeiro

Leonardo Bruno

O ano da renda-fixa? Analistas revelam melhores títulos de 2024

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário