Guia do Investidor
Allied 1t22
Resultados 1T22

Allied (ALLD3) divulga relatório financeiro do 1T22; Veja números

A Allied (ALLD3), uma das principais empresas no mercado brasileiro de eletroeletrônicos, anunciou hoje os resultados financeiros do 1° trimestre de 2022.

Resultados do período encerrado em 31 de março de 2022:

  • Receita bruta de R$ 1,6 bilhões no , um aumento de 19% em relação ao 1T21 e 24% de crescimento anual em relação ao 1T19;
  • EBITDA ajustado* no 1T22 de R$ 76,4 milhões, com margem de 5,6%
  • Lucro líquido ajustado de R$ 18,8 milhões no trimestre. Crescimento anual de 24% desde o 1T19 (pré-COVID);
  •  Aumento na participação de mercado nas principais categorias, com market share de 7% em smartphones, 11% em notebooks e 19% em videogames;
  • Aprovação da distribuição de R$ 53,2 milhões de dividendos relativos ao resultado do ano de 2021;
  •  Soudi: a plataforma digital para crédito e soluções financeiras alcançou R$ 20,2 milhões em GMV no 1T22, um aumento de 125,4% em relação ao 1T21. Criado em 2019, a marca voltou a crescer após a pandemia e em março de 2022 o número de cartões ativados chegou a 63,4 mil;
  •  Empresa Top Employer pelo 3º ano consecutivo;
  •  Lançamento do programa de Diversidade, Equidade e Inclusão (DE&I);
  •  Desenvolvimento do programa de Tecnologia e Inovação, com o objetivo de fomentar a cultura de inovação.
Leia mais  CSN Mineração (CMIN3): receita líquida recua 31% no 1T22, na base trimestral

*Resultado ajustado desconsidera receitas operacionais referentes ao reembolso de despesas com prestadores de serviços que assessoram a Companhia ao longo da assinatura do acordo de leniência com o Ministério Público Federal e do acordo de não persecução civil com o Ministério Público do Estado de São Paulo.
 

Comentário da Administração

“O ano de 2022 se inicia de forma bastante desafiadora para as empresas brasileiras. Nosso resultado de vendas nesse primeiro trimestre foi muito positivo, e como resultado ganhamos participação de mercado nas principais categorias em que atuamos. No entanto, começamos a sentir maior pressão de margem, principalmente em decorrência da retomada do mercado de abastecimento dos produtos que comercializamos. Mesmo com cenário de juros e inflação crescentes, nosso resultado se manteve resiliente e apresentamos crescimento em todos os canais de venda, sobre uma boa base comparativa no 1T21. Esse resultado indica que nossa estratégia de negócio tem sido bem-sucedida.”, ressalta o CEO da Allied, Silvio Stagni.
 

Estrutura de capital

Leia mais  Rossi Residencial (RSID3) tem prejuízo atribuído de R$ 141 milhões no 1T22

A Companhia encerrou o primeiro trimestre com dívida líquida de R$ 301,8 milhões, o que representa 0,7x o EBITIDA ajustado dos últimos 12 meses. Essa dívida líquida é composta por uma dívida bruta de R$ 412,4 milhões e um saldo de caixa de R$ 110,6 milhões. A redução no saldo de caixa, em comparação ao encerramento de 2021, ocorreu pelo aumento no nível de estoques — resultado do curso normal dos negócios — e pela quitação de prorrogação de fornecedores que haviam sido feitas durante o 4T21.

Avalie este post:
[Total: 1 Média: 3]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Prejuízo da IMC (MEAL3) diminui mas empresa segue no vermelho no 1T22

Leonardo Bruno

Kora Saúde (KRSA3): lucro líquido alcança R$ 47,1 milhões no 1T22

Ruan Sousa

Randon (RAPT4) tem lucro líquido consolidado de R$ 130,1 mi no 1º tri de 2022, queda de 3%

Ruan Sousa

Track & Field (TFCO4) tem lucro líquido de R$ 19,9 milhões no 1º trimestre, alta de 176,4% em base anual

Ruan Sousa

Bmg (BMGB4) tem lucro de R$ 48 milhões no 1º tri, queda anual de 45%

Ruan Sousa

Orizon (ORVR3) tem prejuízo ajustado de R$ 18,1 milhões no 1º trimestre

Ruan Sousa

Deixe seu comentário