Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Bank of America alerta para risco de crise de liquidez no mercado de câmbio global

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O mercado de câmbio global pode enfrentar uma crise de liquidez no final deste ano, de acordo com alerta do Bank of America.

A preocupação se dá diante do aperto das condições financeiras e da desaceleração do crescimento econômico. Apesar da recente turbulência bancária não ter abalado o mercado de câmbio, a volatilidade implícita nas principais moedas tem aumentado e há risco de que a situação se agrave, principalmente se a inflação permanecer alta.

Crise de liquidez no mercado de câmbio global?

O Bank of America divulgou um alerta sobre a possibilidade de uma crise de liquidez no mercado de câmbio global no final deste ano.

De acordo com o banco, o mercado está vulnerável diante do aperto das condições financeiras e da desaceleração do crescimento econômico. Embora a recente turbulência bancária não tenha abalado o mercado de câmbio, a volatilidade implícita nas principais moedas tem aumentado.

O movimento, no entanto, ainda está “longe dos níveis de crise”, de acordo com os estrategistas do BofA.

Leia mais  Dólar PTAX o que é e como é calculado? Saiba tudo

A postura “dovish” do Federal Reserve, que está mais inclinado ao afrouxamento monetário, acalmou os mercados após o colapso do Silicon Valley Bank e a aquisição do Credit Suisse pelo UBS.

No entanto, existe o risco de que a volatilidade possa aumentar novamente nos próximos meses, principalmente se a inflação permanecer alta, afirmam Michalis Rousakis e Howard Du, estrategistas do BofA.

O Bank of America observa que os spreads entre os preços de compra/venda de todas as principais moedas aumentaram este mês.

Esse fator teve um impacto limitado nas cotações, já que seu indicador de volumes de opções em meados do mês estava bem abaixo dos níveis vistos no final de setembro, quando o dólar subiu após o miniorçamento do Reino Unido e também apoiado por um Fed “hawkish”, determinado a subir os juros.

No entanto, à medida que mais bancos regionais dos EUA restringirem o crédito a consumidores, o BofA espera que as pressões de preço permaneçam elevadas por mais tempo, o que pode aumentar a volatilidade no futuro. Traders agora apostam que o Fed pode ter encerrado seu ciclo de aperto e que cortará os juros em 0,50 ponto percentual até o final do ano.

Leia mais  Petz: IPO pode movimentar até R$ 3,4 bilhões

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Dólar dispara para R$ 5,07 com dados de inflação

Rodrigo Mahbub Santana

Ações da Vale fecham em queda

Rodrigo Mahbub Santana

Preço-alvo da NVIDIA aumenta e pode valer US$1.100

Rodrigo Mahbub Santana

Avenue é autorizada a efetuar câmbio de até R$ 1,5 milhão em dólares

Guia do Investidor

Ainda não é hora de comprar ações, avalia BofA

Leonardo Bruno

R$ 4,93: Dólar segue queda livre após dados da inflação nos EUA

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário