Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Bolsa Brasileira fecha em alta mesmo com Guerra em Israel

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Bolsa brasileira fechou em alta nesta segunda-feira (9), superando o clima de cautela que se instalou em parte dos mercados internacionais devido à deflagração da guerra entre Israel e o Hamas. O Ibovespa subiu 0,86%, atingindo os 115.156 pontos, com uma virada positiva por volta das 14h (horário de Brasília). A situação, que inicialmente havia feito o índice cair durante boa parte do dia, viu um renascimento graças ao desempenho das petroleiras.

A análise do mercado revela dois lados distintos desse movimento. Por um lado, as empresas mais ligadas ao mercado interno sofreram quedas devido à projeção de que as taxas de juros permanecerão elevadas por um período mais prolongado. Por outro lado, as petroleiras proporcionaram suporte ao principal índice brasileiro.

Em Nova York, a tendência positiva também se fez presente, com os principais índices – Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq – encerrando o dia em alta, após uma oscilação negativa durante a maior parte do dia. O índice VIX, conhecido como o “índice do medo”, inicialmente disparou quase 7%, mas posteriormente a preocupação foi amenizada, resultando em uma alta final de 1,43%, fechando em 17,70 pontos.

O analista Alex Carvalho, da CM Capital, destaca que a notícia de que o Hamas está buscando uma possível trégua após “alcançar seus objetivos” aliviou o medo dos investidores. Ele ressalta que, embora não haja clareza sobre o impacto do conflito Hamas-Israel na economia mundial, os investidores se concentraram no que tem um impacto imediato, superando a aversão inicial ao risco que causou perdas iniciais nas bolsas. Além disso, o economista Alexsandro Nishimura, sócio da Nomos, aponta que o impacto se concentrou principalmente no petróleo, que teve uma alta significativa devido às tensões na região, já que estão próximas aos grandes produtores.

Alex Lima, estrategista-chefe da Guide Investimentos, enfatiza que é muito cedo para entender as repercussões da guerra, mas observa que a possível entrada do Irã no conflito, como financiador do Hamas, é uma questão em aberto que justifica a alta do preço do petróleo. Ele ressalta que Israel não é um grande produtor de petróleo, mas o estreito de Ormuz, próximo à região do conflito, é responsável por 20% da produção mundial de petróleo. Assim, qualquer escalada da guerra pode resultar em aumentos adicionais nos preços do petróleo, potencialmente levando a um choque inflacionário e medidas de política monetária mais rígidas nos Estados Unidos.

Leia mais  NY tem fortes ganhos após decisão do Fed; Ibovespa perde fôlego

As ações das empresas brasileiras do setor de petróleo registraram fortes ganhos, mesmo com a redução dos riscos. Os papéis ordinários da PetroRecôncavo (RECV3) subiram 8,70%, os da PRIO (PRIO3) avançaram 8,78%, e os da 3R Petroleum (RRRP3) tiveram um aumento de 6,01%. As ações ordinárias e preferenciais da Petrobras (PETR3;PETR4) também tiveram altas significativas, registrando 4,10% e 4,30%, respectivamente.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Por outro lado, as empresas que enfrentam pressões inflacionárias e a alta do petróleo continuaram a sofrer no mercado. As ações ordinárias do Grupo Casas Bahia (BHIA3), que está passando por um processo de reestruturação, recuaram 4,92%. Já as preferenciais da Azul (AZUL4), que depende muito do dólar e do preço do petróleo, caíram 2,97%, mas ainda longe das mínimas, enquanto as ações da Gol (GOLL4) encerraram estáveis.

Leia mais  GPA lidera altas após venda do Casino; Natura tem perda

Além da incerteza global relacionada ao conflito entre Israel e o Hamas, os especialistas destacam outros fatores que influenciaram o mercado. O vencimento de contratos futuros do Ibovespa na quarta-feira foi mencionado como um elemento que poderia afetar a bolsa brasileira.

As declarações do vice-presidente do Fed, Phlip Jefferson, também tiveram impacto positivo no mercado ao sugerir que o núcleo de inflação dos EUA desacelerará mais e que o BC americano adotará uma abordagem cautelosa após a recente alta dos treasuries.

No Brasil, o Boletim Focus do Banco Central não trouxe mudanças significativas nas projeções econômicas, com a inflação esperada para 2023 mantendo-se em 4,86% e a de 2024 subindo ligeiramente de 3,87% para 3,88%. O diretor de Política Monetária do Banco Central, Gabriel Galípolo, observou que a instituição estará atenta aos efeitos do conflito entre Israel e Hamas nos preços dos ativos e na inflação, mas, por enquanto, manterá sua posição de corte gradual da taxa básica Selic.

Além disso, o real se fortaleceu em relação ao dólar, que caiu 0,62%, atingindo R$ 5,13 na compra e na venda, refletindo a calma dos investidores em meio às incertezas globais.

Leia mais  Rali das commodities leva Ibovespa de volta aos 115,3 mil pontos
EmpresasPreço Atual R$Maior alta R$Maior baixa R$Preço de aberturaVariação desde abertura %
PETR337,8638,0637,0537,12,05%
PRIO348,4548,7446,0846,085,14%
RRRP330,1630,4829,0829,52,24%
ITUB427,6627,7527,427,650,04%
SANB1127,4327,4326,9227,11,22%
BBDC414,3414,4114,214,4-0,42%
AMER30,770,780,720,726,94%
MGLU31,861,871,711,737,51%
BBAS348,5948,9148,2348,540,10%
CPLE68,428,438,228,261,94%
AMBP320,220,319,3619,682,64%
OIBR30,60,620,580,61-1,64%
ITUB427,6627,7527,427,650,04%
VALE366,3866,3865,3965,730,99%

Em resumo, a Bolsa brasileira conseguiu superar o clima de cautela causado pelo conflito entre Israel e o Hamas, graças ao desempenho das petroleiras e às perspectivas positivas em relação à inflação nos EUA. No entanto, a situação continua incerta, e os investidores estarão atentos às próximas evoluções no cenário internacional e às decisões de política monetária nos próximos dias.

Confira a nova ferramenta de cotação do Guia do Investidor

Quer estar sempre atualizado em tempo real com a cotação de seus ativos favoritos listados na bolsa? O Guia do Investidor agora oferece a oportunidade de você se manter informado sobre os preços e movimentações das principais ações da bolsa de valores brasileira com apenas um clique.

Lá, você pode acompanhar métricas diárias e semanais personalizadas, além de conferir um gráfico exclusivo de tendência de alta para seguir as expectativas dos analistas e ficar por dentro das melhores ações antes mesmo de elas decolarem!

Imagine ter acesso fácil e rápido às informações cruciais para suas decisões de investimento. Com o Guia do Investidor, isso se torna realidade. Não perca mais tempo e esteja sempre um passo à frente no mercado financeiro. Não deixe de clicar aqui para conferir!


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa inicia com alta com maioria dos ativos em ganhos

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre em alta significativa, registrando amplos ganhos

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre em alta impulsionado por Petrobras e Bancos

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre em queda com oscilações de Petrobras e Eletrobras

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre com leve alta impulsionado por Eletrobras e B3

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre em alta com amplo ganho de Petrobras e Eletrobras

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário