Guia do Investidor
Jair Bolsonaro reúne apoiadores em manifestação política na orla de Copacabana. Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Notícias

Bolsonaro elogia Elon Musk e faz críticas à Lula, em ato no Rio

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Em discurso a apoiadores, feito neste domingo (21) em Copacabana, no Rio de Janeiro, o ex-presidente Jair Bolsonaro elogiou Elon Musk. E defendeu a atuação do bilionário proprietário da Tesla e do antigo Twitter.

“Acusam, agora, o homem mais rico do mundo. O homem que nasceu na África do Sul, que foi naturalizado americano, que é dono de uma plataforma cujo objetivo dele é fazer com que o mundo todo seja livre. Que é o X. O nosso antigo Twitter. É um homem que realmente preserva-se pela liberdade a todos nós. É o homem que teve a coragem de mostrar, já com algumas provas, outras virão com toda a certeza, para onde a nossa democracia estava indo. O quanto de liberdade nós já perdemos”, disse o ex-presidente.

Alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal que apura a existência de milícias digitais, Musk tem atacado publicamente o ministro Alexandre de Moraes e ameaçado descumprir determinações da Corte de manter bloqueadas contas no X.

Em seu discurso, Bolsonaro também criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“O que fizemos ao longo dos 4 anos, que grande parte da mídia tradicional não mostrou. Quando se muda um governo, o que se pensa? É igual quando muda um técnico de futebol. Espera um time melhor. Dá pra comparar esses 38 ministros de Lula com os 23 de Bolsonaro?”, complementa.

Bolsonaro e os organizadores afirmaram que o ato na praia de Copacabana visava defender o direito à liberdade de expressão. Além das menções a Elon Musk, o ex-presidente reiterou o discurso proferido na Avenida Paulista em fevereiro. Novamente mencionou a suposta tentativa de golpe e reafirmou que sempre agiu dentro dos limites legais.

“Nós nunca jogamos fora das quatro linhas. Completando aqui o Silas Malafaia. Minuta de golpe. Alguém já viu essa minuta de golpe? Imprensa já viu a minuta de golpe? Ué? Por que não? Quando se fala em estado de sítio, é uma PROPOSTA que o presidente, dentro das suas atribuições constitucionais, pode submeter ao Parlamento brasileiro. O presidente não baixa decreto nenhum. Só baixa decreto depois que o Parlamento der sinal verde”.

A Polícia Militar do Rio de Janeiro não forneceu informações sobre o tamanho da manifestação. As fontes de comunicação aguardam os dados do Monitor do Debate Político do Meio Digital, da USP, para estimar a presença no evento de domingo (21). A CNN Brasil tentou contato com o STF, mas a instituição optou por não comentar o assunto.

Leia mais  Partiu para o desespero? Após boicote, Elon Musk manda anunciantes do X irem "Se F@#$!"

Musk e Moraes: Críticas ao STF predominam em redes sociais

Durante o empate entre Elon Musk, ex-dono do Twitter, e o ministro do STF Alexandre de Moraes, as críticas ao STF predominaram.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Segundo pesquisa da Quaest divulgada hoje (10), 68% das menções nas redes foram críticas ao Supremo, enquanto 32% foram direcionadas a Musk. A média diária de menções foi de 865 mil, com um alcance total de 72 milhões.

Leia mais  Governo Lula quer acabar com deduções no IR com saúde e tributar dividendos e fundos

As críticas a Moraes e ao STF predominaram fora do X, representando 63% das menções, enquanto as críticas a Musk totalizaram 37%. De acordo com a análise da Quaest, o principal argumento dos apoiadores de Musk é a defesa da liberdade de expressão e o combate à censura.

Os críticos de Musk denunciam sua “interferência na soberania brasileira” e afirmam ser uma estratégia da extrema direita para facilitar a propagação de fake news.

Nos últimos dias, Elon Musk fez uma série de postagens contra Alexandre de Moraes, cujas medidas, portanto, podem resultar na proibição do X no Brasil.

Ele pede a renúncia ou impeachment do magistrado, alegando que suas exigências para a plataforma violam a legislação brasileira.

Esta decisão pode beneficiar uma série de influenciadores e expoentes do bolsonarismo que estão com seus perfis suspensos. Musk alega que as “multas pesadas” aplicadas pelo ministro estão causando perda de receitas à rede social no Brasil, ameaçando fechar o escritório do X no país.

Elon Musk, dono do X, SpaceX e Tesla, criticou o ministro do STF, Alexandre de Moraes, em sua conta no antigo Twitter (X). E passou a criticar também o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Leia mais  Lula paga R$ 2 bilhões em emendas e faz o carnaval dos deputados

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Lula inaugura obras inacabadas e pagas pelo Governo Bolsonaro

Paola Rocha Schwartz

Musk anuncia que Tesla lançará robôs humanoides para 2025

Paola Rocha Schwartz

Preço da gasolina se aproxima de recorde no Governo Lula

Márcia Alves

Dólar sobe após falas de Lula: “Povo pobre não compra dólar”

Paola Rocha Schwartz

“Erro Petista”: Críticas a Lula por reativação da indústria naval

Paola Rocha Schwartz

Governo Lula estuda liberar “jogo do tigrinho”

Márcia Alves

Deixe seu comentário