Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Diesel Russo e 3T23: Descubra as razões por trás da alta das ações da Vibra (VBBR3) dispara

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Vibra (VBBR3) está considerando a compra de diesel russo “cumprindo todas as regras de compliance”. A empresa busca recuperar seu market share após a concorrência do diesel russo. As ações da Vibra subiram após a divulgação de lucros no terceiro trimestre.


O CEO da Vibra (VBBR3), Ernesto Pousada, anunciou durante uma teleconferência de resultados do terceiro trimestre que a empresa está considerando a compra de diesel russo “cumprindo todas as regras de compliance”, caso o preço seja favorável. Ele enfatizou que a importação de combustíveis faz parte da política da empresa e que eles continuarão importando para atender às necessidades de seus clientes da melhor maneira possível.

Pousada também mencionou que a Vibra espera um aumento na chegada de combustível importado no Brasil na segunda quinzena de novembro e em dezembro. No entanto, ele reconheceu que a Vibra enfrentou desafios no mercado devido à presença do diesel russo, que impactou seu market share. A empresa encerrou setembro com um market share de 26%, após perder participação de mercado devido à competição do diesel russo.

Apesar disso, a Vibra está focada em recuperar seu market share, buscando um equilíbrio entre volume e preço para obter os melhores resultados. No mercado de combustíveis, o equilíbrio entre oferecer produtos de qualidade e preços competitivos é fundamental.

Além das considerações sobre diesel russo e market share, os executivos da Vibra também discutiram a política de distribuição de proventos da empresa. Eles informaram que a política permanecerá com 40% do lucro sendo distribuído como dividendo aos acionistas.

Leia mais  Vibra lidera altas no mercado, mas Petrobras cai após reajuste e notícias sobre acordo

O mercado reagiu positivamente aos resultados da Vibra no terceiro trimestre, com as ações da empresa subindo 5,61%. A empresa reportou um lucro de R$ 1,255 bilhão, revertendo um prejuízo de R$ 61 milhões no mesmo período do ano anterior. Esse desempenho superou as expectativas, com o banco Itaú BBA destacando a redução significativa da dívida líquida da Vibra, que encerrou o trimestre com alavancagem de 1,9 vez dívida líquida sobre Ebitda.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

O volume de vendas da empresa também cresceu 4,3% em comparação com o trimestre anterior, com aumentos significativos no volume de vendas de diesel e etanol, impulsionados em parte pela sazonalidade.

Leia mais  Com queda de 34% Vibra lucra R$ 325 milhões no 1T22

No que diz respeito aos desafios do setor de combustíveis, Ernesto Pousada destacou o compromisso da Vibra em combater as irregularidades, incluindo adulteração de produtos e sonegação fiscal, que podem afetar negativamente a concorrência justa. A empresa está trabalhando em conjunto com a indústria por meio do Instituto Combustível Legal para combater essas práticas.

Por fim, Pousada enfatizou que, embora a Vibra esteja explorando oportunidades no setor de energia renovável, o combustível fóssil continuará sendo relevante nos próximos anos. A empresa está buscando maneiras de extrair mais valor desse negócio enquanto avalia o desenvolvimento de seu portfólio de energias renováveis para gerar valor adicional para seus acionista.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Leia mais  Vibra (VBBR3) e Brasil BioFuels criarão primeiro combustível sustentável de aviação

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Natura, Vibra, CCR e TIM anunciam pagamento de dividendos

Paola Rocha Schwartz

Ação da Vibra (VBBR3) pode subir 44%, diz UBS

Rodrigo Mahbub Santana

Vibra (VBBR3) anuncia mais novo Vice-Presidente Comercial B2B

Paola Rocha Schwartz

Vibra será reestatizada? Previ pode chegar a 10%

Paola Rocha Schwartz

Descubra como lucrar 40% com a alta dos combustíveis

Leonardo Bruno

Vibra confirma combinação de negócios com Eneva; entenda

Miguel Gonçalves

Deixe seu comentário