Guia do Investidor
Free Unsplash@maskmedicare
Notícias

Fabricantes de luvas médicas no Brasil apontam risco para indústria nacional

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O mercado de luvas médicas no Brasil, aponta a concorrência desleal de importadores estrangeiros para o segmento.

No início da pandemia, o governo federal elaborou uma resolução reduzindo temporariamente para zero por cento a alíquota do imposto de importação para produtos relacionados à pandemia Coronavírus / COVID-19.

Entretanto, no dia 18 de novembro, o setor foi surpreendido novamente com a prorrogação desta resolução até junho de 2022. Ao mesmo tempo, o governo proibiu as indústrias nacionais de realizar exportações de produtos médicos.

Desde o início da pandemia, o valor das luvas já obteve uma queda de 50%. Além disso, o número de importadores também cresceu ao longo dos últimos 18 meses. O valor de empresas subiu de 5 para 15 durante a pandemia.

De acordo com Flávia Malta, diretora executiva de Marketing e Operações Comerciais da Lemgruber, o governo precisa atuar de maneira justa entre fornecedores internos e externos.

Após a proibição para exportar e desonerar o imposto para importadores relacionados à produtos da COVID-19, o governo deixa claro que não se preocupa com a indústria nacional. Com esta medida, o Brasil corre seriamente o risco de ficar dependente apenas de importadores para produtos médicos“, aponta Malta.

Leia mais  Fed injetará mais $2.3 trilhões na economia americana: dessa vez será diferente
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

China irá comprar carne brasileira a “preço de banana”?

Leonardo Bruno

Lula erra tamanho da população brasileira: “700 milhões morreram por Covid”

Guia do Investidor

China lança primeira vacina inalada pela boca contra Covid-19

Gabriele de Paula

Novas medidas do programa chinês COVID Zero podem restringir demanda global de curto prazo, avalia CBIE

Guia do Investidor

Importação de produtos: veja as opções mais lucrativas

Guia do Investidor

Covid-19: o que mudou no mercado imobiliário brasileiro?

Guia do Investidor

Deixe seu comentário