Guia do Investidor
Foto/Reprodução
Notícias

JBS alcança lucro bilionário e forte crescimento no 1º trimestre

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • JBS registrou lucro líquido de R$ 1,646 bilhão no primeiro trimestre de 2024, revertendo prejuízo de R$ 1,453 bilhão no mesmo período de 2023.
  • Receita líquida aumentou 2,8% em relação a 2023, alcançando R$ 89,147 bilhões.
  • Ebitda ajustado cresceu impressionantes 197,3%, totalizando R$ 6,429 bilhões, com margem Ebitda subindo de 2,5% para 7,2%.
  • Dívida líquida reduzida para R$ 79,269 bilhões, queda de 4,9% em comparação ao ano anterior.
  • Desempenho por unidade de negócio variado, com destaque para Seara e JBS Brasil.
  • Receita na América do Norte aumentou 1%, atingindo R$ 27,6 bilhões, com Ebitda ajustado de R$ 11,4 milhões e margem de 0,2%.

De acordo com publicação do Broadcast Estadão, a JBS encerrou o primeiro trimestre de 2024 com um desempenho impressionante, registrando lucro líquido de R$ 1,646 bilhão. Esse resultado marca uma reviravolta significativa em relação ao mesmo período do ano anterior, quando a empresa havia reportado um prejuízo líquido de R$ 1,453 bilhão.

Leia mais  Vai um sushi aí? JBS anuncia compra de produtora internacional de salmão

A receita líquida da JBS também apresentou um crescimento sólido, atingindo R$ 89,147 bilhões, representando um aumento de 2,8% em comparação com o primeiro trimestre de 2023, quando a receita foi de R$ 86,684 bilhões.

Um dos indicadores mais destacados nesse período foi o Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), que teve um salto impressionante de 197,3%, alcançando R$ 6,429 bilhões. Isso se traduziu em uma margem Ebitda que expandiu de 2,5% para 7,2%, refletindo a eficiência operacional aprimorada da empresa.

Além disso, a JBS conseguiu reduzir sua dívida líquida para R$ 79,269 bilhões, uma queda de 4,9% em comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. A alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, apresentou ligeiro aumento em relação ao ano anterior.

Em termos de desempenho por unidade de negócio, destacam-se os resultados positivos da Seara e da JBS Brasil, impulsionados por maiores volumes vendidos e preços favoráveis. No entanto, algumas unidades, como a JBS Beef North America, enfrentaram desafios, registrando um Ebitda ajustado negativo.

Leia mais  Negócio da China: JBS firma acordo com Banco da China e busca aumentar exposição na Ásia

Na América do Norte, a receita líquida aumentou 1%, atingindo R$ 27,6 bilhões, com um Ebitda ajustado de R$ 11,4 milhões e margem de 0,2%.

Esses números refletem a resiliência e a capacidade da JBS de se adaptar a diferentes condições de mercado, além de demonstrar uma recuperação significativa em comparação com o mesmo período do ano anterior.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

USB BB eleva recomendação da Positivo

Rodrigo Mahbub Santana

Stone supera expectativas no 1º trimestre de 2024

Rodrigo Mahbub Santana

Prejuízo ajustado da Azul cai 55,4% no 1º tri para R$324 milhões

Paola Rocha Schwartz

Iveco: Ações Disparam Após Lucro Recorde

Rodrigo Mahbub Santana

Lucro de R$61,7 mi: Movida (MOVI3) deixa prejuízo no 1T24

Paola Rocha Schwartz

Aumento da Dívida Pública e Ibovespa fecha em queda: Confira os resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário