Guia do Investidor
Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam
Pix

Pix Parcelado Como funciona, como fazer e quais bancos aceitam

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Alguns bancos permitem que o cliente faça um Pix utilizando cartão de crédito ou serviços de crédito. Para isso, eles passam por uma análise de crédito ou então usam o limite do cartão, e conseguem parcelar o valor do Pix. Então, vamos ensinar como funciona, como fazer e quais bancos aceitam o Pix Parcelado.

 Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam
Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Como funciona o Pix Parcelado?

Em geral, fazer um Pix usando serviços de crédito não é o método de pagamento mais utilizado: ou as pessoas fazem o Pix padrão, transferindo dinheiro direto da conta corrente ou poupança, ou então, fazem compras com o cartão de crédito direto. Mas surge como uma solução para quem precisa fazer uma transferência, mas está sem saldo na conta.

Por isso, os bancos entregam a função de parcelar o Pix. Assim, o cliente consegue fazer a compra que deseja e pode pagar aos poucos, ao mesmo tempo que a outra pessoa recebe o dinheiro na hora, sem nem saber que o pagador parcelou.

Para fazer isso, os bancos permitem com que o cliente use soluções de crédito para realizar o Pix. Assim, quando a pessoa for efetuar o pagamento, existirão duas opções: realizar um Pix tradicional, com o saldo da conta, ou pelas opções de crédito. Logo, a cobrança normalmente é feita como se fosse uma compra no cartão. O cliente recebe na fatura do mês ou então ocorre o débito automático do valor mensal.

Entretanto, mesmo com toda essa praticidade, é necessário cuidar parcelar um Pix. Isso porque, diferente do Pix normal, direto da conta corrente, esse tipo de Pix cobra juros e IOF.

cartao
– Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Pix Parcelado: uma antecipação do Pix Garantido

É importante informar que o PIX parcelado não é um método de pagamento oficial do Banco Central, pois a princípio, a intenção desse método não é ser uma operação de crédito, e sim uma transferência.

Mas o Banco Central não tem regras definidas sobre o funcionamento do Pix, então da mesma forma não existe nenhuma proibição aos bancos e fintechs em criar e oferecer esses serviços.

Inclusive, o PIX parcelado surgiu como uma solução que antecipou o Pix Garantido (que tem o lançamento previsto para o primeiro semestre de 2023). Segundo Giancarllo Melito, advogado especialista em Meios de Pagamento e Fintechs, sócio do escritório Barcellos Tucunduva, podemos entender melhor o que é o Pix Garantido.

No PIX Garantido, a instituição que detém a conta do usuário vai se comprometer a realizar o pagamento, ainda que não tenha saldo na conta. O cliente poderá parcelar as suas compras, por exemplo, em 12 parcelas.

Giancarllo Melito – Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Com isso, certos bancos e fintechs adiantaram essa função, já oferecendo o serviço por conta própria. Antes de apresentarmos quais são esses, vamos aproveitar para explicar a diferença desse serviço para um cartão de crédito comum. Além disso, o próprio Banco Central informa:

O produto Pix Garantido, que permite o parcelamento de transações no Pix, ainda não foi lançado pelo BC e não há previsão de lançamento. Nada impede que os bancos, desde já, ofertem crédito aos seus clientes para utilização em pagamentos via Pix. É um produto de cada banco

Banco Central – Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Então eis a principal diferença: O Pix Garantido é uma função validada pela autoridade máxima em questões monetárias do Brasil, o Banco Central. Já o Pix Garantido é de desenvolvimento próprio das instituições.

Como fazer um Pix Parcelado?

É muito simples entender como fazer um Pix Parcelado pois passo a passo geralmente funciona igual em todos os bancos que aceitam.

Passo a passo

  1. Primeiramente, abra a área Pix no app do seu banco – elas sempre são parecidas.
  2. Depois, selecione a opção de transferência que quiser: por meio da chave Pix (que pode ser CPF, CNPJ, e-mail, número de telefone ou aleatória), dados bancários, copia e cola, leitura de QR Code, etc.
  3. Insira o valor a ser pago.
  4. Depois disso, os bancos que aceitam Pix parcelado te dão a opção de escolher como transferir: se é com o saldo da conta ou com o crédito disponível. Então, você deve clicar na opção de crédito.
  5. Escolha a quantidade de parcelas que deseja.
  6. Confirme os dados e veja também as taxas que serão cobradas para o serviço.
  7. Confirme a transferência com a sua senha.
  8. Pronto! Agora você já sabe como funciona e como fazer um Pix Parcelado.

Deixaremos abaixo uma imagem ilustrativa da opção de parcelamento do app Nubank

pix cartao 1
Pix Parcelado | Como Funciona | Como Fazer | Quais bancos aceitam

Quais bancos aceitam Pix Parcelado?

Entre os bancos e fintechs que oferecem o serviço de Pix Parcelado, temos:

  • Nubank
  • Banco do Brasil
  • PicPay
  • Digio
  • RecargaPay
  • 99Pay
  • Santander
  • Mercado Pago

Apesar disso, nem todos funcionam da mesma forma. Cada um vem de um tipo de crédito. Entenda mais abaixo

Nubank

No Nubank, o Pix parcelado funciona a partir do valor do limite do cartão de crédito. Além disso, o pagamento é feito pela fatura do cartão – que depois podem ser quitadas com desconto.

Banco do Brasil

Já no Banco do Brasil, o Pix parcelado é por meio de empréstimo pessoal, e precisa de um limite de crédito disponível suficiente para cobrir o valor da transação a ser enviada. As parcelas são descontadas na conta corrente de acordo com a data dada ao contratar.

PicPay

Por ser uma carteira digital, o PicPay dá a possibilidade do cliente parcelar com um dos cartões de créditos que tenha na conta para fazer o Pix. Então, o limite é baseado no qual cada cartão possui. O valor a ser pago vem na fatura destes cartões.

Digio

O Banco Digio permite o cliente a usar parte do limite do cartão de crédito para realizar um Pix parcelado. Assim, só pode usar 40% do limite para essa transação, sendo a partir de R$ 20,00 até R$ 5.000,00. O valor sairá como uma compra no cartão de crédito, vindo na fatura.

RecargaPay

Os clientes do RecargaPay podem fazer um Pix parcelado utilizando o saldo da carteira digital. É preciso recarregar a carteira com esse saldo antes.

99Pay

Em Janeiro de 2023 o 99Pay liberou para os usuários o pagamento por Pix parcelado. Funciona como o PicPay, basta fazer o Pix com um dos cartões que tenha na conta e o valor vem na fatura do cartão.

Santander

O Banco Santander tem o Divide o Pix, que é um serviço de crédito o qual o banco faz uma análise de crédito do cliente e dá um limite a ele. Com esse limite, é possível fazer transferências Pix e parcelar em até 24x. Com o Divide o Pix, o cliente começa a pagar só depois de 59 dias, em débito automático.

Mercado Pago

Por fim, temos o Mercado Pago. O Mercado Pago oferece parcelamento do Pix com um sistema chamado QR Pix, ou seja, é uma função para pagamentos via QR Code. Assim, utilizam o crédito que está disponível na conta.

Quais as taxas de cada banco para usar o Pix Parcelado?

Para fazer um Pix parcelado, é necessário pagar a taxa de juros dada pelo banco. Por isso, vamos apresentar um comparativo dessas taxas para você poder escolher a que melhor cabe no seu bolso. Veja a tabela abaixo.

InstituiçãoTaxa de JurosParcelamento
Nubank0,38% a 3,38% de IOF + 3,99% ao mêsAté 12x
Banco do BrasilDependeAté 11x
PicPay4,99% de taxa + 4,49% ao mêsAté 12x
Digio9,9% ao mêsDe 2x até 12x
RecargaPay3,49% de taxa para clientes Prime+Até 12x
99Pay3,99% de taxa + 3,99% ao mêsAté 12x
Santander2,09% ao mêsAté 24x
Mercado PagoA partir de 2,15% ao mêsAté 12x
– Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Desse modo, com base na tabela, podemos tirar algumas conclusões sobre qual a maior e menor taxa para o Pix parcelado. Podemos ver que o banco Digio cobra a maior taxa por mês, já o Santander a menor. Além disso, o Santander comporta mais parcelas.

Além disso, o Banco do Brasil não informa as suas taxas de juros, afirmando em seu portal que “Depende das condições do produto vigentes à época da contratação”, entregando as condições de taxas e prazos de acordo com o cliente, o que pode ser interessante para certos casos.

Enfim, sabendo as taxas, basta você decidir qual vale mais a pena para o tipo de pagamento que você quer realizar: o valor que você deve pagar, a quantidade de parcelas e as condições referentes a cada banco.

PIX Parcelado x Cartão de Crédito

Assim como um cartão de crédito, o Pix parcelado também é uma linha de crédito baseada no limite do cartão, por meio de empréstimo ou de análise de crédito. E em todos os casos, tem cobrança de juros.

Carlos Castro, planejador financeiro da Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar), explica a diferença:

Na configuração atual, sem uma regra definida pelo BC, o PIX parcelado é um crédito, então ele tem juros que chegam a ser entre 2% e 3% ao mês. Ele é um crédito similar ao consignado e crédito pessoal. Já o cartão não tem juros se você pagar no vencimento

Carlos Castro – Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Além disso, não é possível utilizar um cartão físico ou algo do gênero ao fazer um Pix parcelado. Bem como o mesmo possibilita parcelar valores entre pessoas físicas – algo que o cartão de crédito não permite fazer.

Agora, caso a pessoa queira fazer o pagamento em um comércio ou a um prestador de serviço, é possível utilizar qualquer um desses meios, basta fazer a escolha.

Vantagens do Pix Parcelado

Praticidade: é a mesma praticidade da transferência via Pix, de maneira geral, mas com a possibilidade de parcelar.

Otimização das finanças: acompanhar as transações da conta em tempo real auxiliam na organização financeira. Além disso, para os lojistas também será muito positivo, pois eles receberão o valor inteiro, sem precisar pagar as taxas das maquininhas de cartão de crédito.

Para melhor compreensão, vamos separar essas vantagens em dois grupos: para os lojistas e para os consumidores:

Para Consumidores

  • Mais uma opção de crédito no mercado;
  • Melhora no poder de compra;
  • Comprar sem cartões físicos.

Para Lojistas

  • Redução das tarifas das operadoras de cartão;
  • Garantia de recebimento do valor
  • Aumento do ticket médio das vendas
  • Melhor fluxo do caixa

O Pix Parcelado vale a pena?

Mostramos aqui como funciona e como fazer o Pix parcelado, bem como quais bancos aceitam e suas taxas. Agora, a pergunta é: vale a pena utilizar Pix com serviços de crédito?

O consenso entre os especialistas é que depende. Para um lojista, por exemplo, é uma maneira dele garantir seu pagamento, sem precisar pagar as taxas das maquininhas de cartão de crédito. Do mesmo modo, como ele recebe a vista, é uma maneira do cliente conseguir negociar um desconto e ainda assim poderá pagar à prazo.

Então, quando tem desconto para compras utilizando esse meio, tal qual acontece quando se faz pagamento em dinheiro, e se esse desconto for maior que os juros que serão pagos ao utilizar o Pix parcelado, vale a pena.

Além disso, é um bom método para situações de emergência, quando o cliente não tem acesso a um cartão e também não possui dinheiro na conta, precisando então utilizar do seu limite para fazer o pagamento.

Enfim, vale lembrar que é preciso ter organização das suas finanças, para não acabar tendo que pagar taxas em excesso ao usar esse serviço.

Revolução é prometida

Muito se fala sobre o Pix tomar o lugar do cartão de crédito, principalmente agora que esses serviços de crédito estão sendo disponibilizados, revolucionando então os métodos de pagamento.

Segundo dados, podemos notar que de fato essa revolução tende a acontecer. Comparando a quantidade de transações feitas pelo Pix divulgadas pelo Banco Central com os pagamentos feito com Cartão de Crédito, divulgados pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o Pix movimentou mais de R$ 3 trilhões no primeiro trimestre de 2022. Isso é 4 vezes mais que os valores movimentados com cartão de crédito no Brasil.

Valor movimentado (em R$ milhões)1º Trimestre/2022
Pix2.069.390
Cartão de Crédito478.542
– Pix Parcelado | Como Funciona | Como fazer | Quais bancos aceitam

Além disso, o Pix já é o método de pagamento mais utilizado pelos brasileiros, antes mesmo de completar seu segundo ano de funcionamento. De acordo com o Banco Central, até metade do ano passado, foram feitas 1,9 bilhões de transações pelo método.

Ainda mais, comparado com os outros métodos de pagamento – como boleto, TED, DOC e Cheque, o Pix se mostrou muito superior, sendo 5 vezes mais usado que o segundo método mais usado, que é o boleto.

Então, o Pix Parcelado tem potencial sim para desbancar o uso de cartão de crédito.

Outras funções do Pix: Empréstimo

Já é possível contratar empréstimo por meio do Pix. Para isso, é preciso primeiramente ter uma conta em um banco ou fintech que permite pagamento via Pix. Além disso, é necessário ter uma chave cadastrada, para assim poder receber o dinheiro do empréstimo na conta por meio dessa chave.

Assim, basta entrar em contato com a instituição financeira que oferece esse tipo de serviço para entender os termos e condições de uso para a contratação, e, assim que for contratado, o cliente deve aguardar o recebimento do valor do empréstimo, que chega de forma instantânea na conta. 

Dessa forma, as taxas de juros podem variar de banco pra banco, então é importante saber antes de contratar qualquer serviço. O valor permitido a ser pego depende de alguns fatores, como modalidade de contratação, o saldo disponível, a renda, a margem consignável, entre outros.

Instituições que permitem empréstimo via Pix:

  • Banco do Brasil
  • Bradesco
  • SuperSim
  • Crefisa
  • Via Certa
  • Zema Financeira
  • Pix Financeira

Os dois primeiros bancos citados já oferecem linhas de crédito exclusivas para o Empréstimo Pessoal Especial do Pix.

Considerações Finais

Por fim, podemos ver que o Pix parcelado é uma modalidade do Pix disponibilizada pelas instituições financeiras com base na divulgação do Pix garantido, que ainda não lançou. Assim, os clientes desses bancos e fintechs conseguem ter em suas mãos mais um meio de pagamento para realizar, podendo escolher com base nas suas condições e finanças.

Além disso, existem instituições como o BancoBV e a Ame Digital que também disponibilizam Pix por meio de cartão de crédito, mas sem parcelar. Taxas devem ser pagas também.

No mais, é fato que estamos assistindo todos os dias a revolução das formas de pagamento acontecendo diante de nossos olhos. É esperado que cada vez mais os bancos passem a usar o Pix Parcelado.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Resultado Banco do Brasil 4T23: Lucro de R$ 9 bilhões impressiona?

Leonardo Bruno

Nu Selic Simples: Chegou a hora de esquecer o tesouro direto?

Leonardo Bruno

Bom para todo mundo? Banco do Brasil aprova desdobramento de ações

Leonardo Bruno

Agora é possível pagar IPVA, IPTU e multas com Pix

Fernando Américo

Renda fixa pagando pouco? Nubank dilvulga novos títulos

Leonardo Bruno

Uso do Pix para compras dobra em 2023, aponta estudo do Itaú Unibanco

Guia do Investidor

Deixe seu comentário