Guia do Investidor
Frigorificos
Notícias

Na China, Gacc suspende por 4 semanas importação de unidade da Marfrig (MRFG3) de MT

A Administração Geral de Alfândegas da suspendeu por quatro semanas as importações do frigorífico de carne bovina da (MRFG3) de Tangará. Isto é, com ção na Serra (MT), conforme comunicado no site oficial publicado nesta segunda-feira, 13.

Além da unidade brasileira, também estão suspensas, por uma semana, as de produtos de duas empresas dos (com números de registro 3D e P912), segundo nota do Gacc.

Desse modo, os chineses informaram que as interrupções dos negócios entraram em vigor à zero hora desta segunda-feira.

Nesse sentido, é a terceira vez neste ano que a unidade da Marfrig de Tangará da Serra é alvo de suspensões pela China. Assim, a primeira notificação foi feita em 7 de abril e a segunda em 29 de abril.

Diante disso, nas duas situações a interrupção das compras foi pelo prazo de uma semana, diferentemente do que ocorre na notificação desta segunda-feira.

Assim sendo, o país asiático vem realizando essas suspensões de compras de frigoríficos de vários desde 2020.

Leia mais  Quer ficar longe do risco-político no Brasil? Veja a carteira ideal

Logo, a justificativa seria o maior controle sanitário, em razão da pandemia da covid-19.

Portanto, o Gacc não explicou o motivo para a suspensão temporária no caso do anúncio desta segunda-feira.

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Guide investimentos aponta as melhores ações para junho

Leonardo Bruno

Sem grandes novidades no Brasil, Ibovespa abraça NY para subir nesta manhã

Leonardo Bruno

Jogo de mercado ou perigo sanitário? China embarga importações da Marfrig e JBS

Leonardo Bruno

Lucro da Marfrig cai 61,1% no 1T22, mas ação ainda brilha aos olhos da XP

Leonardo Bruno

Sem ideias para sua carteira? Confira as indicações da Guide para Maio

Leonardo Bruno

PetroRio, JBS e Vale: Descubra as ações “queridinhas” dos analistas para a semana

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário