Guia do Investidor
compra casa propria
Notícias

Confira cinco dicas para acertar em cheio na compra de um imóvel na planta

Quase metade da população brasileira sonha em adquirir um imóvel próprio. No entanto, por se tratar de uma compra tão importante, é natural que apareçam inúmeras dúvidas. Um dos questionamentos mais comuns é se vale a pena comprar um já pronto, mesmo que precise de algum tipo de reforma, ou se compensa comprar apartamento na planta e personalizar todos os detalhes de acordo com o gosto do proprietário, por exemplo.

Adquirir um imóvel ainda em fase de projeto pode significar inúmeras vantagens. Por outro lado, pelo fato de ainda não estar finalizado, é importante adotar alguns cuidados antes de decidir pela compra. Pensando nisso, a Bild Desenvolvimento Imobiliário separou cinco dicas para ajudar você a realizar o sonho da . Veja!

1.Conheça o projeto

O consumidor precisa estudar o projeto apresentado pela construtora e entender, por exemplo, quais serão os materiais utilizados ao longo da obra, pois este é o momento de conhecer o cronograma para a entrega do imóvel, perspectivas de espaço e tirar dúvidas.

Leia mais  Construção civil no Brasil avança para o design verde

Isso acontece, pois, nesta fase, não é possível visitar, ver ou tocar as instalações do futuro lar. Todo o contato acontecerá por meio de fotos, vídeos e demais materiais de divulgação fornecidos pela empresa responsável pelo empreendimento no plantão de vendas.

“A apresentação do projeto é o ponto inicial, é o momento em que o comprador vai ter o primeiro contato com o seu sonho. Por isso, ele precisa analisar todos os pontos mostrados pela construtora para garantir que aquela é a melhor opção para ele”

comenta Caio Lotti, gerente executivo comercial da Bild e Vitta.

2.Estude o custo benefício

O custo-benefício deve ser observado a partir dos seguintes fatores: localização, tamanho da casa ou apartamento, prazo de entrega da obra e qualidade de acabamento.

Fazer essa análise pode variar de um imóvel para o outro, mas é importante considerar o potencial de valorização e a destinação futura que o comprador vai dar para a residência, ou seja, se será utilizado para locação ou o lar da família.

3.Análise o prazo de entrega

Leia mais  Ações da Aeris (AERI3) disparam com contrato de R$ 2,5 bilhões

Este ponto é um complemento do anterior. O prazo de entrega da obra é um requisito que precisa ser analisado antes do fechamento do negócio, lembrando que devido a fatores externos o período pode ser prolongado.

4.Pesquise sobre a construtora

Escolher uma boa construtora é um fator de extrema relevância, pois a empresa responsável tem relação direta com a segurança e a garantia de recebimento do empreendimento.

Por isso, é importante que o interessado faça uma busca por informações legais da construtora, verifique entregues, converse com outros compradores e avalie a reputação da empresa frente ao mercado.

5.Preste atenção no contrato

A leitura do contrato deve acontecer de forma minuciosa. O comprador precisa ler atentamente todas as cláusulas e, em caso de dúvidas, procurar o responsável da empresa para saná-las. Pois, o documento de compra e venda oficializa a negociação entre a pessoa e a construtora, após a assinatura torna-se obrigatório o cumprimento dos requisitos e obrigações.

“Seguindo essas dicas o comprador vai olhar para o projeto de forma macro e evitar problemas futuros. Outro ponto a analisar é a escolha do e ou modalidade de pagamento, tudo deve ser discutido para ser um bom negócio tanto para quem constrói quanto para quem compra”

Lotti.

Nossas redes:

Leia mais

O que analisar antes de alugar um imóvel na atualidade?

Guia do Investidor

Valores de imóveis em São Paulo continuam a subir, segundo relatório do Imovelweb

Guia do Investidor

Vendas de imóveis sobem 6,2% no primeiro trimestre de 2022, aponta indicador ABRAINC-FIPE

Guia do Investidor

Quatro em cada dez moradores da região Nordeste querem comprar imóveis, aponta levantamento ABRAINC-Brain

Guia do Investidor

Lançamentos de imóveis crescem 37% no trimestre, aponta levantamento ABRAINC-Fipe

Guia do Investidor

Imposto de Renda: como reduzir a alíquota ao declarar a venda de um imóvel

Guia do Investidor

Deixe seu comentário