Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

EDP Brasil (ENBR3) registra prejuízo líquido de R$ 222 milhões no 2T23

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

No segundo trimestre de 2023, a EDP Brasil (ENBR3), empresa do setor elétrico, divulgou seus resultados operacionais, apresentando um cenário desafiador com a reversão de lucro líquido para prejuízo líquido em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa explicou que essa mudança foi resultado da reclassificação de ativos e passivos de Pecém como ativo não circulante mantido para venda. Apesar disso, a companhia conseguiu reduzir sua dívida líquida e controlar suas despesas no trimestre.

O prejuízo líquido da EDP Brasil no 2T23 foi de R$ 222,8 milhões, revertendo o lucro líquido de R$ 381,1 milhões registrado no mesmo trimestre de 2022. Essa reversão se deveu principalmente à reclassificação de ativos e passivos de Pecém, que teve um impacto total de R$ 577,2 milhões no resultado do trimestre. Essa reclassificação é uma operação contábil que pode ter sido motivada por mudanças estratégicas ou operacionais da empresa em relação a esse ativo.

A receita líquida do período somou R$ 3,562 bilhões, representando uma diminuição de 1,5% em comparação com o segundo trimestre de 2022. No acumulado do semestre, a receita totalizou R$ 7,307 bilhões, apresentando uma queda de 0,2%. Esse cenário pode estar relacionado a fatores como oscilações nos preços de energia e volumes de vendas.

Leia mais  EDP (ENBR3) realiza leilão e OPA é aprovada por acionistas

O Ebitda (Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização) da EDP alcançou R$ 1,030 bilhão no 2T23, uma redução de 8,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. No primeiro semestre do ano, o Ebitda totalizou R$ 2,391 bilhões, representando uma diminuição de 2,2%. Essa redução pode estar relacionada a questões operacionais, como aumento de custos ou redução de margens de lucro.

As despesas operacionais (PMSO) somaram R$ 362,8 milhões no 2T23, apresentando uma diminuição de 6% em relação ao mesmo período de 2022. Essa redução pode ser um reflexo dos esforços da empresa para controlar seus gastos e melhorar sua eficiência operacional.

O resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 370,7 milhões no segundo trimestre de 2023, representando uma diminuição de 11,2% em relação às perdas financeiras do mesmo período de 2022. Essa melhoria pode ter sido alcançada por meio de estratégias de gestão de riscos financeiros e otimização da gestão do caixa.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Em relação à dívida líquida, a EDP Brasil registrou uma redução de 5,5% em comparação com a mesma etapa de 2022, totalizando R$ 10,147 bilhões em 30 de junho de 2023. Além disso, o indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, apresentou uma queda de 0,3 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2022, ficando em 1,9 vez em junho de 2023. Esses resultados indicam que a empresa está conseguindo gerenciar sua dívida de forma eficiente e fortalecer sua posição financeira.

Leia mais  EDP Brasil reverte lucro e toma "cano" de R$ 396 milhões no resultado 4T22

No que diz respeito aos investimentos, a EDP alocou R$ 577,4 milhões entre abril e junho de 2023, representando um aumento de 9,4% em relação ao mesmo período de 2022. Esses investimentos são essenciais para o desenvolvimento e a modernização de suas operações, bem como para acompanhar as demandas do setor elétrico.

Em suma, a EDP Brasil enfrentou um trimestre desafiador com o registro de prejuízo líquido devido à reclassificação de ativos, mas conseguiu controlar suas despesas e reduzir sua dívida líquida. A empresa continuará a buscar soluções para melhorar sua rentabilidade e eficiência operacional, além de continuar investindo para manter-se competitiva no mercado de energia elétrica.

Conhece a agenda de resultados? 

Por fim, você quer se organizar para acompanhar as datas dos Resultados do 2T23? Então, não deixe para depois e confira a Agenda de Resultados do Guia do Investidor. No calendário estão reunidas todas as datas da divulgação dos Resultados do 2T23 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Claro que sempre de formas simples e prática. Dessa forma, basta acessar clicando aqui!

Leia mais  Agenda de resultados do 3º trimestre: veja as datas

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

EDP Brasil anuncia aumento da participação acionária da EDP – Energias de Portugal

Leonardo Bruno

EDP (ENBR3) realiza leilão e OPA é aprovada por acionistas

Guia do Investidor

EDP Brasil finaliza aquisição pela EDP Portugal

Leonardo Bruno

Conselho de Administração da EDP Brasil Recomenda Aceitação da Oferta Pública de Aquisição

Leonardo Bruno

EDP Brasil anuncia deferimento do registro da oferta pública de aquisição de ações pela CVM

Leonardo Bruno

EDP Brasil pagará R$ 803,7 milhões em dividendos e JCP a partir de 24 de maio

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário