Guia do Investidor
Arte: GDI
Notícias

Big Techs impulsionam bolsa e inflação dos EUA: confira o resumo de hoje

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Argentina mantém controle da inflação e projeta 5,8% para maio

O Banco Central da Argentina reduziu sua taxa de juros de referência de 70% para 60% ao ano, conforme anunciado pela autoridade monetária na quinta-feira (25). Este é o segundo corte na taxa básica neste mês, refletindo a crescente confiança do governo em controlar a inflação.

O BC da Argentina está otimista sobre a possibilidade de uma queda mais rápida na taxa de inflação mensal, mas reconhece os desafios na restauração dos níveis de reservas em moeda estrangeira. Durante uma apresentação em Washington, nos EUA, o vice-presidente do Banco Central, Vladimir Werning, fez a declaração. Isso é crucial para a recuperação econômica do país, que enfrenta uma inflação anual de quase 300%.

PCE: Inflação nos EUA fica em 0,3% em março, como esperado

Os dados divulgados nesta sexta-feira (26) pelo Departamento de Comércio americano mostram que o núcleo do índice de preços de gastos com consumo (PCE) nos Estados Unidos avançou 0,3% em março em relação a fevereiro. O núcleo em 12 meses permaneceu estável em 2,8%, o mesmo patamar observado em fevereiro.

O indicador mensal está em linha com as expectativas dos analistas da LSEG, que previam um aumento de 0,3% em março. No entanto, a variação anual superou as previsões, alcançando 2,6% em 12 meses.

Vedação de negociações: IRB(Re) informou Período de Silêncio

IRB Brasil (IRBR3) agendou a divulgação dos resultados financeiros do primeiro trimestre de 2024 para o dia 13 de maio. Após o fechamento dos mercados, seguida de uma teleconferência no dia seguinte, 14 de maio, às 11h. A transmissão, em português, contará com tradução simultânea para o inglês, e os investidores poderão participar da reunião virtual.

Leia mais  Agenda 2030: Usiminas estabelece meta de descarbonização

Por conta disso, a resseguradora entrará em período de silêncio e de vedação à negociação de ações a partir da próxima segunda-feira (29), até o dia 13 de maio. Durante esse intervalo, a empresa estará impedida de comentar informações relacionadas aos resultados do 1T24. Visando garantir a equidade na divulgação de informações, e suas pessoas vinculadas estarão proibidas de negociar valores mobiliários.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Cyrela, Brisanet e Usiminas anunciam distribuição de dividendos

A Cyrela (CYRE3) informou que, em Assembleia Geral Ordinária realizada na quinta-feira (25), aprovou a distribuição de dividendos. Estes, no valor total de R$ 223.746.404,43, equivalente a R$ 0,5967834311 por ação ordinária. Assim, referentes ao resultado do exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2023, desconsiderando as ações em tesouraria.

Petrobras firma acordos para cessão de campos inativos

Na última quinta-feira (25), a Petrobras firmou contratos para ceder integralmente sua participação nos campos de Cherne e Bagre. Estes, situados em águas rasas na Bacia de Campos, para a Perenco.

Em março de 2020, a produção nos dois campos parou, e desde então, as plataformas correspondentes estão em estado de hibernação.

A Petrobras receberá um valor total de US$ 10 milhões com a operação. A empresa efetuou o pagamento de US$ 1 milhão nesta quinta-feira (25). Enquanto, o restante será pago no fechamento da transação, sujeito aos ajustes estipulados no contrato.

Copasa anuncia emissão de debêntures de até R$1,3 bilhão 

Na quinta-feira (25), a Copasa, empresa pública de Minas Gerais que busca soluções em saneamento, anunciou que o seu Conselho de Administração autorizou emissão de debêntures no montante de até R$1,3 bilhão, em duas séries.

Leia mais  Bateu o desespero: com piora na Crise, Argentinos sacam US$ 1 bi de contas bancárias

A contratação de operação de mercado de capitais, por meio da 19ª emissão, será de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, para distribuição pública. A emissão é voltada exclusivamente a investidores profissionais, sob regime de garantia firme de colocação.

GWM divulga lançamento de carro a hidrogênio no Brasil em 2025

Em informações divulgadas, a GWM, famosa fabricante chinesa de veículos automotivos, anunciou que vem flertando com a utilização do hidrogênio como alternativa limpa de combustível para carros de passeio desde o fim de 2022, pouco depois de ter chegado ao Brasil e disse que começará finalmente a dar os primeiros passos em seu ambicioso projeto de veículos que não precisam de combustível fóssil.

A GWM, anunciou que irá fazer testes para tentar implantar a tecnologia de veículos elétricos movidos a célula de combustível com hidrogênio gerado a partir do etanol no Brasil.

XP anuncia mudanças no conselho de administração

Nesta sexta-feira (26), a XP, anunciou mudanças em seu conselho de administração, onde foram adicionados 04 novos membros independentes, para aumentar a capacidade do colegiado de fornecer supervisão independente e aconselhamento estratégico.

Com as indicações, a XP passa a ter 05 conselheiros independentes e 04 indicados pelo controlador.

Eneva registra uma geração total de energia bruta de 1.609GWh

Eneva, empresa integrada de energia, com negócios complementares em geração de energia elétrica e exploração e produção de hidrocarbonetos no Brasil, divulgou o seu relance operacional do 1T24.

De acordo com informações, a empresa registrou uma geração total de energia bruta de 1.609 GWh no 1T24. A geração térmica total bruta foi de 1.201 GWh entre os meses de Janeiro e Março, obtendo um crescimento de 101,2% em relação ao observado em igual período do ano anterior. Já a geração do complexo Solar Futura 1 chegou a 405 GWh, ao passo que a produção de gás natural totalizou 0,26 bilhão de metros cúbicos e a Eneva encerrou o 1T24 com um total de reservas prováveis e provadas (2P) de gás natural de 47,4 bilhões de metros cúbicos.

Vale reporta lucro líquido de US$ 1,6 bi no 1T24

A Vale, divulgou seu balanço na noite de quarta-feira (24) e registrou um lucro de US$ 1,679 bilhão de forma líquida (atribuível aos acionistas) no 1T24, obtendo um número 9% menor do que o registrado no 1T23.

O Ebitda da companhia, ficou em US$ 3,438 bilhões, uma baixa de 7% na base anual e também ficando aquém do consenso, de US$ 3,6 bilhões. Já a receita líquida foi de US$ 8,459 bilhões, se mantendo praticamente estável no ano e abaixo dos US$ 8,64 bilhões do consenso.

Cielo registra lucro líquido de R$ 503,1 milhões no 1T24

Em divulgação feita na quinta-feira (25), a Cielo, empresa líder em soluções de pagamentos eletrônicos na América Latina e uma das maiores do mundo em seu segmento, reportou seus resultados do 1T24, registrando lucro líquido de R$ 503,1 milhões, um montante 14% superior ao registrado no mesmo intervalo de 2023.

Leia mais  Eneva (ENEV3) presta esclarecimentos em relação a notícia sobre campo em Sergipe

Ações da SNAP Inc disparam

Snap Inc., controladora do Snapchat, divulgou seus resultados financeiros no final da quinta-feira (25), surpreendendo positivamente o mercado. Com um crescimento de 21% nas vendas no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano passado, a empresa com sede na Califórnia registrou um lucro ajustado por ação de US$ 0,03 e uma receita total de US$ 1,2 bilhão, encerrando o trimestre em março. Esse desempenho superou as expectativas dos analistas, que projetavam um prejuízo de US$ 0,05 por ação.

Estudo da Fazenda questiona desoneração da folha

Um estudo divulgado pela Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Fazenda apresenta uma avaliação crítica da eficácia da política de desoneração da folha de pagamentos do setor privado. Destaca-se que o documento questiona tanto a eficiência quanto o custo fiscal dessa medida, apontando para a necessidade de uma revisão e racionalização do benefício.

Demissão em massa prejudica operações do Spotify, admite CEO

CEO do Spotify, Daniel Ek, anunciou hoje que os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2024 foram impactados negativamente pela recente demissão em massa de 1.500 funcionários. Durante a divulgação dos números, Ek reconheceu que a empresa não alcançou sua meta de lucratividade e crescimento mensal de usuários ativos, atribuindo parte desse revés à redução significativa da força de trabalho.

Governo argentino corta tarifas para impulsionar indústria automotiva

governo argentino liderado pelo ministro da Economia, Luis Caputo, está implementando medidas para impulsionar o setor automotivo do país. Com o objetivo de aumentar a competitividade e estimular o crescimento econômico, estão sendo anunciados cortes significativos em tarifas e impostos que afetam os fabricantes locais de veículos.

Bolsas de NY em Alta com ‘Big Techs’

As bolsas de Nova York encerraram em território positivo nesta sexta-feira, com os investidores impulsionados pelos resultados robustos das principais empresas de tecnologia, as chamadas “big techs“. O índice Dow Jones registrou um aumento de 0,40%, fechando a 38.239,13 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 1,02%, alcançando 5.099,90 pontos. O Nasdaq, que abriga muitas das empresas de tecnologia, liderou os ganhos, subindo 2,03% e alcançando 15.927,90 pontos.

Taxas do Tesouro Direto recuam

Nesta sexta-feira (26), as taxas dos títulos do Tesouro Direto registram queda em resposta à divulgação dos dados de prévia da inflação, que ficaram abaixo das expectativas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 desacelerou pelo segundo mês consecutivo em abril, marcando um índice de 0,21%, após um declínio para 0,36% em março.

Tanto os títulos atrelados à inflação quanto os prefixados apresentam redução nas taxas, embora os papéis do Tesouro IPCA+ mantenham juros reais acima de 6%, enquanto os prefixados mais longos permaneçam em torno de 12%.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

A Petrobras voltou ao passado, diz colunista do O Globo

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa recua para mínimo anual em meio a tensões fiscais

Rodrigo Mahbub Santana

Ex-tesoureiro do PT preso na Lava-Jato volta a atuar na Petrobras

Rodrigo Mahbub Santana

A Bolsa brasileira está barata? Veja o que dizem analistas:

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa fecha em leve alta e BR fora do radar de investimentos: confira o resumo dia

Rodrigo Mahbub Santana

Efeito Milei: Inflação na Argentina cai a menor nível desde 2022

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário