Guia do Investidor
maxresdefault 1
Notícias Resultados 2T22

Mitre Realty lança R$241,3 milhões no 2T22 e vendas líquidas chegam a R$342,9 milhões no primeiro semestre do ano

Projetos com previsão de entrega em 2022 já estão 98% vendidos

Em prévia operacional, divulgada nesta terça-feira (12), a incorporadora e construtora Mitre Realty reporta o crescimento de suas vendas líquidas em relação a 2021. Com R$ 342,9 milhões no primeiro semestre de 2022, o valor superou em 26,4% o ano anterior.

A Mitre ainda contou com o lançamento de dois empreendimentos no mercado, o Origem Penha, primeiro projeto da linha Origem, e o Raízes Alto Freguesia do Ó, que totalizaram R$241,3 milhões de VGV em 565 unidades, um crescimento de 1,8% em comparação ao mesmo período de 2021. Ambos já ultrapassaram a casa dos 30% em vendas.

A incorporadora atingiu R$228,7 milhões em vendas brutas no 2T22, o que representa um aumento de 27% em comparação com os R$180,1 milhões do trimestre anterior.

“Mantivemos níveis bastante saudáveis nos distratos, que representaram apenas 3,8% do total da carteira de recebíveis no 1º semestre do ano, em linha com os 3,4% no mesmo período de 2021”

explica Fabricio Mitre, CEO da .

“Atingimos um LTV (loan-to-value) adequado também, em 41% na média, que demonstra grande diferencial qualitativo, uma vez que um baixo LTV potencializa a capacidade de obtenção do financiamento imobiliário pelos clientes nos projetos em desenvolvimento”

complementa o executivo.

No 2T22, a Mitre ainda obteve venda líquida de R$189,4 milhões, aumento de 23,3%, quando comparada aos R$153,5 milhões do mesmo período de 2021. Além de ter encerrado com 72,3% do portfólio vendido, “ratificando a qualidade dos produtos que continuam sendo um grande diferencial na decisão de compra dos clientes”, afirma o CEO.

Leia mais  International Meal Company (MEAL3) anuncia a renúncia de José Jerônimo de Souza Junior

O Índice de Vendas sobre Oferta no 2T22 foi de 14%, aumento de 2,4 p.p. em comparação ao trimestre anterior, e 15,6 p.p. a menos do que no mesmo período de 2021.

“Essa variação é justificada pelo aumento das vendas, quando comparada ao trimestre anterior, e pelo grande incremento de estoque, quando comparada ao mesmo período do ano passado”

explica o executivo.

O estoque da construtora é composto de projetos recentes e 68,2% dessas unidades são provenientes de produtos lançados nos últimos 12 meses.

A Companhia concluiu o 2T22 com 1.881 unidades em estoque, totalizando R$1,2 bilhão em VGV, mantendo patamares próximos ao trimestre anterior.

“Nossos índices permanecem bem posicionados, o que demonstra a ótima performance da Mitre perante o mercado e o motivo de sermos a primeira escolha dos nossos clientes. Para se ter uma ideia, os projetos com previsão de entrega para 2022 já estão 98% vendidos”

finaliza Fabricio.
Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Temporada de balanços 2T22: Confira 24 resultados que você perdeu

Leonardo Bruno

Consultor dá três dicas para empresas melhorarem seus resultados financeiros

Guia do Investidor

“Mitre Raízes Alto Freguesia do Ó” vende 26% do VGV total no final de semana de lançamento

Guia do Investidor

Receita líquida da Biomm (BIOM3) cresce 82,5% em 2021

Victor Rodrigues

Resultados 4T21 StoneCo: companhia dobra base de clientes e aponta aumento da rentabilidade em 2022

Victor Rodrigues

Com Ebitda de R$1 bilhão em 2021, Taurus (TASA4) se torna a maior vendedora de armas curtas do mundo

Victor Rodrigues

Deixe seu comentário