Guia do Investidor
Payroll EUA
Notícias

Rombo Fiscal Americano pode ultrapassar o da Itália, aponta FMI

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

No ano de 2023, o déficit fiscal dos Estados Unidos encerrou próximo a 8% do Produto Interno Bruto (PIB), e as previsões indicam que nos próximos cinco anos, o déficit orçamentário do país deverá manter-se em torno de 7%. Quanto ao déficit italiano, observa-se uma leve queda, com projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) apontando para uma redução para menos de 3% do PIB nos próximos cinco anos. No ano anterior, esse indicador situou-se em aproximadamente 4,5%. A relação Dívida X PIB avalia a capacidade de um país quitar suas dívidas.

A Apollo Global Management, uma empresa de private equity dos Estados Unidos, realizou uma comparação destacando um ponto crucial: a questão da dívida.

Atualmente, os níveis de dívida pública na Itália superam os dos Estados Unidos. No entanto, as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) indicam que a dívida americana continuará a crescer, atingindo aproximadamente 140% do PIB até 2028, aproximando-se do nível atual de endividamento observado na Itália.

Leia mais  Fitch eleva rating da TOTVS (TOTS3)

Endividamento público vertiginoso

Para contextualizar, duas décadas atrás, em 2003, a dívida pública dos EUA representava 60% do PIB. Atualmente, a dívida pública americana está em torno de 120% do PIB, enquanto a dívida pública italiana mantém-se em média 140% do PIB. No entanto, as perspectivas para os próximos cinco anos indicam estabilidade nesse patamar para a economia italiana. À medida que o endividamento aumenta, os pagamentos líquidos de juros do governo também crescem. Embora, atualmente, esse valor seja semelhante nos Estados Unidos e na Itália, a tendência é de aumento para a economia americana e estabilização para a italiana nos próximos anos.

Classificação de Risco

Em 2011, a Standard & Poor’s se tornou a primeira agência a retirar a classificação ‘AAA’ do governo dos Estados Unidos, durante um impasse no Congresso sobre a elevação do teto da dívida. Desde então, o país possui uma classificação ‘AA+’ pela agência. Dentre as três principais agências de classificação de risco, os Estados Unidos mantêm a classificação ‘AAA’ apenas pela Moody’s. Em novembro, a agência manteve a nota máxima, porém, inseriu uma perspectiva negativa na avaliação. Em contrapartida, em agosto, a Fitch rebaixou os EUA de ‘AAA’ para ‘AA+’.

O rombo fiscal americano superou 8% do PIB em 2023 e deverá se manter ao redor de 7% nos próximos anos, indicam as projeções do FMI. Na Itália, o déficit está em ligeiro declínio e deverá recuar para menos de 3% do PIB dentro de cinco anos. Segundo os números do FMI, a dívida pública americana equivalia a 65% do PIB há 20 anos. Hoje ela está ao redor de 120% do PIB, e em até cinco anos estará em 138%. Já a dívida pública da Itália está em 144% do PIB.

Leia mais  Dados do IPC nos EUA trazem sinais para a próxima reunião do Fed; confira análise da hEDGEpoint

Biden sanciona lei que suspende teto da dívida dos EUA

por Agência Brasil 04/06/2023

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, sancionou neste sábado (3) a lei que suspende o teto de US$ 31,4 trilhões para a dívida do governo norte-americano, evitando o que teria sido o primeiro calote da história dos EUA.

A Câmara dos Deputados e o Senado aprovaram a legislação esta semana depois que Biden e o presidente da Câmara, Kevin McCarthy, chegaram a um acordo após negociações tensas.

O Departamento do Tesouro alertou que não conseguiria pagar todas as suas contas em 5 de junho, se o Congresso não agisse até essa data, nesta segunda-feira.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Fitch confirma Ratings da Sabesp com perspectiva estável

Paola Rocha Schwartz

Marfrig foi de negativo para estável em rating Ba2 pela Moody’s

Paola Rocha Schwartz

DIs caem apesar de feriado nos EUA e IBC-Br acima do esperado

Guia do Investidor

Inflação ao produtor nos EUA surpreende e sob e acima do esperado

Guia do Investidor

Inflação nos EUA supera projeções e pode afetar mercados

Lara Donnola

Luta livre na Netflix: streaming investe R$ 5 bilhões no setor

Lara Donnola

Deixe seu comentário