Guia do Investidor
Dolar dispara 1
Notícias

Dólar cai com Powell otimista sobre inflação dos EUA

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O dólar fecha em queda após o presidente do Fed, Jerome Powell, expressar confiança na direção da inflação nos EUA.

O dólar encerrou em baixa depois que Jerome Powell, presidente do Federal Reserve dos EUA, afirmou que a inflação nos Estados Unidos está seguindo na direção correta. As declarações de Powell tiveram impacto nos mercados, com o dólar perdendo força em relação a outras moedas.

Embora Powell tenha mencionado que é cedo para considerar cortes nas taxas de juros, ele enfatizou que a inflação está indo na direção certa e que a economia americana está mostrando sinais de desaceleração no quarto trimestre. Ele também mencionou que o Fed não precisa agir com pressa, mas não descartou a possibilidade de aumentar as taxas de juros, devido à inflação ainda acima da meta de 2%.

Jerome Powell sinaliza confiança na economia dos EUA, impactando o mercado de câmbio

O dólar fechou em queda nesta sexta-feira, após as declarações otimistas de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve dos Estados Unidos, sobre a inflação no país. O mercado cambial reagiu de forma positiva às palavras de Powell, que afirmou que a inflação está seguindo na direção correta e que a economia americana está mostrando sinais de desaceleração no quarto trimestre, após um forte desempenho no terceiro trimestre.

Embora Powell tenha deixado claro que ainda é cedo para considerar cortes nas taxas de juros, ele também mencionou que o Federal Reserve não precisa agir com pressa, mas não descartou a possibilidade de uma nova alta nas taxas de juros. Isso ocorre porque a inflação nos Estados Unidos ainda está consideravelmente acima da meta de 2% estabelecida pelo Fed.

No cenário doméstico, o dólar teve momentos de alta devido à demanda por remessas de recursos de empresas para o exterior. No entanto, ao longo do dia, a moeda perdeu força em relação ao real, com investidores reduzindo posições defensivas e buscando ativos de risco.

O dólar à vista fechou o dia em baixa de 0,70%, cotado a R$ 4,8807. Na semana, a moeda acumulou uma queda de 0,36%. Enquanto isso, o dólar futuro para janeiro registrou uma queda de 1,03%, chegando a R$ 4,8930.

No mercado internacional, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar em relação a uma cesta de moedas, recuou 0,22%, enquanto o euro caiu 0,14% em relação ao dólar e a libra britânica subiu 0,58%. As palavras de Powell tiveram um impacto global, influenciando a dinâmica do mercado cambial.

Palavras de Jerome Powell impulsionam mercados e abrem espaço para possíveis cortes de juros em 2023

As bolsas de valores em Nova York tiveram um dia positivo, impulsionadas pelas declarações otimistas de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve dos Estados Unidos (Fed). Powell afirmou que a inflação no país está seguindo na direção correta e que o Fed não precisa se apressar em tomar medidas.

Essas palavras de Powell aliviaram os temores dos investidores em relação a uma possível escalada nas taxas de juros, sinalizando que o ciclo de aperto monetário do Fed pode ter chegado ao fim. A mensagem do presidente do Fed também ressaltou a presença de sinais de desaceleração na economia dos Estados Unidos no quarto trimestre, o que fortaleceu a expectativa de que a política de aperto seja interrompida, abrindo espaço para eventuais cortes nas taxas de juros em 2023.

Os principais índices de Wall Street responderam positivamente a essas declarações. O índice Dow Jones subiu 0,82%, atingindo 36.245,50 pontos, enquanto o S&P500 avançou 0,59%, encerrando o dia em 4.594,63 pontos. O Nasdaq também registrou um ganho de 0,55%, fechando em 14.305,03 pontos. Na semana, esses índices acumularam ganhos de 2,42%, 0,77% e 0,38%, respectivamente.

No entanto, nem todas as ações tiveram um desempenho positivo, com as ações da Dell caindo 5,19% após a empresa de tecnologia relatar uma receita trimestral abaixo das expectativas do mercado.

Além disso, as palavras de Powell também tiveram um impacto nos mercados de títulos do governo dos EUA, com os retornos dos Treasuries recuando em diferentes prazos. Isso reflete uma mudança nas expectativas dos investidores em relação à política monetária futura do Fed, à medida que eles consideram as perspectivas otimistas de Powell sobre a economia.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Dólar avança após governo ceder em pagamento de emendas

Fernando Américo

Dólar fecha em alta após ata do Fed reforçar cautela sobre cortes

Guia do Investidor

Adeus Brasil: Gringos retiram R$ 15 bilhões da bolsa em 2024

Guia do Investidor

Dólar despenca pelo 4º dia após corte de juros na China

Guia do Investidor

Mercados aguardam decisões do PBoC e Ata do Fed

Guia do Investidor

Volatilidade marca semana do dólar com PPI acima do esperado e falas do Fed

Guia do Investidor

Deixe seu comentário