Guia do Investidor
Brasil EUA
Notícias

O que os gringos estão achando da bolsa brasileira?

Os investidores estão sempre em busca de boas oportunidades de investimento, e isso claro, não se restringe apenas a seu país de origem. Logo, enquanto estamos sempre de olho do que está acontecendo na americana, os “gringos” também vivem observando o nosso país em busca das melhores oportunidades.

Para saber exatamente o que os investidores americanos estão pensando em relação ao mercado, e claro, da nossa , Luiz Cherman, economista do Unibanco, e Marcelo Sá, estrategista-chefe do foram para os Estados Unidos, buscarem diretamente na fonte explicações para estas perguntas.

A torneira fechou

Um dos motivos que a opinião dos investidores estrangeiros se torna tão relevante é o fato de a torneira ter fechado. Depois de assistir à chegada de R$ 69,1 bilhões em investimentos vindos do exterior no primeiro trimestre de 2022, a Bolsa brasileira viu as fontes do dinheiro internacional fecharem, com o saldo estrangeiro ficando negativo em R$ 1 bilhão de abril a junho.

No entanto, essa reversão não representa qualquer tipo de pessimismo com o mercado local ou encarecimento dos , segundo os analistas.

Afinal, em conversas com investidores estrangeiros, ouviram que a alta da inflação e da Selic estão reduzindo o potencial de ganhos que os “gringos” podem ter com o mercado local nesse momento.

Leia mais  Ministério da Infraestrutura prevê R$ 260 bi em investimento privado até final de 2022

“Existe um consenso de que o está barato”, afirmou Sá no episódio mais recente do podcast Itaú Views, que entrou no ar nesta segunda-feira, dia 11.

“Só que o momento atual é muito desafiador para o mercado de equities, que está tomando muito resgate, com a alta da Selic incentivando a migração de clientes de equities para renda fixa”, afirmou.

Os investidores americanos

Desse modo, os analistas Sá e Cherman estiveram reunidos com mais de 20 investidores institucionais nos Estados Unidos há duas semanas, ouvindo as percepções deles a respeito do Brasil e apresentando as teses do banco para a economia e o mercado de ações.

Afinal, segundo eles, a principal dúvida era sobre quando os juros vão começar a ceder, para poder se posicionar e aproveitar as primeiras variações de preços.

Apesar de não estarem vindo para a Bolsa como no começo do ano, os estrangeiros estão de olho em oportunidades, concentrando suas atenções em ações de valor, aquelas de empresas consolidadas e boas pagadoras de dividendos.

Leia mais  Ibovespa em alta - Dólar fecha o dia em queda

As companhias de commodities continuam sendo as queridinhas, mas Sá e Cherman perceberam um interesse crescente por empresas da área da saúde.

“Os investidores queriam saber se tinha chegado no bottom e se agora vai ter recuperação, ou não”, afirmou Sá. A questão das eleições também dominou as conversas sobre política, mas com uma novidade: agora, os estrangeiros também estão interessados em como o Brasil vai se portar na política internacional.

Pior do que o esperado

No entanto, o mercado americano apresentou atualizações pessimistas nesta manhã, com dados do CPI indicando que a inflação está maior do que o previsto.

Em vez de esfriar, a inflação esquentou apesar da redução na gasolina em julho. O CPI acima do previsto, tanto no índice cheio quanto no núcleo, eliminou qualquer possibilidade de alta menor que 75 pb nas taxas na reunião do Fomc de 27/7, o segundo nessa magnitude.

Ao contrário, cresceram as apostas em alta de 1 pp, a 33,2%, de 11,8%, o que significaria juro entre 2,50% e 2,75% este mês. Atualmente, os juros estão entre 1,50% e 1,75%.

Leia mais  Alupar (ALUP11) avança na implantação de dois parques eólicos no RN

Há duas semanas, as chances de alta de 75 pb chegaram a cair a 65,3%,em meio a preocupações de que aumentos excessivos de juros possam levar os a uma recessão.

Quanto mais alto e mais rápido o Fed subir os juros, mais aumentam os riscos de recessão nos EUA , que vários economistas já vislumbram nos próximos 12 meses.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Brasileiros estão entre as nacionalidades que mais aplicam para o visto EB-5 dos Estados Unidos

Guia do Investidor

TECB11 e TRIG11 são os ETFs de ações nacionais mais rentáveis nos últimos 30 dias

Guia do Investidor

Refletindo na “chuva de resultados”, Ibovespa recupera os 110 mil pontos nesta manhã

Leonardo Bruno

Desaceleração da inflação no Brasil e EUA anima investidores

Guia do Investidor

🚨Urgente: Temores de recessão se afastam com inflação desacelerando nos EUA

Guia do Investidor

Com Petrobras disparando, Ibovespa volta a fechar em alta aos 108.402,27 pontos

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário