Guia do Investidor
Fonte/Reprodução
Notícias

Vale confirma continuação das negociações sobre ferrovias

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • A Vale reiterou seu compromisso contínuo na negociação dos contratos de concessão sobre ferrovias
  • Visando, assim, aprimorar as condições gerais para otimização dos planos de investimentos
  • O Ministério dos Transportes solicita R$ 25,7 bilhões pela renovação antecipada dos contratos

Vale (VALE3) reiterou, nesta quarta-feira (5), seu compromisso contínuo em dialogar com o Ministério dos Transportes. Assim, visando aprimorar as condições gerais para otimização dos planos de investimentos nos contratos de concessão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM). Estes, atualmente operados pela empresa.

A empresa fez essa declaração em resposta a um comunicado emitido pelo Jornal Estadão.

O jornal reportou, ainda, que o ministro dos Transportes, Renan Filho, afirmou que ainda não é possível estabelecer uma data para a decisão do governo sobre a proposta da Vale. Bem como, na revisão dos contratos de concessão das duas ferrovias. O Ministério dos Transportes solicita R$ 25,7 bilhões pela renovação antecipada dos contratos. Estes, da Estrada de Ferro Carajás e da Estrada de Ferro Vitória a Minas.

“A Vale manterá o mercado atualizado sobre qualquer compromisso relevante assumido no âmbito das negociações, em linha com a legislação aplicável.” Informou o comunicado.

Vale adota voluntariamente padrão internacional de sustentabilidade

Decisão deve adotar voluntariamente o padrão internacional estabelecido pelo International Sustainability Standards Board (ISSB).

Na quarta-feira (29), a Vale anunciou que decidiu adotar voluntariamente o padrão internacional estabelecido pelo International Sustainability Standards Board (ISSB) para a elaborar e divulgar relatórios de informações financeiras relacionadas à sustentabilidade. 

Leia mais  Vale (VALE3) engata alta de 2,5% e impede queda do Ibovespa nesta 5ªF

Em comunicado, a empresa disse que desde 2020 vem divulgado seus dados conforme as diretrizes da Global Reporting Initiativ e afirmou que prevê a publicação do primeiro relatório seguindo este novo padrão em 2025.

De acordo com informações, essa iniciativa, irá colocar a Vale à frente, antecipando-se em dois anos à exigência da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para as companhias abertas no Brasil.

O processo de adoção do ISSB está sendo conduzido pela administração da Companhia. Este, contudo, com a supervisão do Conselho de Administração, por meio do Comitê de Auditoria e Riscos e do Comitê de Sustentabilidade. Neste
primeiro reporte a ser realizado em 2025, a Vale adotará as normas atualmente disponíveis (IFRS S1 e IFRS S2).

A adoção antecipada do ISSB só é possível em decorrência da evolução das divulgações relacionadas à sustentabilidade. E, das demonstrações financeiras da Vale alcançada nos últimos anos, e é um passo importante
para garantir ainda mais transparência quanto à atuação da Companhia frente a investidores e sociedade.

Leia mais  SEC acusa a Vale (VALE3) de declarações enganosas sobre segurança de barragens

Sobre o ISSB

O International Sustainability Standards Board (ISSB – ou Conselho Internacional de Padrões de Sustentabilidade, em português) anunciou os novos padrões para divulgação de informações em relatórios financeiros sobre sustentabilidade e fatores climáticos, dando abertura a uma nova era de relatórios.

Esses novos padrões, também conhecidos como IFRS S1 e IFRS S2, permitem o desenvolvimento de relatórios sobre temas climáticos. E, outros tópicos de sustentabilidade, contudo, com alta qualidade, transparência e confiabilidade.

Em 2021, durante a COP 26, a IFRS Foundation anunciou a formação do ISSB com o objetivo de desenvolver padrões globais para divulgação de informações financeiras relacionadas à sustentabilidade e mudanças climáticas de forma consistente e comparável. Como parte deste movimento, a IFRS Foundation consolidou, dessa forma, o Integrated Reporting e o Sustainability Accounting Standards Board (“SASB”).


Leia mais  Vendas no Varejo ficam estáveis (0,0%) em maio, aponta Cielo
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Vale enfrenta incêndio em Salobo 3 e avalia retomada operacional

Paola Rocha Schwartz

Vendas no Varejo ficam estáveis (0,0%) em maio, aponta Cielo

Rodrigo Mahbub Santana

Vale negocia proposta de indenização para desastre de Mariana

Márcia Alves

Vale reporta lucro líquido de US$ 1,6 bi no 1T24

Márcia Alves

Vale recebe suspensão da LO da Mina do Sossego.

Márcia Alves

Vale faz atualização sobre a barragem Forquilha III

Márcia Alves

Deixe seu comentário