Guia do Investidor
WIZ
Notícias

Wiz Parceiros faz acordo com a Tegge para oferta de crédito pessoal e consignado

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O foco será nos segmentos em que a fintech é especializada, crédito pessoal, consignado e antecipação de FGTS

A Wiz Parceiros, marketplace especializado em crédito, está ampliando a atuação ao firmar parceria com a fintech de crédito rápido Tegge. O foco está na oferta de crédito pessoal, consignado e antecipação de FGTS, segmentos em que a Tegge é especializada. O acordo tem vigência de 13 meses e pode ser expandido.

A parceria tem como objetivo expandir a atuação da fintech.

“De nossa parte, queremos diversificar o portfólio e incrementar a base de clientes, além de alavancar uma operação que já é bastante estruturada, mas que pode ampliar muito com a expertise da Wiz”

explica Rodrigo Salim, Partner Diretor Executivo da Wiz Parceiros.

O CEO da Tegge, Renan Coelho, diz que a estrutura dessa operação é muito rica e complementar para a empresa, porque leva para dentro dela uma estrutura já consolidada da Wiz Parceiros, incluindo jornadas, capacitação e treinamento para o comercial. “Além disso, aumentamos o leque de instituições que podem vir a ser parceiras do negócio, já que a Companhia tem acordo com várias instituições bancárias”, ele explica. Atualmente, a fintech atua em parceria com o Banco Safra, o C6 Bank, o Banco Daycoval, o BMG e o Portocred.

A Tegge atua como correspondente bancário oferecendo produtos de crédito com garantia em benefícios como FGTS, INSS e folha de pagamento de servidores públicos. Operações mais baratas do que o empréstimo pessoal ou o financiamento comum, por exemplo. Quem se interessar por acessar essa modalidade de crédito pode entrar no site da Tegge, simular valores e fechar contratos diretamente na plataforma. Em breve, empresas credenciadas à Wiz Parceiros terão acesso ao portfólio Tegge.

Importância do crédito pessoal barato e seguro

Segundo dados do Indicador de Demanda por Crédito da Serasa Experian, a busca dos consumidores por empréstimos está crescendo. Em março deste ano, houve 26% a mais em demanda do que no mesmo mês de 2021, mesmo com a alta da Selic, que está em 12,75% ao ano atualmente.

A procura por crédito é consequência da recessão econômica, dos níveis elevados de desemprego, da inflação ascendente e da inadimplência, que atingiu 61,94 milhões de brasileiros em abril de 2022. Trata-se de 5,59% a mais do que um ano antes, de acordo com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

“Sabemos que esse mercado tem um oceano de possibilidades, mas as duas empresas, tanto a Wiz quanto a Tegge, têm grande preocupação com a educação financeira. O crédito com garantia é mais barato e acessível, mas tem que ser usado com segurança e assertividade, que é o que nós oferecemos. Assim, milhões de brasileiros podem sair das dívidas, realizar algum sonho ou até investir em seu próprio negócio, movimentando a economia do país”

finaliza Salim.
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Demanda por crédito caiu 13% em 2023

Guia do Investidor

Negativação do nome é o maior obstáculo ao crédito

Guia do Investidor

Será o fim do crédito parcelado sem juros no Brasil?

Guia do Investidor

59% das dívidas de cartão de crédito entre os brasileiros são de compras em supermercados, aponta Serasa

Guia do Investidor

Demanda por crédito cai 6% em agosto

Guia do Investidor

Estimativa para crescimento do crédito se mantém em 7,6% neste ano e avança para 8,1% em 2024

Guia do Investidor

Deixe seu comentário