Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

BTG quer apostar “todas as fichas” em nova fusão de Eneva e Vibra

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

As ações das elétricas Eneva e Vibra Energia iniciaram o dia de negociação de forma mista, refletindo a incerteza do mercado em relação à possível fusão entre as duas empresas. Enquanto as ações da VBBR3 registraram desvalorização desde a abertura do pregão, as ações da ENEV3 oscilaram entre ganhos sutis de até 0,92% e perdas de mais de 2%.

Especialistas de mercado apontam que a fusão parece ser mais vantajosa para a Eneva, uma vez que a proposta do negócio seria uma troca de ações em proporção igual (50%/50%), seguindo o modelo conhecido como “merger of equals”. No entanto, até a última sexta-feira, a Vibra Energia tinha um valor de mercado superior ao da Eneva, avaliada em R$ 20,7 bilhões, enquanto a Vibra era avaliada em R$ 25,9 bilhões.

Ruy Hungria, da Empiricus Research, destaca que a Eneva enfrenta um período difícil, com parte de sua capacidade de geração de resultado comprometida devido a questões relacionadas aos despachos. Por outro lado, a Vibra tem um perfil de geração de caixa mais previsível e estável, o que pode não ser do interesse dos acionistas da Vibra, que talvez estejam receosos com o perfil mais arriscado da Eneva.

Os riscos dessa fusão são diversos, e o BB Investimentos observa que, ao analisar períodos mais longos, a Vibra Energia apresenta uma consistente geração de caixa com risco relativamente baixo. Além disso, a empresa realizou investimentos recentes em novos negócios, diversificando suas fontes de receita. Entre esses investimentos estão a Comerc (maior exposição ao mercado de energia), a evolução no setor de etanol por meio da trading de etanol com a Coopersucar, a participação na Zeg Biogás para produção de biometano e a Brasil Bio Fuels para produção de querosene de aviação sustentável.

Por outro lado, o BB Investimentos identifica alguns pontos negativos, como a elevada alavancagem da Eneva, o perfil mais agressivo de crescimento da empresa, uma avaliação menos favorável aos acionistas minoritários da Vibra e a adição de novas capacidades no mercado de gás natural nos próximos anos, devido a projetos em implantação pela Petrobras, o que pode reduzir os custos desse mercado e afetar a competitividade dos projetos da Eneva.

Leia mais  Eneva (ENEV3) reporta total de reservas de gás certificadas

Diante desses fatores, a corretora recomenda que os acionistas minoritários da Vibra analisem cuidadosamente a transação antes de tomar qualquer decisão. A fusão entre Eneva e Vibra Energia é uma operação que demanda uma avaliação criteriosa dos riscos e benefícios envolvidos, especialmente considerando o cenário desafiador do setor de energia no Brasil e as complexidades associadas à combinação de duas empresas de porte considerável.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Em resumo, o mercado está acompanhando de perto os desdobramentos da possível fusão entre Eneva e Vibra Energia, com a incerteza sobre como essa transação impactará ambas as empresas e seus acionistas. A decisão final dependerá da análise cuidadosa dos detalhes do acordo e da avaliação dos riscos e oportunidades envolvidos nessa operação.

Leia mais  ENEV3 Comprar ou Vender? Veja o que dizem analistas

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Leia mais  Eneva (ENEV3): lucro cai 9% no 1T22, na base anual

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Eneva fecha acordo de suprimento de gás com a Copergás

Paola Rocha Schwartz

Helbor e Tegra anunciam dados operacionais do 2T24: Confira o resumo do dia

Márcia Alves

Eneva anuncia aquisição de térmicas do BTG

Márcia Alves

Eneva celebra contrato com a Linhares Geração

Márcia Alves

Impacto da demissão de Prates na Bolsa e mais: Confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Eneva registra prejuízo de R$ 60,9 mi no 1T24

Márcia Alves

Deixe seu comentário