Guia do Investidor
image 42
Colunistas

Como enfrentar o desafio de empregos cibernéticos

Não é segredo que o setor de segurança cibernética está em uma espécie de crise de talentos. A necessidade de especialistas em segurança supera muito a oferta, levando a meio milhão de posições abertas de segurança cibernética somente nos desde setembro de 2021.

Esses profissionais sustentam a segurança e a integridade de redes e , gerenciam a pilha de segurança de uma empresa e têm as habilidades para identificar, reagir e remediar riscos de segurança.

No ano passado, esse grupo de talentos enfrentou demandas sem precedentes, pois a pandemia forçou equipes de segurança cibernética, com falta de pessoal, a estender a sua atuação para cobrir a combinação de dispositivos de rede corporativos e domésticos, à medida que milhões de funcionários trabalhavam remotamente — enquanto se ajustavam aos desafios do trabalho híbrido.

Para agravar essas dificuldades, agentes maliciosos atacaram (aproveitando esses novos arranjos de trabalho) arquiteturas de rede configuradas às pressas, assistimos a um número crescente de ataques cibernéticos.

Tudo isso culminou em uma força de trabalho de segurança cibernética que está sobrecarregada e esgotada.

A novidade dessa situação obrigou as organizações a repensar como atrair talentos, treinar funcionários e educar dentro e fora da organização para entender melhor as diferentes ameaças enfrentadas. As organizações estão aumentando os salários, recrutando em comunidades carentes e tornando as carreiras de segurança cibernética mais acessíveis para estudantes sem diploma tradicional.

Essas soluções estão ajudando, mas não preenchendo toda a lacuna. Esse desafio não surgiu da noite para o dia e exigirá um pensamento estratégico de longo prazo para ser superado.

Infelizmente, o tempo é um luxo. Agentes maliciosos não brincam em serviço e não esperam que a comunidade de segurança cibernética se transforme antes de lançar novos ataques.

Leia mais  Segundo a FIESP, em 2018, a indústria paulista fechou 38,5 mil vagas de trabalho

Para o setor público, a crise é ainda mais aguda. estatais geralmente são limitadas no salário oferecido aos funcionários, o que significa que não podem competir com as remunerações do setor privado.

Ao mesmo tempo, servidores públicos foram especialmente impactados pelo aumento dos ataques cibernéticos devido à pandemia. Um relatório recente descobriu que as equipes de TI nos setores federal, governamental e educacional tiveram alguns dos maiores aumentos em sua carga de trabalho de segurança cibernética em 2020. Esse aumento de carga de trabalho tornou essas organizações especialmente vulneráveis, com uma porcentagem maior de empresas nesses três setores relatando tempo mais lento de resposta a ameaças.

Mesmo assim, o setor de segurança cibernética precisa agir agora e seguir o exemplo do setor de fast-food e das pequenas empresas que abordaram a escassez de habilidades aproveitando a tecnologia para ajudar a gerenciar o trabalho, aumentar a produtividade e reduzir o esgotamento.

Veja como:

Primeiro, procure soluções de tecnologia que priorizem a automação. A tecnologia que automatiza tarefas de ordem inferior é relativamente fácil de implantar, libera o tempo valioso dos trabalhadores e elimina a possibilidade de qualquer erro humano que vasculhe diferentes riscos.

Leia mais  JP Morgan: "Lockdown foi pior que covid-19"

Segundo, reconheça o poder do contexto. Na segurança cibernética, ele pode ajudar os trabalhadores a entender melhor as ameaças que enfrentam e permitir que tomem decisões melhores, mais precisas e mais rápidas.

Nem todas as ameaças são iguais, por isso é importante que o contexto siga a automação para que as equipes de segurança não percam horas perseguindo as ameaças mais básicas que podem ser corrigidas rapidamente por meio da tecnologia.

Terceiro, procure soluções de tecnologia que aproveitem a experiência que você já possui. Embora o contexto seja fundamental para entender uma única ameaça, também é valioso para as equipes de segurança cibernética que precisam decidir quais ameaças priorizar. A priorização do fluxo de trabalho pode ajudar a identificar e remediar as ameaças mais perigosas e demoradas, em vez de remediar aleatoriamente as ameaças com base em quando elas são descobertas.

Já existem muitas soluções que podem fornecer esse tipo de automação, orquestração e contexto. Por exemplo, se você estiver monitorando o tráfego DNS de sua rede e seu DNS Firewall bloquear uma solicitação para um site malicioso, use soluções que possam acionar automaticamente uma resposta ao sistema de controle de acesso à rede para colocar esse usuário em quarentena em um sandbox até que ele possa ser pesquisado por um analista.

Isso reduzirá drasticamente o tempo e o esforço necessários para rastrear e isolar dispositivos infectados. Ao mesmo tempo, sistemas que enviam automaticamente contexto adicional sobre esse usuário e a solicitação (quem é o usuário? Que tipo de máquina ele está usando? Para onde a solicitação foi enviada?) para o analista pode dar a eles uma vantagem inicial na pesquisa e em última análise, mitigando a ameaça.

Leia mais  O novo marco legal do câmbio e a teoria de path dependence

Os scanners de vulnerabilidade também são um ponto de observação. Frequentemente, eles apenas verificam as redes em um determinado intervalo (uma vez por dia, semana ou até mês. Sim, verificações mensais são uma coisa). As organizações podem melhorar sua postura de segurança de forma rápida, fácil e automática, verificando um dispositivo assim que ele se conecta à rede, aproveitando um fluxo de orquestração em que o servidor DHCP identifica automaticamente a nova máquina e aciona a verificação.

Essas e outras soluções de tecnologia que alavancam a automação, o contexto e as habilidades que sua equipe já possui não são apenas uma ponte entre o agora e um setor de segurança cibernética com equipe completa do futuro. Eles são uma parte crítica de uma plataforma robusta de segurança cibernética, que melhora a segurança da rede e amplia os recursos da sua equipe.

Por: Sandro Tonholo – country manager da Infoblox

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Locaweb Company abre 248 vagas para diversas áreas

Guia do Investidor

C6 Bank abre programa de capacitação e contratação em tecnologia exclusivo para pessoas com deficiência

Guia do Investidor

IAEmp sobe 1,4 ponto em maio e alcança maior nível desde dezembro do ano passado

Guia do Investidor

Emprego cresce na construção civil, mas setor luta para preencher as vagas

Guia do Investidor

Startups e empresas de tecnologia abrem 90 vagas de emprego neste mês

Guia do Investidor

Pesquisa revela: nove a cada 10 candidatos a emprego afirmam que o trabalho híbrido se tornou tão importante quanto os benefícios financeiros

Guia do Investidor

Deixe seu comentário