Guia do Investidor
Melhores Investimentos para Aportes Mensais
Guias

Melhores Investimentos para Aportes Mensais 2024: Veja lista

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Todo mundo gosta de ver o dinheiro crescer. Investir dinheiro pode parecer algo que só os ricos fazem, mas a verdade é que qualquer um pode começar a investir. Se você consegue guardar um pouquinho todo mês, por menor que seja, já dá para pensar em fazer seu dinheiro trabalhar para você! Por isso, nesse post vamos apresentar os melhores investimentos para aportes mensais em 2024.

Veja, então, as melhores opções para quem quer investir um dinheirinho todo mês em 2024. Essas dicas vão ser super úteis para ajudar você a fazer boas escolhas. Vamos explicar tudo de um jeito bem fácil de entender, para que não sobre nenhuma dúvida.

Se você quer fazer seu dinheiro render mais, vem com a gente! Aproveite e já chame os amigos e a família, porque essas dicas são para todo mundo.

O que é Aporte Mensal? – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Sabe quando a gente guarda um pouquinho de dinheiro todo mês? É tipo isso, mas ainda melhor, porque a gente vai colocar esse dinheirinho para crescer.

A ideia do aporte mensal é bem simples: é como se você estivesse plantando uma árvore, só que essa árvore é feita de dinheiro. Se você plantar uma semente e regar ela todo mês, com o tempo ela vai crescer. Com o dinheiro é a mesma coisa.

melhores investimentos para aportes mensais

Alguns pensam que para fazer isso é preciso ser rico, mas não precisa. É claro que, quanto mais dinheiro você consegue guardar, mais ele vai crescer. Mas o que importa mesmo é não parar de regar a plantinha, ou seja, não parar de guardar dinheiro todo mês.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

O segredo está em ser disciplinado, e vários jeitos de fazer isso, por meio de investimentos em Renda Fixa e Renda Variável.

O aporte mensal é quanto você consegue guardar todo mês. Não precisa ser uma fortuna, pode ser um valor que não faça falta no dia a dia. É como se fosse uma continha que a gente tem que pagar, mas essa conta é com a gente mesmo, para o nosso futuro.

No fim das contas, o que vale mesmo é não parar de guardar. A maioria das pessoas não tem esse costume, e quando a gente faz isso, já estamos saindo na frente.

Sendo assim, o aporte mensal diz respeito a investir dinheiro todo mês. Então, de forma regular, o investidor pode alcançar suas metas.

Vantagens e desvantagens – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Agora, é bom entender os pontos positivos e negativos de fazer um aporte mensal. Vamos, então, começar com as vantagens!

Vantagens

Incremento constante do patrimônio: Mesmo que você tenha um orçamento curto, dá para aumentar o seu patrimônio, mesmo que devagarinho, ao fazer aportes mensais. Imagine que você consiga guardar R$ 100 por mês. Em um ano, você terá acumulado R$ 1.200. Em dez anos, esse valor será de R$ 12.000. Vale ressaltar que este é um exemplo simples que não considera nenhum rendimento do investimento, apenas o acumulo do capital.

Aumenta o efeito dos juros compostos: Quando se investe, muitas vezes o dinheiro rende juros. No próximo período, esses juros também renderão juros – é o que se chama de “juros sobre juros”, ou juros compostos. Vamos supor que você investiu R$ 10.000 em um título que rende 10% ao ano. No final do primeiro ano, você terá R$ 11.000. No segundo ano, a rentabilidade será calculada sobre R$ 11.000, não mais sobre os R$ 10.000 iniciais. Este efeito é ainda mais potencializado se a pessoa fizer aportes mensais.

Ajuda a diversificar a carteira: Os aportes mensais também deixam que o investidor consiga diversificar seus investimentos. Isso quer dizer que você pode espalhar seu dinheiro em vários tipos de ativos para reduzir riscos e aproveitar várias chances que aparecem no mercado. Por exemplo, se uma ação que você já possui se valorizou demais e, segundo suas análises, ficou cara, você pode optar por investir em outro ativo mais atrativo no momento.

Desvantagens

Precisa ter disciplina financeira: Para fazer aportes mensais, é bom ter controle sobre suas finanças e ser capaz de guardar uma parte do seu rendimento todos os meses. E, dependendo da situação financeira e dos hábitos de consumo de cada um, isso pode ser um grande desafio.

Rentabilidade não garantida: Ainda que a estratégia de aportes mensais maximize o efeito dos juros compostos, a rentabilidade dos investimentos não é 100% garantida. Isso porque o desempenho dos investimentos está sujeito a flutuações do mercado, que podem mudar por conta de uma série de fatores.

Necessidade de conhecimento para diversificação: A diversificação de investimentos pode ser uma estratégia um tanto difícil para quem é investidor iniciante. Ela requer que eles entendam de forma mais aprofundada sobre o mercado financeiro e sobre os diferentes tipos de ativos que se tem. Além disso, é preciso acompanhar sempre o desempenho dos investimentos e as condições de mercado para fazer ajustes na carteira quando precisar.

Enfim, podemos ver que assim como qualquer outra estratégia financeira, os aportes mensais também têm seus pontos negativos.

Como fazer um aporte mensal?

Existem algumas estratégias a serem pensadas ao fazer um plano de aporte mensal. Por isso, iremos traçar um passo a passo para caso você queira começar o seu agora.

  1. Planejar as finanças: Para começar a investir todo mês, é preciso ter controle sobre quanto dinheiro se ganha e quanto se gasta. Uma maneira fácil de fazer isso é usar uma planilha ou um app para anotar todas as entradas e saídas de dinheiro. Isso vai ajudar a pessoa a ver onde ela pode economizar e quanto ela pode investir.
  2. Ter um objetivo: É preciso que o investidor pense sobre o que quer alcançar com seus investimentos. Pode ser comprar uma casa, fazer uma viagem, se aposentar, entre outras coisas. Quando ele tiver um objetivo, é mais fácil se motivar para continuar investindo.
  3. Escolher onde investir: Há muitas opções de investimento, e o investidor tem que escolher a que melhor atende às suas necessidades e objetivos. Algumas opções incluem títulos do Tesouro Direto, ações, fundos de investimento, etc. Cada uma dessas opções tem suas próprias regras e riscos, então é bom pesquisar antes de decidir.
  4. Reinvestir dividendos: Se a escolha for investir em ações ou fundos imobiliários, pode receber dividendos, que são uma parte dos lucros da empresa. E esse dinheiro pode ser usado para aumentar os outros investimentos mensais.
  5. Foco na carteira: Depois de começar a investir, é bom rever os investimentos de vez em quando para garantir que eles ainda estão ajudando a alcançar os objetivos. Se necessário, pode-se vender alguns e comprar outros para manter a carteira equilibrada.
Leia mais  Ações variam conforme lucro das empresas, não por noticias

Como os juros são calculados – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Como falamos, uma das vantagens de fazer aportes mensais é o aumento do efeito dos juros compostos. Para isso, existe uma fórmula para melhor entendimento. Veja abaixo.

Valor final = APT x [(1+i)–1] ÷ i

Legenda:
APT: 
valor do aporte mensal
n: número de meses
i: taxa de rentabilidade mensal (10% = 0,10, por exemplo)

Sendo assim, o valor do dinheiro do investidor ao longo do tempo é multiplicado pelo aporte mensal. Então, quanto mais tempo o dinheiro ficar parado, mais dinheiro terá no final.

Melhores Investimentos Para Aportes Mensais 2024

Então, agora que você já sabe tudo da parte teórica dos aportes mensais, veja quais são os investimentos que podem ser feitos para aportes mensais.

1. Tesouro Direto – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional criado em 2002, em parceria com a B3, para vender títulos públicos federais para pessoas físicas, de forma 100% online, o que democratiza o acesso às aplicações. Esses títulos apresentam diferentes tipos de rentabilidade (prefixada, ligada à variação da inflação ou da própria Selic), prazos de vencimento e fluxos de remuneração.

tesouro

Sendo assim, o investidor “empresta” dinheiro para o tesouro nacional, o que o poupa de precisar de empréstimos vindos do exterior, garantindo as finanças públicas.

Existem diversos tipos de Tesouro Direto. Entenda melhor cada um deles.

PREFIXADOS:

Os títulos prefixados são aqueles que têm taxa de juros fixa, ou seja, você já conhece no momento do investimento. É o ideal para quem quer saber ao certo o valor que receberá ao final da aplicação, no vencimento do título.

Desse modo, no Tesouro Prefixado, no momento que você compra o título, você já sabe ao certo quanto vai receber de volta no final, não importa o que aconteça com a economia. Então, por exemplo, se você comprar um título prefixado por R$800 que vai vencer em 3 anos e que tem uma taxa prefixada de 10% ao ano, você sabe que, no final desses 3 anos, vai receber R$800 mais 10% ao ano, o que dá um total de R$1.046,40.

TESOURO SELIC:

Os títulos Tesouro Selic são títulos pós-fixados que possuem rentabilidade atrelada à Taxa Selic. A Taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. É o ideal para quem quer começar a investir no Tesouro Direto. Logo, se a Selic subir, os rendimentos do seu título Selic sobem junto; se a Selic cair, os rendimentos caem também.

Assim, o Tesouro Selic é um investimento bem seguro, pois mesmo que a taxa Selic caia, você sempre vai receber de volta o valor que investiu, mais os juros correspondentes ao período que o dinheiro ficou emprestado.

TESOURO IPCA:

No Brasil, a inflação é medida principalmente pelo IPCA, que é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Desse modo, a rentabilidade desse título está atrelada à inflação, medida pela variação do IPCA. Ou seja, esses títulos oferecem rendimento igual à variação da inflação mais uma taxa prefixada de juros.

Isso significa que, ao investir no Tesouro IPCA, você está protegendo seu dinheiro da inflação e ainda ganhando um rendimento adicional. Por exemplo, se o IPCA for de 5% em um ano e a taxa de juros extra for de 3%, seu investimento vai render 8%.

TESOURO RENDA+

A princípio, o Tesouro Renda Mais surgiu como complemento para a aposentadoria. Sendo assim, quem quer comprar o Tesouro Renda+ deve escolher uma data para se aposentar, e então garante um salário a mais por 20 anos.

Esse valor que ele irá receber é corrigido pela inflação, isso porque é um título do tipo NTN-B – ou Tesouro IPCA+. Assim, esses papéis garantem taxas de juros e a variação dada pela inflação, garantindo o poder de compra.

2. Fundos Imobiliários (FIIs) – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Os FII são como um clube de investimentos que reúne o dinheiro de várias pessoas para comprar imóveis ou investir em empreendimentos imobiliários. Sendo assim, eles compram cotas do fundo e, assim, se tornam proprietários de uma pequena parte do imóvel ou do empreendimento.

FIIs recomendados para Maio de 2020

O dinheiro investido é gerenciado por um gestor profissional que escolhe os imóveis para investir, cuida da manutenção e do aluguel e distribui os lucros para os investidores.

Dessa forma, quem investe em fundos imobiliários pode ter acesso a investimentos no mercado imobiliário mesmo sem ter muito dinheiro para comprar um imóvel sozinho. Além disso, não precisa se preocupar com a administração do imóvel, já que isso fica a cargo do gestor do fundo.

Eles são uma forma de investimento em renda variável, já que a valorização das cotas pode oscilar de acordo com as variações do mercado imobiliário e a rentabilidade pode variar ao longo do tempo. No entanto, eles também podem gerar renda periódica para os investidores na forma de aluguéis, o que os torna uma forma de investimento em renda fixa. Por essa razão, os fundos imobiliários são considerados uma classe de investimento híbrida.

Além disso, podem ser uma opção interessante para iniciantes que desejam ter exposição ao mercado imobiliário sem precisar comprar um imóvel. No entanto, é importante que eles tenham conhecimento sobre o funcionamento dos fundos imobiliários, seus riscos e potenciais retornos, bem como sobre o mercado imobiliário em geral.

3. Ações – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Investir em ações de forma mensal é como se você estivesse comprando pequenas partes de diferentes empresas todos os meses. Cada ação é um pequeno pedaço de uma empresa. Então, quando você compra ações, você se torna um pequeno dono daquela empresa.

artigoacoes 1024x576 1

O objetivo é que, com o tempo, essas empresas cresçam, aumentem seus lucros e o valor das suas ações também aumente. Assim, se no futuro você decidir vender essas ações, vai ganhar mais dinheiro do que investiu inicialmente. Além disso, algumas empresas também dividem parte dos seus lucros com os acionistas através dos dividendos, o que pode aumentar ainda mais o retorno do seu investimento.

Fazer aportes mensais em ações tem algumas vantagens. A primeira é que você não precisa de muito dinheiro para começar. Dependendo da ação, você pode comprar até com menos de R$ 20. Além disso, investir um pouco todo mês permite que você compre ações de várias empresas diferentes e diversifique seus investimentos, o que pode reduzir seus riscos.

Uma estratégia comum é o “preço médio”. Como o preço das ações varia todos os dias, em alguns meses você vai comprar as ações quando elas estiverem mais caras, e em outros meses quando estiverem mais baratas. No final das contas, o preço médio que você pagou pelas ações tende a ser um bom preço.

Mas é bom lembrar que investir em ações também tem riscos. O valor das ações pode cair, e você pode perder dinheiro. Por isso, é sempre bom estudar bem as empresas em que você está pensando em investir.

Ações Que Pagam Dividendos Mensais

Quanto mais ações um acionista tiver, maior será sua parte dos lucros. Assim, os pagamentos de dividendos ocorrem com certa frequência, tudo de acordo com um cronograma da empresa em questão, podendo ser mensais, trimestrais ou anuais. Aqui, nosso foco será nos mensais.

Mas atenção: investir em ações que pagam dividendos não garante lucros futuros. Mas, os pagamentos dependem do desempenho da empresa e podem ser afetados por mudanças no mercado, mudanças na política de dividendos ou dificuldades econômicas.

Leia mais  Investimento em Startups: Oportunidades e Desafios

Uma lei aqui do Brasil (Lei das S/As de 1976) torna obrigatória que empresas listadas em Bolsa de Valores distribuam aos seus investidores um percentual de seus lucros. Esse percentual é acertado e registrado no estatuto social da empresa.

Hoje em dia, grande parte das empresas preferem distribuem o valor mínimo de 25% do lucro líquido aos seus acionistas. Antes de ver a lista, saiba que é comum que as empresas paguem os dividendos de forma irregular, sem um prazo pré-definido. Então, é difícil listarmos com exatidão as ações que pagam, de fato, mensalmente. 

Confira a Lista

Itaú Unibanco (ITUB3/ITUB4): Tanto para quem tem ações ITUB3 quanto para quem tinha ITUB4, o Itaú paga R$ 0,015 por cada ação todo mês. Isso quer dizer que se você tivesse 100 ações, por exemplo, receberia R$ 1,50 por mês só de dividendos.

Além disso, duas vezes no ano, tem uma reunião onde decidem pagar um valor extra chamado dividendo complementar. Esse extra é decidido nessas reuniões e também vale tanto para as ações ITUB3 quanto para ITUB4.

Bradesco (BBDC3/BBDC4): A grande diferença entre o pagamento delas é que se você tem ações preferenciais (BBDC4), o Bradesco te dá um pouco mais de dinheiro. Pra ser exato, eles pagam 10% a mais para quem tem ações preferenciais.

Se você tem ações ordinárias (BBDC3), todo mês você recebe R$ 0,017 por cada ação que você tem. Mas, se você tem ações preferenciais (BBDC4), recebe R$ 0,0189 por ação. 

Taesa (TAEE3/TAEE4/TAEE11): Assim como falamos no início do post, é difícil as empresas terem um padrão no pagamento de dividendos. Sendo assim, de fato, a Taesa não paga religiosamente todo mês, mas vendo seu histórico de pagamento de dividendos, podemos notar que esses dividendos são sempre pagos em maio, agosto, novembro e dezembro.

O total trimestral do valor dos dividendos, hoje, está de R$ 0,35, sendo R$ 0,07 por ação.

Petrobras (PETR4/PETR3): A Petrobras é uma grande pagadora de dividendos, que, inclusive, está melhorando sua saúde financeira. Assim como o caso anterior, o pagamento mensal não é fixo, mas eles apresentam uma boa constância nos pagamentos.

Atualmente, o valor do pagamento trimestral de dividendos está de R$1,73

4. ETFs – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Exchange Traded Funds (ETFs) são fundos de investimento que replicam um índice de mercado, como o Ibovespa ou o S&P 500. Eles são negociados em bolsa de valores como se fossem ações, ou seja, os investidores podem comprar e vender cotas do ETF na bolsa.

melhores investimentos para aportes mensais

Ainda mais, oferecem diversificação e simplicidade na gestão de investimentos. Com um único desse, o investidor pode ter exposição a diversas empresas de um determinado setor ou índice de mercado, reduzindo o risco de investir em apenas uma empresa.

Além disso, os ETFs têm baixas taxas de administração se comparar com outros fundos. Isso significa que o investidor paga menos para ter acesso a uma carteira diversificada de ações.

No entanto, é importante que o investidor entenda que os ETFs também têm riscos associados, como qualquer outro investimento em renda variável. É importante que o investidor faça uma pesquisa prévia sobre o ETF que deseja investir, avaliando os riscos e retornos potenciais do investimento.

5. BDRs – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Os BDRs, ou Brazilian Depositary Receipts, são certificados que representam ações de empresas estrangeiras, mas que são negociados aqui no Brasil, na nossa bolsa de valores, a B3. É como se eles fossem a versão brasileira das ações de empresas que estão lá fora. Então, quando você compra um BDR, é como se você estivesse comprando ações de empresas como a Apple, Google ou Amazon, só que em reais e aqui no Brasil.

Carteira de BDR s EUA para Junho de 2020 1

Fazer aportes mensais em BDRs tem algumas vantagens. Uma delas é a diversificação. Com os BDRs, você consegue investir em empresas de diversos setores e de diferentes partes do mundo, o que pode ajudar a reduzir o risco do seu investimento.

Outra vantagem é que, como os BDRs são negociados em reais, você não precisa se preocupar com a variação do dólar. Por outro lado, é bom lembrar que o valor do BDR ainda é afetado pela variação cambial, já que eles representam ações de empresas estrangeiras. Isso quer dizer que se o dólar subir muito, o valor dos BDRs também pode subir, e vice-versa.

Mas, assim como outros investimentos em renda variável, os BDRs também têm riscos. O valor deles podem cair, e você pode perder dinheiro. Por isso, é válido pesquisar bem sobre as empresas que você está pensando em investir através de BDRs e diversificar a carteira.

6. LCI e LCA – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

Em relação as Letras de Crédito de Agronegócio (LCA) e as Letras de Crédito Imobiliário (LCI), elas se tratam de títulos de captação voltados para instituições financeiras que atuam no setor do agronegócio e imobiliário.

melhores investimentos para aportes mensais

Como maior destaque, ambas contam com isenção de Imposto de Renda. E, assim como no caso anterior, esses também se baseiam no CDI e tem a segurança garantida pelo FGC.

Outra diferença que vale destacar é a liquidez. No caso da LCI e da LCA, a liquidez é menor que os outros investimentos. Dessa forma, a condição de saque é mais difícil que as demais, sendo um fator para se prestar atenção. Ademais, também é um investimento que as corretoras possuem taxa zero.

Geralmente, o LCI e o LCA caminham juntos, e possuem apenas um contraste no que tange ao rumo do valor aplicado. No primeiro, o investimento é direcionado ao o setor imobiliário. Enquanto que no segundo, o investimento é encaminhado ao agronegócio.

No que diz a rendimento, o LCI e o LCA possuem lastro no CDI. Este possui uma taxa contínua de 6,40% por ano. Assim, o LCA e LCI rendem por conta algo em entre 80% e 105% do CDI.

Tipos de LCI e LCA

  • Pré-fixada:
    • O investidor sabe ao certo qual será a rentabilidade desde o início do investimento.
    • A porcentagem de retorno é definida no momento da contratação.
    • Não há dependência de índices de referência.
    • É uma opção para quem deseja ter clareza sobre o retorno desde o início.
  • Pós-fixada:
    • O investidor só saberá a rentabilidade exata ao final do prazo da aplicação.
    • O retorno está vinculado a um índice de referência, como o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) ou o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).
    • Por exemplo, a LCI pode dar um percentual do CDI do período como rentabilidade.
    • É uma opção para quem está disposto a acompanhar o desempenho do índice de referência e deseja ter a chance de um retorno variável.
  • Mista:
    • Combina uma taxa fixa com uma taxa vinculada a um indexador, geralmente o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).
    • A parcela vinculada ao IPCA protege o investidor da inflação.
    • É uma opção para quem quer ter um retorno estável, com parte da correção monetária.

7. CDBs – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

CDB quer dizer Certificado de Depósito Bancário. É um tipo de título de renda fixa emitido por bancos comerciais e instituições financeiras. Quando você investe em um CDB, está emprestando dinheiro a essa instituição financeira por um período determinado, em troca de juros.

CDB C6 Bank quanto rende

Os juros pagos em um CDB são pré-determinados e podem ser pagos por mês, por trimestre ou ao final do período de investimento. Assim, a taxa de juros pode variar de acordo com a instituição financeira e o prazo de investimento. CDBs são considerados investimentos de baixo risco e podem ser uma boa opção para investidores iniciantes que procuram uma forma segura de investir seu dinheiro.

É bom lembrar que a rentabilidade dos CDBs está sujeita ao risco de crédito da instituição financeira emissora. Além disso, existem limitações quanto ao montante máximo que pode ser investido em CDBs de cada instituição financeira, por isso, é importante verificar as condições antes de investir.

investimento no CDB tem como vantagem o Fundo Garantidor de Crédito (FGC), o que faz com que ele seja seguro. E sua rentabilidade costuma ser boa, dependendo é claro do mercado e de suas taxas. Além disso, caso o banco emissor quebre, é o FGC que vai proteger seu investimento e restituir o valor investido, garantindo até R$250 mil por CPF e por instituição financeira e no máximo R$1 milhão por investidor a cada 4 anos.

Leia mais  Comprar Ações do Itaú ou BB? Veja qual a melhor

Tipos de CDB

  • CDB Prefixado:
    • Sabe-se exatamente quanto vai receber no final do investimento.
    • Exemplo: “Se você deixar seu dinheiro aqui por 2 anos, vou te pagar 7% ao ano”.
    • Então, você já sabe desde o início que, ao final desses 2 anos, vai receber seu dinheiro de volta mais os 7% ao ano prometidos.
  • CDB Pós-fixado:
    • Não sabe desde o início quanto vai receber.
    • Em vez disso, a rentabilidade é atrelada a um indicador, que na maioria das vezes é o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), um tipo de “taxa de juros” que os bancos usam entre si.
    • Se o banco diz que o CDB vai pagar 100% do CDI e o CDI for de 5% ao ano, então você vai receber 5% ao ano. Se o CDI subir para 6%, então você vai receber 6% ao ano.
  • CDB Híbrido:
    • Este tipo de CDB é uma mistura dos dois anteriores.
    • Ele tem uma parte da rentabilidade prefixada e uma parte pós-fixada.
    • Por exemplo, o banco pode dizer que vai pagar 3% ao ano mais a variação da inflação. Então, se a inflação for de 4%, você vai receber 7% (3% + 4%). Se a inflação for de 5%, você vai receber 8% (3% + 5%).

8. Poupança – Melhores Investimentos para Aportes Mensais

O investimento em poupança é uma das opções mais populares e tradicionais para guardar dinheiro e obter algum retorno sobre ele. A poupança é dada pelos bancos e instituições financeiras como uma conta de depósito remunerada, na qual o dinheiro depositado gera um rendimento em forma de juros ao longo do tempo.

poupanca porquinho

O principal fator da poupança é a segurança. Os depósitos em conta poupança são garantidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) em até um valor x, dando uma certa proteção para os investidores. Além disso, a poupança é uma opção de investimento de baixo risco, o que significa que a chance de perder o dinheiro investido é muito baixa.

Porém, o tanto que rende da poupança é considerado baixa se comparar com as outras opções disponíveis no mercado. Em geral, a poupança tem rendido o equivalente a uma taxa fixa ao ano, que é dada pelo Banco Central. Essa taxa é feita por uma taxa básica (Selic) mais um percentual fixo ao ano. Mas, em períodos de inflação alta ou quando a taxa básica de juros está baixa, o rendimento da poupança pode não acompanhar a valorização dos preços e, então, o poder de compra do investidor pode ser prejudicado.

Pontos Importantes para se atentar antes de investir! – Melhores investimentos para aportes mensais

Se você quer entrar no mundo dos investimentos, é bom se atentar a alguns pontos antes de começar! Veja, então, a seguir.

Diversificação

Diversificar é como não colocar todos os ovos na mesma cesta. Em vez de investir todo o seu dinheiro em um único lugar, é melhor espalhá-lo em diferentes tipos de investimentos. Isso é importante porque, se um dos seus investimentos não estiver indo bem, você ainda terá outros que podem compensar as perdas.

Por exemplo, você pode investir parte do seu dinheiro em ações, outra parte em títulos de renda fixa e até mesmo em imóveis. Dessa forma, se um desses não estiver rendendo como esperado, os outros podem ajudar a equilibrar seus ganhos.

Corretora de valores

Uma corretora de valores é uma empresa que facilita a compra e venda de investimentos. Para investir em ações, fundos imobiliários, títulos públicos ou outros ativos, você precisa abrir uma conta em uma corretora. Ela é responsável por intermediar suas transações e fornecer acesso aos diferentes tipos de investimentos disponíveis.

É importante escolher uma corretora confiável, que seja transparente sobre suas taxas e que ofereça um bom suporte ao cliente. Antes de escolher uma corretora, é uma boa ideia pesquisar e comparar as opções disponíveis para encontrar aquela que melhor atenda às suas necessidades.

Acompanhamento e ajustes

Investir não é algo que você faz uma vez e esquece. É importante acompanhar com uma certa regularidade seus investimentos para ver como eles estão se saindo. Isso envolve verificar o desempenho deles, analisar se estão alcançando suas metas e fazer ajustes conforme necessário.

Por exemplo, se um investimento não estiver indo bem, você pode decidir vendê-lo e investir em outra coisa. Ou talvez você queira adicionar mais dinheiro a um outro que está tendo bons resultados. A ideia é ajustar sua carteira ao longo do tempo para mantê-la alinhada com seus objetivos e com o cenário econômico.

Riscos e expectativas

Todos os investimentos têm algum grau de risco. Isso significa que há a chance de você perder parte ou todo o dinheiro que investiu. É bom estar ciente disso e entender os riscos associados a cada tipo de investimento.

Como exemplo, podemos pensar que investir em ações pode trazer maiores oscilações de preço, enquanto investir em títulos de renda fixa pode oferecer retornos mais estáveis, mas muito menores. Além disso, é bom ter expectativas realistas sobre os retornos deles. Embora seja possível obter bons ganhos, não existem garantias de que você ficará rico rápido. Ter uma visão de longo prazo e não se deixar levar por promessas de enriquecimento rápido são atitudes importantes para lidar com os riscos e expectativas dos investimentos.

Assessoria financeira

Se você se sentir inseguro ou quiser uma ajuda profissional, pode procurar um assessor. Essa pessoa entende do assunto e pode te orientar em suas decisões financeiras. Eles irão analisar sua situação, seus objetivos e seu perfil de investidor para criar um plano de acordo com tudo isso.

Além disso, um assessor financeiro pode ajudá-lo a entender melhor os diferentes tipos de investimentos, sugerir estratégias boas e acompanhar o desempenho de todos eles ao longo do tempo. Ter um profissional ao seu lado pode trazer mais confiança e segurança para tomar decisões financeiras importantes. No entanto, é bom escolher um assessor confiável, que tenha boa reputação e atue no seu melhor interesse.

Prazo de investimento

O prazo de investimento é o tempo que você pretende deixar seu dinheiro investido antes de precisar dele. É bom considerar o prazo ao escolher. Se você tem um objetivo de curto prazo, como uma viagem em um ano, é melhor optar por algum mais seguro e estável, como títulos de renda fixa, que têm menos variação de preço.

Por outro lado, se seu objetivo é de longo prazo, como a aposentadoria daqui a muitos anos, você pode se arriscar mais e investir em ações, que têm mais potencial de crescer ao longo do tempo. Entender seu prazo ajuda a escolher aqueles que são certos para si.

Educação financeira

Educação financeira saber como lidar com dinheiro de forma inteligente. É bom entender conceitos básicos, como orçamento, economia, juros e inflação. Quanto mais você aprende sobre finanças, mais preparado fica para tomar decisões financeiras melhores.

Sendo assim, ao entender como são os juros compostos, você pode ver como seu dinheiro pode crescer ao longo do tempo. Ao saber sobre a inflação, você pode tomar medidas para cuidar do seu dinheiro do impacto dela. A educação financeira também ajuda a evitar armadilhas com o dinheiro e a tomar decisões sobre poupança, investimento e gastos. Existem muitos recursos, como livros, vídeos e cursos online, que podem ajudar a melhorar sua educação.

Conclusão

Para concluir, investir uma quantia mensal é uma maneira inteligente de construir sua riqueza ao longo do tempo. Não importa se você escolhe ações, BDRs, CDBs ou outro tipo de investimento, a chave é começar o mais cedo possível e manter a regularidade.

Lembre-se, em 2024, existem várias opções atraentes para investimento. As ações oferecem a possibilidade de retornos significativos, embora tenham um risco mais alto. BDRs permitem que você invista em empresas estrangeiras e diversifique seu portfólio. CDBs são opções seguras que podem proporcionar um bom retorno, especialmente se você escolher os CDBs de bancos menores, que geralmente têm taxas melhores.

Mas, independente do tipo de investimento que você escolher, o mais importante é se informar, planejar e investir de acordo com seus objetivos e perfil de risco. E lembre-se, um aporte mensal é como uma escalada: cada passo pode parecer pequeno, mas juntos, eles te levam ao topo da montanha. Comece a escalar sua montanha financeira em 2024 com aportes mensais inteligentes. É a sua jornada para um futuro financeiro mais seguro e próspero!


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Vale (VALE3) revela resultados do 2º Trimestre nesta quinta

Paola Rocha Schwartz

Iguatemi (IGTI11) aumenta sua participação no Shopping Iguatemi

Paola Rocha Schwartz

Itaúsa autoriza emissão de debêntures no valor de R$ 1,3 bilhão

Paola Rocha Schwartz

PRIO3: veja preço-alvo atualizado para 2024

Paola Rocha Schwartz

Carrefour (CRFB3) reporta lucro líquido de R$ 151 mi no 2T24

Paola Rocha Schwartz

Venda de ações da Sabesp levanta mais de R$ 14,77 bi

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário