Guia do Investidor
Juros do rotativo de cartoes subiu para 326 ao ano em marco
Notícias

Pesquisa: Investidores manterão aportes em startups, apesar de juros altos

Pesquisa realizada pela Efund mostra que 73,9% das pessoas físicas que costumam aplicar neste tipo de empresa manterão e 8% devem aumentar valores.

image 29

A alta da taxa de juros não está sendo um impeditivo para os pessoas físicas buscarem oportunidades entre as startups disponíveis no . A maioria, 73,9%, pretende manter os valores aportados em 2021 e outros 8% vão ampliar os investimentos. É o que mostra o mais recente levantamento realizado pela Efund, plataforma de investimentos em startups, entre os dias 23 e 29 de junho, que entrevistou 880 investidores de startups no estágio pré-seed e seed.

image 30

Na divisão por valores, 76% dos investidores que costuma aportar mais de R$ 20 mil, pretendem manter os aportes feitos em 2021. Outros 20% irão reduzir e 4% ampliar. Dentre os que costumam colocar entre R$ 10 mil e R$ 20 mil, 79% pretendem manter, 14% reduzir e 7% aumentar. Já os investidores de menor porte (até R$ 10 mil) pretendem manter (67%) ou aumentar (33%) os valores colocados em startups.

“Os dados quantificam uma tendência que já vínhamos observando no mercado: os investidores de maior porte estão mais criteriosos ao escolher as startups, mas ainda há apetite para aplicações. Já aqueles que investem pequenas quantidades de recursos não mudaram o seu comportamento e permanecem buscando unicórnios”, diz Igor Romeiro, sócio da Efund.

Apesar da conjuntura desfavorável de elevada e mais altos, além do cenário eleitoral que provoca um maior conservadorismo, os investidores não deixaram de buscar boas ideias.

“Importante ressaltar, que ainda têm, mas é preciso ponderar que o está muito mais cuidadoso ao decidir abrir e colocar seu dinheiro. Se o empreendedor quiser captar alguma rodada, terá que mostrar valor em sua startup com crescimento de receita, aumento de clientes e busca do ponto de equilíbrio ou lucratividade”, afirma.

No ano passado, 34,1% dos entrevistados aportaram, em média, entre R$ 20 mil e R$ 50 mil por rodada em startups. Outros 22,7% investiram mais de R$ 50 mil. O público que investiu menos de R$ 20 mil corresponde a 37,5% do total e somente 5,7% dos entrevistados não realizou aporte algum.

image 31

Dentre os investidores que pretendem colocar recursos em startups nesse ano, a maioria deve concentrar seus aportes entre uma e três (61,4%). Uma concentração maior que em 2021, quando 54,5% dos investidores afirmaram terem aplicado em até três empresas. Os que preferem diversificar investindo em mais de quatro negócios, incluindo os anteriores, somam 38,6% em 2022 e 37,5% em 2021.

image 32

Para os investidores que pretendem buscar oportunidades no mercado, Romeiro recomenda dar atenção para startups que possuem crescimento financeiro e na base de clientes.

“É preciso entender qual é a estratégia usada para aumentar base de clientes. Olhar se o histórico do CAC (Custo de Aquisição de Cliente) está se mantendo ou diminuindo e se o histórico do LTV (Lifetime Value – estimativa da receita média que um cliente irá gerar ao longo de sua vida como cliente) se mantém ou está aumentando, também é muito importante”, diz.

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Economistas da ANBIMA projetam fim do ciclo de alta dos juros, com Selic em 13,75% até o fim de 2022

Guia do Investidor

Veja o que dizem especialistas sobre alta dos juros americanos

Autor Convidado

Escalada de juros americana pode ser boa oportunidade para investimentos em crédito com garantias imobiliárias nos EUA

Guia do Investidor

Ciclo de juros altos deu certo? Analistas indicam que o “pior da inflação” já passou

Leonardo Bruno

hEDGEpoint prevê demanda mais fraca em função da alta de juros; confira análise

Guia do Investidor

Presidente da Abit defende fim do ciclo de aumento dos juros

Guia do Investidor

Deixe seu comentário