Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Recuperação da Oi está mais próxima com novo acordo

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Telefonia prossegue a segunda parte do processo judicial; após plano de recuperação, seu objetivo agora é encerrar processo e reconquistar espaço no mercado financeiro.

A Oi (OIBR3; OIBR4) informa, em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que acordo fechado entre as acionistas Bratel e Pharol (PHR) valerá a partir desta quarta-feira, 3. A ação prevê o encerramento de toda pendência judicial enfrentada pela telefonia. E com isso, abre possibilidades para sua recuperação diante o mercado.

Assim vale ressaltar que a decisão foi efetivada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ – RJ e decorre desde janeiro. Logo, sua homologação ocorre após 15 dias de publicação. Por consequência, inicia-se agora a realização da segunda parte das obrigações destinadas às empresas correspondentes.

Leia mais  Ponto final: Justiça determina fim da Recuperação Judicial da Oi (OIBR3)

Um dos cumprimentos é o repasse de 33,8 milhões ações da Oi para a Bratel, organização pertencente à Pharol. Dentre este patrimônio, 32 milhões são cotas ordinárias enquanto 1,8 milhão são preferenciais.

Além disso, o contrato exige que a operadora de telecomunicações deve custear todas as despesas judiciais nas quais envolvem a empresa portuguesa. O documento ainda pede que a Oi negocie sua participação na Unitel, corporação angolana de tecnologia.

Contudo, a Pharol terá investimento limitado à 25 milhões de euros para expansão econômica. Em seguida deve aprovar as medidas anunciadas no plano durante Assembleias Gerais de acionistas brasileiras.

Desta maneira, a Oi combinou com os dois grupos que sejam retirados todos os processos judiciais mantidos no Brasil e Portugal. E ainda assegurou o mesmo para outras regiões. Esta estratégia foi feita para garantir apoio em seu projeto de retomada financeira.

Prejuízo

Durante recuperação judicial, a telefonia brasileira sofreu forte queda econômica. Assim no quarto trimestre de 2018 (4T18) registrou prejuízo líquido de R$ 3,359 bilhões. Este número representa uma perda de 65,7% em comparação ao mesmo período o ano anterior.

Leia mais  Ações da Petrobras vão ser retiradas da Bolsa Argentina

Então o resultado aponta desfalque de 7,9 pontos percentuais na receita líquida, se levado em consideração o quadro anual.

“A comparação ainda está parcialmente impactada pelo reajuste de tarifas ocorrido no terceiro trimestre. Isso com reflexo nos segmentos residencial, mobilidade pessoal e pequenas empresas”, esclareceu a Oi.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Vale (VALE3) revela resultados do 2º Trimestre nesta quinta

Paola Rocha Schwartz

Eternit (ETER3) recebe parecer favorável do MP para encerrar RJ

Paola Rocha Schwartz

Raízen divulga prévia operacional do 1T24: confira o resumo do dia

Márcia Alves

China lidera vendas de carros no Brasil

Márcia Alves

Iguatemi (IGTI11) aumenta sua participação no Shopping Iguatemi

Paola Rocha Schwartz

Itaúsa autoriza emissão de debêntures no valor de R$ 1,3 bilhão

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário