Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Lista de todos os BDR’s listados na Bolsa (B3)

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Para alguns investidores o fato de comprar ações no exterior é algo fora da realidade. Bem como acreditam que além de difícil, brasileiros não são permitidos de fazer investimentos. Contudo, hoje em dia há maneiras práticas e seguras para aplicações em ativos estrangeiros.

Os BDR’s – Brazilian Depositary Receipts, são ativos de outros países. Além disso, estão disponíveis na Bolsa de Valores (B3).

Vale citar que conforme noticiado pelo Guia do Investidor, a B3 realizou uma mudança recentemente e liberou que os BDR’s pudessem ser comprados por investidores pessoas física, mesmo que na condição de não qualificado.

Confira neste artigo quais são os BDR’s que estão listados na B3.

Ativos BDR’s: O que são?

Conhecido através da sigla BDR’s, os Brazilian Depositary Receipts são certificados que servem para representar uma ação de outro país. Assim, uma empresa disponibiliza suas ações e as mesmas são negociadas através da B3 Brasil.

Contudo, as BDR’s não são ações em si, mas certificados que informam que o investidor é o proprietário dessa BDR estrangeira. Ou seja, o comprador está investindo em títulos representativos.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Na Bolsa de Valores brasileira há um total de 550 BDR’s listados. Entretanto, em maior número são do tipo BDR Não Patrocinado. Conheça alguns ativos que se destacam por serem de grandes empresas:

  • Amazon;
  • Tesla;
  • Comcast;
  • Apple;
  • Bank of America;
  • McDonald’s;
  • Microsoft;
  • Berkshire Hathaway;
  • JP Morgan;
  • Entre outros.
Leia mais  Com commodities de apoio, Ibovespa volta a subir nesta 3ªF

Não podemos esquecer de citar sobre o BDRX. Assim, um índice responsável pelo retorno de uma carteira teórica. Cuja sua formação é resultante de BDR’s Não Patrocinados.

Tipos de BDR’s disponíveis

Na B3, há dois grupos que são principais: os BDR’s não patrocinados e os patrocinados. Dessa forma, eles são classificados conforme o modo como são trazidos para serem negociados no mercado de ações. Entenda melhor sobre cada um:

BDR’s patrocinados

Os BDR’s patrocinados são emitidos através de uma instituição depositária que é contratada por uma empresa de outro país. Assim, a mesma é responsável pela emissão dos valores imobiliários referentes a esse BDR.

Essa categoria pode ser classificada em níveis distintos. Onde os níveis II e III são abertos a todos os tipos de investidores. E onde o nível I é exclusivo para apenas um perfil. Confira como é feita essa classificação:

  • BDR’s de nível 1: Esse nível pode ser dividido em “Não Patrocinados”, onde só podem ser adquiridos pelos investidores institucionais. Outra classificação é os “Patrocinados”, onde os funcionários do grupo chamado patrocinador, pode adquirir esses certificados.

BDR’s não patrocinados

Essa categoria é emitida através de uma instituição depositaria, que não possui nenhum envolvimento com a companhia estrangeira. Essa mesma companhia é responsável pela emissão de valores mobiliários lastros.

Os BDR’s não patrocinados são classificados apenas no nível I. Além disso, eles são abertos para investimentos apenas para os qualificados. Assim, todos os BDR’s não patrocinados são de nível I. Contudo, nem todos os BDR’s de nível I faz parte dos Não Patrocinados.

No BDR que é de Nível II, não existe uma oferta pública. Só que, no Nível 3 acontece uma oferta pública no Brasil. Então ocorrendo de forma simultaneamente com a oferta ocorrida no exterior.

Códigos que são usados para negociação de BDR’s

Na B3, os BDR’s são identificados a partir de um código especifico para serem negociados. Assim acontece com qualquer ação que é negociada através da bolsa.

Leia mais  Ibovespa inicia em alta junto ao desempenho positivo de Vale

Desse modo, os códigos de ações são formados por quatro letras, que fazem a referência a qual empresa é pertencente. Além disso, possuem duas numerações que indicam se o papel é ou não patrocinado e qual o seu nível.

Nos BDR’s Patrocinados que são do Nível II, os códigos finalizam com o número 32. Já aqueles que são do Nível III são finalizados com o número 33.

Os BDR’s Não Patrocinados terminam com o número 34 ou com o 35. Além disso, as ações que são do Nível I não possui digito que seja fixo no código utilizado na negociação.

Por exemplo, podemos usar o e-commerce chinês Alibaba que possui como código BABA34. Assim como a gigante de tecnologia Amazon, cujo seu código é AMZO34. Sendo no máximo lotes com 10 papéis no máximo para negociações.

Riscos e vantagens ao comprar BDR

Quando se compra ativos BDR’s, você está investindo em ações estrangeiras. Assim, de uma forma mais facilitada, tornando-se então uma vantagem, pois elimina o seguinte processo:

  • Abrir uma conta por uma corretora estrangeira;
  • Para iniciar um investimento é preciso ter que fazer uma remessa internacional;
  • Depois de muita burocracia, investir em um ambiente desconhecido e de difícil acesso.

Contudo, quando se investe em um ativo BDR, você já poderá operar desde que esteja cadastrado em uma instituição brasileira. Sendo então mais prática e viável essa opção.

Mesmo que as ações do exterior sejam cotadas em moedas estrangeiras, como euro ou dólar, as operações com esse ativo são feitas em reais. Portanto, facilita o processo como deixa o mais barato e seguro. Além de não se preocupar com taxas.

Assim sendo, quem deseja diversificar sua carteira de investimentos, os BDR’s são ótimas opções. Então, permitindo que investidores possam ter acesso a ações que, de modo geral, não possuem representantes nacionais na B3.

Aparentemente possa parecer tudo tranquilo, há alguns riscos que se deve ter atenção. Afinal, os BDR’s são ativos que possuem uma certa volatilidade. Já que as cotações são dependentes do que espera as empresas emissoras.

Portanto, é necessário que o investidor saiba e esteja ciente se o seu perfil de risco aceitará aplicações dessa categoria. Já que muitas vezes, dependerá do “humor” do mercado, para definir sua alta ou baixa.

É importante que se estude os papéis e as empresas emissoras

Antes de se investir nos ativos BDR’s, é de suma importância que se estude bem sobre os papéis. Bem como sobre as empresas responsáveis por sua emissão.

Leia mais  Grandes empresas listadas na B3 apresentam baixa transparência em relação a critérios ASG

Contudo, essa é uma tarefa um quanto não tão fácil de se fazer. Já que na maioria das vezes, grande parte das informações e também as análises não estão em português.

Devido aos riscos que estão envolvidos, a própria regulação acaba por direcionar um número maior para investidores que são qualificados. Visto que, na maioria, já possuem uma maior vivência e experiência com aplicações financeiras.

Lista de BDR’s listados na B3

Confira a lista de BDR’s mais procurados que são listados na Bolsa (B3). Além, veja quais são os códigos de ação de cada um:

  • INTEL (ITLC34);
  • MICROSOFT (MSFT34);
  • FACEBOOK (FBOK34);
  • EBAY (EBAY34);
  • APPLE (AAPL34);
  • AVON (AVON34);
  • MCDONALDS (MCDC34);
  • WAL MART (WALM34);
  • MEDTRONIC (MDTC34);
  • ALPHABET (GOGL34);
  • ALPHABET (GOGL35).
  • 3M Company (MMMC34);
  • Abiomed Inc (A1BM34);
  • Adobe Inc (ADBE34);
  • Advance Auto Parts Inc (A1AP34);
  • AES Corp (A1ES34);
  • AFLAC Inc (A1FL34);
  • Agilent Technologies Inc (A1GI34);
  • Air Products & Chemicals Inc (A1PD34);
  • Advanced Micro Devices Inc (A1MD34);
  • Akamai Technologies Inc (A1KA34);
  • Alaska Air Group Inc (A1LK34);
  • Alexion Pharmaceuticals Inc (A1LX34);
  • Alibaba Group Holdin LTD (BABA34);
  • Alliance Data Systems Corp (A1LL34);
  • Alliant Energy Corp (A1EN34);
  • Boeing (BOEI34);
  • Berkshire (BERK34);
  • Lockheed (LMTB34);
  • American Exp (AXPB34);
  • Dowdupont (DWDP34);
  • Visa Inc (VISA34);
  • Xerox Corp (XRXB34);
  • Chevron (CHVX34);
  • Mastercard (MSCD34);
  • Colgate (COLG34);
  • Schulumberger (SLBG34);
  • Coca Cola (Coca34);
  • US Bancorp (USBC34);
  • WILSON SONS LTD (WSON33);
  • Oracle (ORCL34);
  • Tiffany (TIFF34);
  • Biotoscana Investments S.A (GBIO33);
  • United Tech (UTEC34);
  • JC PENNEY (JCPC34);
  • SANCHEZ ENER (SANC34);
  • US STEEL (USSX34);
  • GENERAL MOT (GMCO34);
  • GOPRO (GPRO34);
  • VALERO ENER (VLOE34);
  • UBS GROUP (UBSG34);
  • AMERICAN AIR (AALL34);
  • FIRST SOLAR (FSLR34);
  • BEST BUY (BBYY34);
  • NIKE (NIKE34);
  • CATERPILLAR (CATP34);
  • GP INVESTMENTS. LTD. (GPIV33);
  • HP COMPANY (HPQB34);
  • HONEYWELL (HONB34);
  • STARBUCKS (SBUB34);
  • BRISTOLMYERS (BMYB34);
  • JOHNSON (JNJB34);
  • WALT DISNEY (DISB34);
  • PEPSICO INC (PEPB34);
  • HBM (IBMB34);
  • FEDEX CORP (FDXB34);
  • KIMBERLY CL (KMBB34);
  • METLIFE INC (METB34);
  • TARGET CORP (TGTB34);
  • TEXAS INC (TEXA34);
  • ACCENTURE (ACNB34);
  • FORD MOTORS (FDMO34);
  • CITIGROUP (CTGP34);
  • NETFLIX (NFLX34).

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

B3 lançará novo índice que agrega BDRs de empresas brasileiras

Márcia Alves

Ações da Cielo (CIEL3) serão eliminadas da Bolsa

Márcia Alves

Ibovespa abre com leve alta impulsionado por Eletrobras e B3

Paola Rocha Schwartz

Aura aprova desdobramento de BDRs em proporção de 1 para 3

Paola Rocha Schwartz

Gringos devolvem R$ 1,4 bilhão á B3

Márcia Alves

Ibovespa recua e Desaprovação de Lula aumenta: Confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

1 comentário

Carlos 04/03/2021 at 09:57

Excelente artigo, muito esclarecedor.
Porém, este texto precisa urgentemente de uma revisão ortográfica, pois contém inúmeros erros de português (concordância, semântica, etc.)

Responder

Deixe seu comentário