Guia do Investidor
Dicas para financas
Educação financeira finanças

5 dicas para melhorar as finanças ainda em 2021

Quer saber como melhorar as e evitar acumular novas dívidas? Esse processo requer dedicação, mas felizmente pode ser simples de se fazer.

Mas antes de começar, lembre-se de que você precisará se planejar. Tanto para colocar as contas em dia, quanto para manter tudo certo depois. Com esse planejamento, será mais difícil ter problemas novamente.

Finanças em momentos incertos

É fundamental ter atenção às finanças no dia a dia. Principalmente em momentos de crise econômica. A em alta, por exemplo, traz várias incertezas, mas isso pode ser controlado se você cuidar do seu e tiver reservas.

Pensando nisso, listamos algumas simples, mas eficazes para você. Continue lendo!

Veja 5 dicas para melhorar finanças neste ano

A seguir, contamos o que você pode fazer para colocar as contas em dia e depois cuidar do orçamento permanentemente. Acompanhe!

1. Entenda quais são seus gastos

Para começar a cuidar das finanças, é preciso entender quanto você gasta. Por isso, anote todas as suas no mês: tanto as que são recorrentes, quanto os pequenos gastos.

As despesas recorrentes são aquelas que são fixas, que você paga todos os meses. Como a conta de energia elétrica e do gás.

Leia mais  Gestão financeira para iniciar seu negócio

Já os pequenos gastos podem ser desde a compra do pão na padaria, até um almoço no restaurante. É essencial anotar tudo isso, para saber exatamente quais são as suas despesas.

A partir daí, inclusive, vai ser mais fácil perceber quais gastos são supérfluos no orçamento. Ou seja, aqueles que você poderia eliminar, ou ao menos economizar com.

Hoje, por exemplo, é comum fazermos a assinatura de vários serviços de streaming. Mas você realmente assiste a todos? Provavelmente não há tempo, certo? Então, será melhor cancelar um dos streamings e aproveitar apenas o que você costuma usar mais. Assim, você vai eliminar um gasto supérfluo e pode conseguir controlar melhor o orçamento.

2. Organize suas pendências

Você sabe quanto deve hoje? Em tudo, desde financiamentos até no cartão de crédito? Ter esse conhecimento é fundamental, pois traz clareza sobre quanto você pode gastar no mês.

Veja bem: o ideal é ter despesas que nunca superem a sua renda mensal. Assim, você vai evitar precisar de crédito, atrasar contas, etc.

Mas se você não sabe a soma das suas dívidas, pode gastar mais, porque acha que é possível. Mas aí, ao somar os novos débitos com os antigos, pode-se perceber que as contas superaram bem seu orçamento.

Daí para a frente, pode ser bem difícil colocar as contas em dia. Até porque, é mais fácil prevenir acumular dívidas, do que pagá-las depois. As contas em atraso acumulam juros, ficam mais caras e podem se tornar uma grande dor de cabeça.

Leia mais  Poupança não é tão segura assim: desmitificando o mito brasileiro

3. Negocie suas dívidas

Se você tem débitos em aberto, vale a pena negociá-los para conseguir condições melhores de pagamento. Principalmente as dívidas que já acumularam juros e estão mais caras.

A dica é entrar em contato com a credora e pedir por um prazo melhor ou abatimento dos juros. Mostre que você está disposto a colocar os valores em dia, mas que precisa de condições melhores para isso. Em geral, as preferem receber o dinheiro em vez de manter os juros e não receber nada.

4. Caso precise de empréstimo, fique de olho nas taxas

Um empréstimo pode ser uma solução para fazer uma compra com valor mais alto, para um imprevisto ou mesmo para pagar dívidas. Quando os débitos têm juros altos, por exemplo, o crédito no banco pode ser usado para quitá-lo, e aí você vai lidar com taxas mais baixas. Claro, se o banco tiver essas taxas mais baixas.

Mas para solicitar um empréstimo, é essencial ter cuidado com as suas condições. Principalmente com suas taxas, e não apenas de juros. Os créditos geralmente têm várias tarifas associadas, que somam o Custo Efetivo Total (CET) do empréstimo.

Considerar apenas a taxa de juros pode causar a falsa sensação de que o empréstimo é vantajoso. Porém, quando perceber, você estará pagando alto pelo crédito.

Para evitar esse tipo de problema, é essencial comparar bem as opções de crédito no . Você pode aproveitar e usar um simulador de empréstimo, por exemplo. Compare todas as taxas e prazos, e tenha a certeza de que o empréstimo é mesmo o melhor para o seu caso.

Leia mais  Finanças pessoais: o que você deveria saber

5. Busque conhecimento sobre finanças

Conhecimento é poder. Você já deve ter ouvido essa frase, não é mesmo? Pois é verdade: saber fazer dá maior controle sobre as coisas e ajuda a evitar problemas.

Por isso, busque sempre conhecimento sobre finanças. Pode ser antes, durante ou depois de colocar suas contas em dia. Existem vídeos, podcasts, livros, cursos e vários conteúdos que podem ajudar nessa tarefa.

Sabendo mais sobre finanças, você vai conseguir perceber oportunidades no seu orçamento, como poupar, fazer compras vantajosas etc.

Fique atento a bons

Fazer investimentos pode ser uma boa opção para ganhar dinheiro sem muito esforço. É a ideia de fazer o dinheiro trabalhar para você.

Mas cuidado: investimentos que prometem retorno exorbitantes são falsos. Esquemas de pirâmide, de financeiras que prometem muito, todos são golpes que podem trazer um alto prejuízo.

Por isso, estude bem antes de investir e opte por sistemas confiáveis. Os próprios bancos têm consultores de investimentos que você pode confiar. Converse com o seu gerente, para ser orientado e saber como ganhar com segurança.

Considerações finais

Como você viu, negociar suas dívidas é uma parte importante para colocar as finanças em dia. Por isso, vale a pena retomar brevemente o assunto.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no Brasil: abra sua conta no exterior e proteja seu

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Quatro dicas para organizar suas finanças e escapar da inadimplência

Guia do Investidor

3 Dicas para investir o dinheiro da restituição do Imposto de Renda

Autor Convidado

O que é a reserva de emergência flutuante? Descubra a seguir

Juros Baixos

4 séries que vão te ensinar sobre saúde financeira

Guia do Investidor

Gestão financeira para iniciar seu negócio

Juros Baixos

BB Seguros faz parceria com app New School para desenvolver curso de educação financeira voltado a jovens das periferias

Guia do Investidor